Arquivo mensal novembro 2018

porpjbarreto

CREF10 flagra 24 academias em situação irregular no Sertão do Estado

Ação faz parte do “Projeto CREF Itinerante” que possibilitará a regularização dos casos, em um mutirão de serviços realizado em São Bento, neste fim de semana.

Uma ação de fiscalização, realizada pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB), flagrou 24 academias em situação irregular em 11 cidades do Sertão do Estado. A operação faz parte do projeto “CREF Itinerante”, que reforça, em algumas cidades do interior, os serviços oferecidos na Sede, em João Pessoa, e nas Seccionais de Campina Grande e Cajazeiras. Nesta sexta-feira (30/11) e no sábado (1º/12), o Conselho estará no município de São Bento (na Escola Municipal Dr. Jarques Lúcio da Silva), promovendo a regularização dos casos registrados em flagrante.

Ao todo, foram 30 academias fiscalizadas, entre os dias 20 e 23 de novembro, nas cidades de: São Bento, Paulista, Brejo do Cruz, Jericó, Riacho dos Cavalos, Catolé do Rocha, Bom Sucesso, Brejo dos Santos, São José do Brejo do Cruz. “Todos os estabelecimentos terão oportunidade de regularizar a situação, neste fim de semana, já que estaremos em um grande mutirão de serviços na cidade de São Bento”, ressaltou o presidente do CREF10, Francisco Martins da Silva.

Segundo ele, as denúncias no interior têm aumentado, numa forma clara de que as pessoas estão colaborando mais com o combate ao exercício ilegal da profissão de Educação Física e à falta de registro ou estrutura de alguns estabelecimentos. “É cada vez mais notória a percepção dos alunos de que as academias precisam estar regularizadas e o profissional devidamente registrado, como forma de garantia da saúde. Hoje, ninguém quer treinar em um lugar que oferece riscos”, complementou.

A ação do CREF10 registrou, também, 11 notificações de pessoa física e 06 escolas em situação irregular.

CREF Itinerante – O Projeto foi criado em 2016 e está na 9ª edição. Entre os principais serviços oferecidos estão: registro de pessoa física e jurídica; atualização de Cédula de Identidade Profissional e credenciamento; negociação de débitos; emissão de boletos; contestação de notificações e cursos de capacitação para licenciados e bacharéis. Neste ano, foram realizadas outras duas ações, em Princesa Isabel e em Picuí.

Assessoria de Comunicação de CREF10/PB

porpjbarreto

Após décadas de monopólio, família Cunha Lima pode perder exclusividade na exploração de cartório de imóveis em Campina Grande

A desacumulação dos serviços notariais e de protestos de títulos do Único Oficialato de Registro de Imóveis, de Protestos de Títulos e 1º Tabelionato de Notas da Comarca de Campina Grande (Cartório Ivandro Cunha Lima). É o que propõe o Anteprojeto de Lei aprovado ontem (28) pelo Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba. O documento será encaminhado à Assembleia Legislativa do Estado.

De acordo com o Anteprojeto, os serviços ficarão desacumulados quando for declarada a vacância da respectiva serventia extrajudicial. A divisão ocasionará a criação do 2º Oficialato de Registro de Imóveis da Comarca de Campina Grande, passando o cartório primitivo a ser denominado de 1º Oficialato de Registro de Imóveis da Comarca de Campina Grande.

Já os demais serviços passam a ser exercidos pelo Único Tabelionato de Protesto de Título e 1º Tabelionato de Notas da Comarca de Campina Grande. Ainda conforme o Anteprojeto de Lei aprovado, a instalação da serventia extrajudicial e o provimento do Único Tabelionato de Protestos de Títulos e do 1º Tabelionato de Notas de Campina Grande ficam condicionados ao preenchimento de vagas por concurso público de ingresso ou remoção, nos termos do disposto no § 3º do artigo 236 da Constituição Federal e na Lei Federal nº 8.935/94.

A demarcação das circunscrições geográficas do 1º e 2º Oficialatos de Registros de Imóveis da Comarca de Campina Grande será feita por meio de Resolução a ser editada pelo Tribunal de Justiça da Paraíba.

História – O 1º Tabelionato de Notas e Anexos de Campina Grande-PB iniciou suas atividade em 31/03/1828. Atualmente o cartório está localizado na Rua Vidal de Negreiros, 70 – Edifício Nenzinha Cunha Lima, no Centro da cidade, e tem como titular Ivandro Moura Cunha Lima; e substituto, Ivana Borborema Cunha Lima e Marta Cunha Lima de Oliveira. O funcionamento do cartório é de 2ª a 6ª feira, das 8h às 11h30 e das 13h às 17h30.

O cartório tem como área de abrangência os Municípios de Campina Grande, Aguiar, Boa Vista, Lagoa Seca e Massaranduba; e possuí as seguintes atribuições: Notas, Protesto de Títulos, Registro de Imóveis.

 

Por Jornalismo PBNews

porpjbarreto

NOTA: torcida organizada Mancha Azul inicia campanha de arrecadação de donativos para distribuir com famílias carentes de Cajazeiras

Nós que fazemos a diretoria da MANCHA AZUL, torcida organizada do ATLÉTICO CAJAZEIRENSE DE DESPORTO decidimos a partir do dia (01/12/2018), começar uma arrecadação de cobertores, alimentos, dinheiro e produtos de higiene.

Estaremos fazendo essa arrecadação para uma ação social da torcida (NATAL SOLIDÁRIO) onde iremos distribuir às famílias carentes e moradores de rua de nossa cidade.

A intenção dos produtos arrecadados é a criação de cestas básicas.

A intenção da arrecadação do dinheiro é suprir alguns produtos que não iremos conseguir arrecadar e também para fazermos um “sopão” e distribuir nas zonas mais carentes onde existem moradores na rua. Peço encarecidamente o empenho de todos, nos ajudem!

“Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei!”

 

G.R.T.O MANCHA AZUL – HÁ 16 ANOS

porpjbarreto

Polícia Federal prende o governador Luiz Fernando Pezão em mais uma etapa da Lava Jato

Ordem de prisão preventiva foi do Superior Tribunal de Justiça. Delator afirma que Pezão recebia mesada de R$ 150 mil quando era vice de Cabral.

O governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, foi preso por volta das 6h desta quinta-feira (29) no Palácio Laranjeiras, residência oficial do chefe do estado. A operação é baseada na delação premiada de Carlos Miranda, operador financeiro do ex-governador Sergio Cabral.

Carros da Polícia Federal param na porta do Palácio Laranjeiras, residência oficial de Pezão — Foto: Reprodução/TV Globo

Além de Pezão, a força-tarefa da Lava Jato tenta prender outras oito pessoas. A ordem de prisão foi expedida pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), onde governadores têm foro.

Além da prisão de Pezão, a ação tem como alvo o atual secretário estadual de Obras do Rio, José Iran Peixoto. Há buscas e apreensão na casa de Hudson Braga, que foi secretário de Obras durante o governo de Sérgio Cabral.

Carlos Miranda detalhou o pagamento de mesada de R$ 150 mil para Pezão na época em que ele era vice do então governador Sérgio Cabral. Também houve pagamento de 13º de propina e ainda dois pagamentos de R$ 1 milhão como prêmio. A ação é mais uma etapa da Lava Jato no Rio de Janeiro.

Segundo o depoimento à Justiça, o “homem da mala” do ex-governador Sérgio Cabral disse que o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, guardou R$ 1 milhão em propina com um empresário do Sul Fluminense.

Por Arthur Guimarães – TV Globo/G1

porpjbarreto

MEC lança plataforma digital para melhorar desempenho do ensino médio

Os estados e municípios devem fazer adesão ao programa a partir do dia 10 de dezembro

Na última terça-feira (27), o Ministério da Educação (MEC) lançou o Programa Escola do Adolescente, que irá oferecer, por meio de uma plataforma, capacitação para professores e gestores das escolas públicas. O objetivo é melhorar o desempenho de estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental.

Segundo o MEC, a plataforma será bem atrativa e oferecerá acesso a materiais exclusivos para gestores e professores melhorarem suas aulas e avaliarem o desempenho dos estudantes. Além disso, haverá uma parte para avaliações de português e matemática para os estudantes que estão nos anos finais.

Para participar, os estados e municípios deverão fazer adesão ao programa. O prazo começa no dia 10 de dezembro e vai até o dia 31 dezembro. Todas as escolas públicas com anos finais do ensino fundamental podem participar.

 

Reportagem – Tainá Ferreira

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Final da Libertadores será dia 8 ou 9 de dezembro, local segue indefinido

Pela Sul-Americana, Flu precisa reverter resultado contra Furacão no Maraca para chegar à final

E o jogo de volta da Libertadores ainda não tem um futuro certo. Após uma série de reuniões na Conmebol, um comunicado da federação anunciou que a segunda partida entre River Plate e Boca Juniors pode ocorrer no dia 8 ou no dia 9 de dezembro. Uma coisa é certa, a final não ocorrerá na Argentina.

Entre as opções apresentadas para sediar o jogo estão as cidades de Miami, nos Estados Unidos, Doha, no Catar, ou então em Assunção, capital do Paraguai e cidade onde está a sede da Conmebol.

Reuniões na Conmebol definiram que jogo pode ocorrer no dia 8 ou 9 de dezembroA partida foi adiada após atos de vandalismo contra o ônibus que levava jogadores do Boca Juniors à partida. Torcedores do River atiraram pedras no ônibus. Vidros foram quebrados e jogadores se machucaram na confusão. O capitão do Boca, Pablo Pérez teve uma lesão no olho causada pelos estilhaços do vidro. Outros jogadores foram atingidos por gás de pimenta e relataram náuseas e mal estar.

Segundo informações do Jornal argentino Olé, horas antes da partida ocorrer o líder da torcida organizada do River Plate, Héctor Caverna Godoy foi preso com quase 300 ingressos e uma grande quantia de dinheiro de origem desconhecida. O jornal levanta a suspeita de que os ataques seriam uma retaliação à prisão de Héctor. O jornal levanta a suspeita de que o ataque ao ônibus e as invasões que ocorreram têm ligação com a prisão de Héctor.

Se pela Liberta o clima é de tensão e indefinição, na Sul-Americana a bola rola normalmente. O Fluminense encara o Atlético Paranaense no Maracanã e terá a dura tarefa de reverter os dois a zero sofridos na primeira partida. O Furacão pode perder por até um gol de diferença que, ainda assim, segue para a final. A bola rola a partir das nove e quarenta e cinco da noite, horário de Brasília.

Reportagem – Raphael Costa

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Deputado Jeová afirma que a questão da agricultura familiar será uma das principais pautas a serem trabalhadas em seu próximo mandato

O deputado estadual Jeová Campos (PSB) reafirmou nesta quarta-feira (28), durante encontro na Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), que uma de suas principais pautas no próximo mandato será a questão da defesa da agricultura familiar. O parlamentar, que foi quem convocou esse encontro junto com a Fetag para debater e definir políticas públicas voltadas para a agricultura familiar que serão apresentadas para o futuro governador João Azevedo, sugeriu ainda a criação de um Comitê Permanente para produzir políticas públicas que fortaleçam a agricultura familiar com geração de emprego e renda na Paraíba.

O encontro foi aberto pelo presidente da Fetag, Liberalino Lucena, que lamentou a ausência do governador eleito, João Azevedo, que está em viagem institucional ao exterior, e também a ausência da vice-governadora, Ligia Feliciano que o representaria. “Íamos cobrar agora de João a nossa pauta de reivindicações entregue a todos os candidatos durante a eleição, entre as quais, destaca-se a criação e implantação de uma Secretaria de Agricultura Familiar na Paraíba”, disse Liberalino que anunciou outro encontro, entre janeiro e fevereiro, desta vez com a presença do governador para deliberar sobre tais reivindicações.

O deputado Jeová Campos que além de representar a ALPB, através da  Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, que preside, reiterou o compromisso do governo de João Azevedo com políticas públicas que estimulem o agricultor a produzir mais e ter uma vida melhor. “A chegada das águas do Rio São Francisco, a partir do Rio Paraíba, já é uma realidade. Cerca de um milhão de pessoas hoje, são beneficiadas com as águas do Velho Chico e a estimativa é que, até junho de 2019, as águas do rio cheguem a barragem de Boa Vista, em São José de Piranhas e isso trará muitas possibilidades. Com a perenização do Rio Piranhas,  teremos um novo cenário que precisa ser bem aproveitado e sei que o governo socialista de João  vai apoiar essa causa”, disse Jeová.

O parlamentar lembrou que a população de agricultores hoje tem muito poucos jovens e que é preciso atrair essa parcela da população, que hoje não acredita na agricultura. “A população agrícola hoje é madura, porque os jovens não estão mais neste setor, e só tem como mudar isso se houver políticas públicas que atraiam os mais jovens, com incentivos para uma produção melhor, mais rentável e eficiente”, reiterou Jeová. Ele disse ainda que é preciso renovar e ampliar o quadro de técnicos que prestem assistência aos agricultores e pessoas formadas nessa área que possam agregar novas tecnologias ao setor.

Jeová lembrou também a importância da integração de diversos segmentos, a exemplo do da pesquisa, do crédito, dos trabalhadores, dos assentados que devem trabalhar juntos fortalecendo o setor de agricultura familiar e aproveitou para elogiar a presença de representantes da Embrapa, Emater e BNB no encontro da Fetag. “Para dar força a esse segmento, que mantém homens e mulheres na roça com dignidade, produzindo alimentos sem agrotóxicos, é preciso a união de todos e a Paraíba tem tudo para melhorar esse ambiente de agricultura familiar e posso assegurar a vocês que o governo socialista de João terá um olhar especial para esse setor e eu serei um parlamentar presente em todas essas discussões e encaminhamentos. Podem contar comigo”, afirmou Jeová, que se despediu antes do final do evento, por causa de compromissos com a eleição da OAB, na seccional de Cajazeiras. A Emater foi representada no evento pelo seu presidente, Nivaldo Magalhães, a Embrapa Algodão, por Geraldo Estefano e o BNB, pelo gerente Abelardo Magalhães.

Assessoria

porpjbarreto

Campanha de Natal da LBV vai beneficiar 50 mil famílias em todo o Brasil

Na Paraíba, a instituição atenderá os municípios de Alagoa Grande, Campina Grande, Dona Inês, João Pessoa e Sapé

Além de todo o trabalho socioeducacional realizado diariamente em favor de milhares de crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos em situação de vulnerabilidade em todo o país, a Legião da Boa Vontade promove diversas campanhas de socorro às populações que enfrentam desafios sociais como a escassez de alimentos. Entre as iniciativas, a campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!, realizada tradicionalmente pela Instituição, neste ano tem como meta arrecadar mil toneladas de alimentos não perecíveis (um milhão de quilos) e beneficiar mais de 50 mil famílias atendidas nas cinco regiões brasileiras pelos programas socioassistenciais da Legião da Boa Vontade e também por organizações parceiras.

A campanha recebe o apoio de colaboradores, voluntários, artistas, esportistas, empresários e estudantes, que mobilizam a população numa grande ação solidária para arrecadar os alimentos e, assim, proporcionar um Natal digno e sem fome a milhares de famílias. Diversos veículos de comunicação e profissionais da mídia também estão engajados na divulgação da campanha, que reforça a importância de celebrar o Natal ajudando também aqueles que não tem o que comer.

Sua atitude vale muito

O objetivo é entregar a cada família uma cesta contendo itens de acordo com os costumes de cada região, tais como: arroz, feijão, óleo, açúcar, leite em pó, macarrão, farinha de mandioca e de trigo, fubá, extrato de tomate, massa para cuscuz, carne de charque, entre outros.

No Estado da Paraíba, a Instituição, precisa de seu apoio para que possa assistir centenas de famílias das cidades do Brejo Paraibano (Alagoa Grande, Dona Inês e Sapé), Campina Grande e João Pessoa.

As doações para a campanha podem ser feitas no site www.lbv.org, pelo telefone 0800 055 50 99 ou ainda em uma das unidades de atendimento da LBV localizada em Campina Grande e em João Pessoa.

Natal Permanente da LBV

Vale ressaltar que as ações da Legião da Boa Vontade são movidas pelo ideal de Fraternidade Ecumênica e tem como inspiração os ensinamentos e exemplos de Jesus, o Cristo Ecumênico. Desde 1940, a LBV instituiu o seu Natal Permanente numa campanha contra a fome e a pobreza e ao longo de quase 70 anos tem trabalhado para melhorar a qualidade de vida das populações menos favorecidas. Além do amparo imediato e da constante atuação nos campos da assistência social e da educação, que vêm mudando o destino de milhares de pessoas, a LBV tem tradicionalmente mobilizado a sociedade brasileira a fim de proporcionar um Natal melhor a famílias em todo o Brasil.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Veneziano anuncia audiência com Ministro da Integração para debater restabelecimento da vazão da Transposição na Paraíba

As razões da baixa vazão e atual suspensão do bombeamento das águas da Transposição do Rio São Francisco para o Eixo Leste da obra, na Paraíba, serão tema de audiência solicitada pelo Deputado Federal e Senador Eleito Veneziano Vital do Rêgo (PSB) junto ao Ministro da Integração Nacional (MIN) Pádua Andrade, a partir das 16hs desta quarta-feira (28) em Brasília.

Veneziano revelou que, em em contato com o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), João Fernandes, o mesmo explanou sobre os efeitos dessa suspensão, que prejudicou o volume da água que chegava ao açude de Camalaú, e, consequentemente, que ia para o açude de Epitácio Pessoa (Boqueirão), abastecendo diversas cidades polarizadas por Campina Grande.

Veneziano destacou que cobrará do ministro imediatas soluções para o retorno da vazão, por entender que não é a formalização da fase comercial da transposição, junto ao Governo da Paraíba, um motivo para manter esse contratempo. “A manutenção dessa vazão é algo de interesse de todos os paraibanos”, disse O parlamentar, destacando que tal atitude vem causando a milhares de paraibanos a diminuição dos volumes de vários mananciais na Paraíba.

Ele lembrou que, no Cariri, por exemplo, o açude da cidade de Sumé é que vem abastecendo os 14 municípios da região, dependendo, apenas, da água das chuvas, e que o manancial tem pouco mais 2 milhões de metros cúbicos da capacidade.

Em recente entrevista, João Fernandes salientou que o governo federal está, de certa forma, pressionando o Governo do Estado para já iniciar a fase comercial da transposição, e que, na Paraíba, esta cobrança deverá ser em torno de R$ 140 milhões. Ele frisou também que o Ministério deveria ter instalado um sistema de energia solar na obra, porque 90% do preço da transposição vai para pagar a energia que é gasta.

“O sistema ainda está em fase de teste e não custava nada continuarem os testes até o dia 31 de dezembro, continuando a alimentar o Rio Paraíba e Poções (em Monteiro), para mantermos a perenização do Rio Paraíba. Temos um equipamento caro para medir a chegada de água e nós tiramos porque parou o bombeamento. O ministro disse que ia manter a vazão, mas infelizmente não o fez. O que na verdade o que o governo federal quer é contratar essa operação, e o preço que eles vão cobrar pelo serviço nós estamos lutando para reduzir. Eu fiz um relatório com todos os dados do que chegava em Monteiro, em Boqueirão, e passei para um dos senadores da Paraíba e um deputado federal, pedindo para eles, para ninguém estar dizendo que eu estou pressionando. Quando eu coloco a situação nas rádios da Paraíba, não tem deputado e senador que não tome conhecimento dos alertas que estamos fazendo. Então nenhum deles pode se fazer de doido e alegar que desconhece o problema”, disse João.

Assessoria de Comunicação

porpjbarreto

Deputado Jeová promove reunião para definir políticas públicas sobre agricultura familiar a serem encaminhadas para o próximo governo

O deputado estadual Jeová Campos, presidente da Comissão de Desenvolvimento, Turismo e Meio Ambiente da ALPB, promove em parceria com a Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag), nesta quarta-feira (28), um encontro para debater e definir políticas públicas voltadas para a agricultura familiar. O evento, voltado para os representantes dos sindicatos do setor na Paraíba, acontecerá na sede da Fetag, na Rua Rodrigues de Aquino, 722, em Jaguaribe, a partir das 9h.

“Vamos tratar de um tema muito importante que é o fortalecimento da agricultura familiar na Paraíba com o setor sindical. A proposta é construir uma pauta a ser levada ao futuro governo, sobre quais políticas públicas que o setor quer ver implementadas nos próximos quatro anos no estado, o que é necessário fazer para fortalecer esse setor que tem um papel social e econômico importante para a Paraíba”, destacou o paramentar.

Jeová lembrou que com a chegada das águas do Rio São Francisco é preciso aproveitar esse potencial que está se instalando na Paraíba. “A agricultura familiar precisa ter um enfoque a partir desta nova realidade e precisa ser fortalecida e eu estou convencido de que é preciso aprofundar as políticas públicas neste setor aproveitando o governo socialista de João Azevedo”, destacou Jeová. Para ele, também é preciso que haja a promoção de uma integração de diversos segmentos, a exemplo do da pesquisa, do crédito, dos trabalhadores, dos assentados que juntos fortaleçam esse setor.

O deputado lembra que coma perenização do Rio Piranhas  e do Rio Paraíba, o estado da Paraíba terá uma fonte de geração de trabalho e de melhoria da qualidade de vida que o fará avançar muito. “Com a chegada das águas, haverá a geração de oportunidades de trabalho que melhorarão a qualidade de vida das pessoas a partir da produção de alimentos sem agrotóxicos e isso precisa ser aproveitado da melhor forma possível”, finalizou Jeová.

Assessoria