Categoria Esporte

porpjbarreto

Seleção Brasileira convocada para enfrentar Panamá e República Tcheca

Na manhã desta quinta-feira, o técnico Tite convocou os 23 jogadores que participarão dos amistosos de março, nos dias 23 e 26, em Portugal e República Tcheca.

Após dois meses de observações em 2019, o técnico Tite convocou a Seleção Brasileira na manhã desta quinta-feira (28). No auditório da sede da CBF, o treinador revelou os 23 nomes que estarão à disposição para disputa dos amistosos contra Panamá e República Tcheca, marcados para os dias 23 e 26 de março, respectivamente.

Os dois amistosos de março serão os últimos antes da convocação para a Copa América 2019, que será disputada no Brasil. Para esta Data FIFA, a delegação se apresenta entre os dias 17 e 18 de março, na cidade do Porto, em Portugal, onde será disputada a primeira partida.

Após enfrentar o Panamá em Portugal, a Seleção Brasileira segue Praga, capital da República Tcheca, onde enfrentará os anfitriões. O amistoso está marcado para a Eden Arena.

O treinador da Seleção Brasileira destacou a chance de dar oportunidades a novos jogadores, para aumentar a observação de atletas para a Copa América deste ano. Nesta convocação, Tite convocou jogadores que ainda não haviam sido chamados neste novo ciclo da Seleção, como Felipe Anderson, Weverton, Daniel Alves e o estreante Vinicius Júnior, que foi chamado para a Seleção Principal pela primeira vez.

– O que trouxe a gente vai aprendendo em relação à Copa do Mundo e esse momento, em que a gente aumenta o leque de possibilidade? Quando assumi a Seleção Brasileira, estava em um momento que precisávamos produzir bem e ganhar, para buscar uma classificação. Quando nos classificamos, tinha a Copa do Mundo. Isso restringiu o número de oportunidades que poderia dar aos atletas. Agora, não – ressaltou.

Confira a lista de convocados para os amistosos de março:

GOLEIROS

Alisson – Liverpool (ING)

Ederson – Manchester City (ING)

Weverton – Palmeiras

DEFENSORES

Daniel Alves – Paris Saint Germain (FRA)

Danilo – Manchester City (ING)

Miranda -Inter de Milão (ITA)

Thiago Silva – Paris Saint Germain (FRA)

Marquinhos – Paris Saint Germain (FRA)

Éder Militão – Porto (POR)

Filipe Luís – Atlético de Madrid (ESP)

Alex Sandro – Juventus (ITA)

MEIAS

Casemiro – Real Madrid (ESP)

Fabinho – Liverpool (ING)

Allan – Napoli (ITA)

Felipe Anderson – West Ham United (ING)

Lucas Paquetá – Milan (ITA)

Arthur – Barcelona (ESP)

Philippe Coutinho – Barcelona (ESP)

ATACANTES

Everton – Grêmio

Roberto Firmino – Liverpool (ING)

Gabriel Jesus – Manchester City (ING)

Richarlison – Everton (ING)

Vinicius Júnior  – Real Madrid (ESP).

 

Assessoria de Imprensa – CBF

porpjbarreto

Atlético de Cajazeiras vence no Amigão e afunda o Treze em crise

A situação já não era boa, e ainda piorou. Na tarde deste domingo (24), o Treze recebeu o Atlético de Cajazeiras, pela sétima rodada do Campeonato Paraibano, no estádio Amigão, em Campina Grande. Com gols de Bruno e Jackinha, o Trovão Azul impôs a quarta derrota consecutiva ao Galo da Borborema no estadual.

A partida foi tensa e várias confusões aconteceram dentro e fora de campo. Ainda no primeiro tempo, Romerito, pelo time de Cajazeiras, e Marcão, do Treze, receberam cartão vermelho após uma discussão entre os jogadores. Na saída para o intervalo, a torcida trezeana atirou objetos no banco de reservas do Atlético, e os jogadores que lá estavam jogavam de volta em direção as arquibancadas.

No início do segundo tempo, aos 3 minutos, Marcinho fez jogada e tocou para Bruno, que girou e bateu com a perna direita para vencer Mauro Iguatu e abrir o placar do duelo para o time sertanejo.

Mesmo com a vantagem do placar e jogando fora de casa contra um adversário que precisava vencer a qualquer custo, o Trovão seguia melhor na partida e criava várias oportunidades para marcar.

Perto do fim do jogo, o zagueiro Brumati recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo.

Para piorar a situação do Galo, aos 50 minutos da segunda etapa, o ex-raposeiro Jackinha marcou o segundo gol do Atlético de Cajazeiras e fechou a contagem.

Ajudado pela derrota do Serrano para o CSP, o Treze segue com 6 pontos na vice-lanterna do Grupo A, com um ponto a mais que o Lobo da Serra. O próximo jogo do Galo será no dia 9 de março, contra o CSP, em João Pessoa. O Atlético de Cajazeiras chegou aos 13 pontos e continua na segunda colocação do Grupo B. No dia 10 de março o Trovão recebe o Botafogo-PB, no Perpetão.

Ficha técnica

Treze 0 x 2 Atlético de Cajazeiras

Data: 24/02/2019 – 16h
Local: Estádio Amigão / Campina Grande
Competição: Campeonato Paraibano 2019 / 7ª rodada

Arbitragem: Jackson Ribeiro (Sergipe); Luiz Felipe e Michelson Nóbrega (ambos da Paraíba)

Cartões amarelos: João Manoel (A), Coppetti, Léo Fioravanti (T)

Cartões vermelhos: Marcão e Brumati (T); Romerito (A)

Gols: Bruno (aos 3’ do 2ºT) para o Atlético de Cajazeiras, Jackinha (aos 50’ do 2ºT) para o Atlético.

Treze: Mauro Iguatu, Matheus Rubens, Brumati, Léo Fioravanti e Tales; Elielton (Júlio Barboza), Coppetti e Diogo Peixoto (Ewerton); Saldanha (Torres), Vanger e Marcão. Técnico: Marcinho Guerreiro.

 

Voz da torcida

porpjbarreto

Senador Kajuru lembra potencial de Veneziano para levantar as bandeiras do esporte no Senado Federal

O Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) recebeu do seu colega de partido, o Senador Jorge Kajuru (PSB-GO), a confirmação de que ambos, junto com a Senadora Leila do Vôlei (PSB-DF) levantarão a bandeira do esporte conjuntamente, no Senado. Para Kajuru, Veneziano vem se mostrando um Senador preparadíssimo. “Um dos grandes quadros desse novo Senado, trata-se de Veneziano Vital do Rêgo”, afirma Kajuru em mensagem ao parlamentar paraibano.

“Eu o respeito e lhe admiro. Eu sou o líder da bancada do PSB, mas na verdade eu o chamo de meu líder. Ele também é nosso líder no bloco independente, com 13 outros Senadores da maior expressão. Mas o que eu quero dizer é que a comunidade do esporte, de um modo geral, pode ter a certeza de que Veneziano e eu, como Senadores, vamos atuar juntamente aqui por projetos e pela fiscalização do que acontece no esporte brasileiro. Será um mandato compartilhado. É isso o que vai acontecer” disse o parlamentar, que representa o estado de Goiás.

Kajuru lembrou que, quando Prefeito de Campina Grande, Veneziano entregou à população campinense a primeira Vila Olímpica da Paraíba, um espaço que proporcionava a toda uma região polarizada pelo bairro de José Pinheiro, práticas de atletismo, natação, futsal, futebol, musculação, aulas, PSF, museu do esporte, dentre outros equipamentos agregados, e que isso só confirma seu compromisso com o esporte, que também foi levado à Câmara dos Deputados e agora será expandido no Senado.

Escute a mensagem de Kajuru para Veneziano no link: https://soundcloud.com/user-867663840/mensagem-do-senador-kajuru-sobre-veneziano-vital

Recentemente, Veneziano apresentou e teve aprovado requerimento de ‘Voto de Pesar’ pelas trágicas mortes dos jovens jogadores do Time do Flamengo. “Junto com aqueles dez jovens morreram seus sonhos e seus objetivos de alcançarem uma vida melhor para eles e para suas famílias”, afirmaram os Senadores, na justificativa do requerimento.

Foram também autores do Requerimento os Senadores Randolfe Rodrigues (REDE – AP), Líder do Partido REDE; Eliziane Gama (PPS – MA); Jorge Kajuru (PSB- GO)  e o Senador Weverton (PDT- MA).

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Doze academias e cinco escolas são notificadas pelo CREF10 no Vale do Mamanguape

Foram constatadas várias irregularidades, entre elas: credenciamento vencido e falsos profissionais de Educação Física

Doze academias e cinco escolas da Rede Pública de Ensino (estaduais e municipais) foram notificadas pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB), no Vale do Mamanguape, por apresentarem irregularidades. Entre os problemas, estão: credenciamento vencido, ausência de profissional e pessoas flagradas exercendo ilegalmente a profissão. A ação faz parte do “Projeto CREF Itinerante”, que está em Mamanguape nesta sexta-feira (22) e no sábado (23) para regularizar a situação dos profissionais de Educação Física na região, além de levar atividades educativas e prestação de serviço para a comunidade.

De acordo com o presidente do CREF10/PB, Francisco Martins da Silva, ao todo foram nove cidades visitadas, com 24 academias e nove escolas fiscalizadas. “Estivemos em Mamanguape, Itapororoca, Rio Tinto, Cuité de Mamanguape, Capim, Baía da Traição, Jacaraú, Mataraca e Pedro Régis”, revelou, destacando que todas as visitas foram realizadas nesta semana, como ação estratégica que antecede o CREF Itinerante. “Trabalhamos, de forma conjunta, para sanar os problemas verificados nas ações de fiscalização e dar oportunidade de regularização a todos os profissionais de Educação Física”, complementou.

Os notificados têm 15 dias para apresentar contestação, que pode ser no “CREF Itinerante” ou, posteriormente, junto ao Conselho. Caso não haja manifestação, a notificação pode se converter em multa ou ação civil.

Serviços – Entre os serviços que serão oferecidos pelo “CREF Itinerante”, em Mamanguape, estão: registro de Pessoa Física e Jurídica, atualização de documentos; emissão de Cédula de Identidade Profissional (CIP); emissão de credenciamento; negociação de débitos; emissão de boletos; possibilidade de contestação de notificações; além dos cursos de Treinamento Funcional, no dia 22/02, e Recreação na Educação Física Escolar, no dia 23/02.

Assessoria de Imprensa – CREF10/PB

porpjbarreto

Ação do CREF10/PB obriga UFPB a fazer retificação no edital de concurso para técnico-administrativos

Conselho Regional de Educação Física da Paraíba conseguiu, na Justiça, que o edital contenha o termo “Bacharelado” para cargo de Técnico Desportivo

A Universidade Federal da Paraíba (UFPB) terá que fazer uma retificação no edital de abertura do concurso público para técnico-administrativos, que tem prazo de inscrições até a próxima segunda-feira (25). É que o Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) conseguiu, junto à Justiça Federal, que seja exigida, para o cargo de Técnico Desportivo, a formação em Educação Física – Bacharelado, termo não existente no edital original. As provas do concurso estão marcadas para o dia 07 de abril.

No mandado de segurança, concedido pelo juiz federal João Pereira de Andrade Filho, há o reconhecimento de que as atribuições do cargo mencionado extrapolam o campo de atuação na educação básica, de modo que o trabalho de Técnico Desportivo somente deve ser desempenhado por pessoas com curso de graduação/bacharelado em Educação Física.

“Determino que a REITORA DA UFPB, ou quem suas vezes fizer, retifique o Edital de Concurso Público nº 122/2018, a fim de que passe a constar a exigência formação em Educação Física – Bacharelado para os futuros ocupantes do cargo de Técnico Desportivo”, expressou o magistrado em sua decisão.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Procuradora diz que jovens atletas são tratados como “commodities”

Rede pró-infância e juventude critica mercantilização de base

O ex-zagueiro Denis Ricardo, estreante no América Futebol Clube (MG) e hoje“intermediário cadastrado” pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para recrutar novos talentos, diz que após o incêndio que matou dez adolescentes no centro de treinamento (CT) do Flamengo, a fiscalização dos clubes e da estrutura dedicada aos jovens iniciantes deverá ficar mais severa e minuciosa.

Ele jogou por mais de 20 anos em times do Brasil e do exterior, de primeira e segunda divisões, e relata que já dormiu “embaixo de arquibancadas dos estádios”.

Denis, que havia estado no CT do Flamengo dias antes da tragédia, acredita que nos últimos anos houve “uma evolução grande” no cuidado de jovens atletas pelos clubes, “mas ainda está longe de um padrão mínimo de qualidade”, conforme já viu em CT de clubes estrangeiros como o Arsenal (Inglaterra) e Roma (Itália). Para ele, as agremiações no Brasil “deveriam investir mais na infraestrutura”.

Em parte, o ex-jogador credita a evolução parcial dos clubes à atuação do Ministério Público que proibiu, por exemplo, o recrutamento de adolescentes menores de 14 anos. Ele considera, no entanto, que é preciso fazer mais. O respeito à idade mínima foi um dos pontos mais defendidos por uma rede de pró-infância e juventude ouvida pela Agência Brasil.

Pepita

Para alguns dos entrevistados, as divisões de base do futebol brasileiro desrespeitam direitos e funcionam como garimpo.  “Um garimpo cujo único objetivo é encontrar a pepita de ouro, e não importa a destruição que causou para encontrar”, disse a procuradora Cristiane Maria Sbalqueiro, do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Segundo ela, periodicamente, olheiros, empresários e clubes fazem milhares de garotos passarem pela peneira de testes até encontrar algum raro talento quase pronto. O esforço não existe, no entanto, para formar novos atletas.

“Qual a estratégia para encontrar essas pessoas? No Brasil, a estratégia é de garimpo para exportação. Os nossos atletas são commodities [como ouro, café ou boi gordo]. Isso revela nossa cultura”, compara a procuradora, que trabalha há mais de uma década fiscalizando o cumprimento da lei em clubes de formação no Paraná e em outros estados.

Conforme Cristiane, “a gente se conforma em ser um país exportador” e mandar os jovens talentos para o exterior. O sonho de clubes e atletas é um contrato com clube da Europa, como aconteceu com Vinicius Jr. (ex-Flamengo, hoje no Real Madrid), negociado antes de ter 18 anos.

Transferências

Além do dinheiro da venda do passe dos jogadores no começo de carreira, os clubes formadores têm o direito de receber parte da quantia da venda em transferências posteriores – como ocorreu no Vasco da Gama, que recebeu 2,5% da transação milionária de transferência de Philippe Coutinho entre Liverpool e Barcelona (160 milhões de euros, segundo a imprensa desportiva).

Isa Oliveira, secretária executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), tem a mesma opinião sobre a mercantilização das divisões de base e a despreocupação com o trabalho de formação dos novos atletas.

“O Brasil não investe, não assegura à população infantojuvenil o direito à prática desportiva”, afirmou Isa. Para ela, o resultado é que “o adolescente fica numa situação de extrema desproteção, com risco iminente de ter seus direitos violados”.

A secretária alerta para o risco de frustração dos jovens e para a falta de cultura protetiva entre os clubes e as pessoas que recrutam novos jogadores. “Há os chamados empresários, ou aliciadores, que são agentes que atuam vendendo ilusão”, afirmou.

“Com tanta injustiça social, com tanta disparidade, se vende para as famílias de baixa renda e de poucas oportunidades e para os adolescentes a garantia de que aquele sonho vai acontecer”.

Fundação Criança

O advogado Ariel de Castro Alves, presidente da Fundação Criança de São Bernardo do Campo (SP), também relaciona a ilusão dos jogadores e o descumprimento de obrigações legais pelos clubes. “Depositam tudo naquele sonho e acabam abrindo mão de direitos. Muitos desses casos podem configurar situações cruéis, desumanas, degradantes e até de maus-tratos”.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Bolsonaro sofre 4 duros golpes em um único dia. Hoje ele tenta sair da lona

Bolsonaro sofre 4 duros golpes em um único dia. Hoje ele tenta sair da lona

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), acordou com o pé esquerdo nesta terça (18). Em poucas horas, foi golpeado quatro vezes. Aos fatos:

1 – No começo da tarde, a revista Veja divulgou conversas de WhattsApp entre Bolsonaro e Gustavo Bebianno, demitido do posto de secretário-geral da Presidência. Os 12 áudios revelam uma escalada de tensão entre o presidente e o ex-ministro no caso dos laranjas do PSL.  Em entrevista à rádio Jovem Pan, Bebianno completou o entrevero: “Fui demitido por Carlos Bolsonaro”, referindo-se ao filho do presidente que o chamou de mentiroso.

2 – Na primeira derrota do governo no Congresso, a Câmara dos Deputados derrubou o decreto do vice-presidente, Hamilton Mourão, que alterou as regras da Lei de Acesso à Informação (nº 12.527/2011) – aquele que permitia a assessores classificassem dados do governo como secretos ou ultrassecretos.

3 – No STF, Bolsonaro também perdeu. O ministro Marco Aurélio Mello manteve a condenação do presidente a pagar R$ 10 mil à deputada Maria do Rosário (PT-RS) por danos morais.

4 – Se o presidente foi condenado, o opositor Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi inocentado por injúria, calúnia e difamação. Quando eram deputados, o ex-colega de Câmara acusou Bolsonaro de lavagem de dinheiro e o chamou, em uma entrevista, de “burro”, “fascista”, “desonesto”, entre outros adjetivos pesados.

E as prioridades?

Outro ponto que pode obrigar Bolsonaro a se movimentar ‘no ringue’ é o fato de que os cargos do 3º escalão viraram moeda de troca para aprovar a Previdência e o pacote anticrime, como conta nossa correspondente Jéssica Sant’Anna. Contudo, a oportunidade para o presidente erguer a cabeça e tocar o barco é nesta quarta-feira (20). A Jéssica também conta como o presidente vai entrar em campo para buscar apoio à reforma da Previdência.

Uma das maneiras é entregar pessoalmente a proposta de reforma da Previdência ao presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Nosso editor Fernando Jasper abriu uma boa questão: Será que Bolsonaro vai mexer no maior vespeiro da Previdência? Logo, logo teremos a resposta, mas a Bolsa está otimista e fechou em alta.

Se por um lado Bolsonaro saiu arranhado na terça (19), o ministro da Justiça, Sergio Moro, bem que tentou sair por cima. Ele seguiu a estratégia do chefe do executivo e entregou pessoalmente o projeto de lei anticrime a Maia. De Brasília, Kelli Kadanus conta essa história e mostra ainda que o único problema é que, na mesa de negociações, Moro teve que fatiar o projeto ao apresentar a criminalização do caixa 2 de forma separada.

Para combater o crime, contudo, tem gente querendo verba – e não tem nada de errado com isso. São os estados que se unem à Bancada da Bala em busca de dinheiro para segurança pública. A Kelli acompanhou de perto.

E mesmo sem Moro, o pessoal da Lava Jato segue firme no combate à corrupção. A operação  driblou Gilmar Mendes ao levar Paulo Preto para Curitiba e, após ser alvo de uma nova fase da Operação, o ex-chanceler e ex-senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) pediu demissão da presidência da Investe SP.
Em outra frente da Polícia Federal, pior para o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, preso pela manhã. A suspeita é que o Sistema S, ligado à CNI, celebrou contratos de R$ 400 milhões com empresas de fachada. O martírio na cadeia durou poucas horas: no fim da tarde, Andrade foi solto.

Demissões em massa?

Notícia ruim mesmo tiveram os trabalhadores da Ford. A empresa anunciou que irá fechar a fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. No setor aéreo, novo revés para a Avianca, que está recuperação judicial. A Anac exigiu que a empresa devolva aeronaves. E a Embraer também cambaleou: Associação Brasileira de Investidores, a Abradin acusa executivos de induzirem investidor a erro.

Por outro lado, a Honda vai investir R$ 500 milhões em Manaus. Porém, a ideia é modernizar a fabrica e não deve gerar novos empregos. Vagas mesmo foram abertas no Canadá: a província de Québec está intensificando a busca por talentos brasileiros. Esta Gazeta explica como participar: são 400 empregos abertos.

Ativismo judicial em alta 

Se as prioridades do Governo neste início de ano no Congresso fogem às pautas de costumes, o Supremo vem tomando essa frente. Na mesma semana em que o STF iniciou o julgamento sobre a possível criminalização da homofobia, a Associação dos Magistrados Brasileiros publicou uma pesquisa que mostra que os juízes consideram legítimo agir como legisladores. Em editorial, esta Gazeta se posiciona sobre o tema:

” Quando um juiz, desembargador ou ministro de tribunal superior força suas próprias convicções sobre a sociedade a despeito da existência dos outros poderes, a despeito que dizem as leis elaboradas por representantes do povo, a despeito do que a sociedade deseja, ele está agindo menos como um juiz e mais como um déspota esclarecido.”

De olho no caso do jogador Daniel

Justiça também é o tema do momento no Paraná. O segundo dia de audiência sobre o assassinato de Daniel foi marcado pelos depoimentos dos familiares do atleta. A mãe do jogador ficou frente a frente com os Brittes, réus confessos. Por lá, advogados trocaram farpas. Nossa equipe de jornalistas Durval Ramos, Gustavo Ribeiro e Cecília Tümler mostram os detalhes.

Voltando à Brasília, os  deputados federais do Paraná elegeram o coordenador da bancada na Câmara. Apesar dos discursos de renovação, quem ficou no cargo foi um velho conhecido. O correspondente João Frey conta como foi essa eleição.

O estado também discute o fim da taxa antidumping cobrada do leite em pó vindo da Europa. O debate que tomou conta do agronegócio não tem consenso e o Paraná foi a Brasília cobrar que o governo federal volte a proteger os produtores. Como? Cobrando uma taxa de importação ainda maior. Alex Silveira conta essa história.

Já o governador do estado, Ratinho Júnior, está enfrentando críticas de ambientalistas. O presidente da ONG Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), Clóvis Borges, criticou a decisão de tirar o poder de licenciamento ambiental do Colit – Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral Paranaense. Segundo ele, a medida silencia a discussão ambiental no Litoral. Entenda melhor essa confusão na matéria de Giulia Fontes.

Do Paraná para o mundo

A Espanha acaba de ganhar sua primeira casa de vidro flutuante. O intuito é ampliar a experiência turística no Mediterrâneo. O projeto é de baixo impacto ambiental e se destaca por diversas soluções tecnológicas.

Perto dali, a França e a Bélgica enfrentam uma decisão difícil. Qual é a responsabilidade desses países em relação à segurança das crianças filhas de cidadãos europeus radicalizados que fugiram para os territórios do Estado Islâmico? Enquanto os tribunais se preparam para decidir se crianças de até seis anos serão repatriadas, o debate se intensifica.

Por bandas sul-americanas, o governo brasileiro anunciou que montará uma força-tarefa em Roraima para a entrega de ajuda humanitária à Venezuela. Alimentos e medicamentos enviados pelos Estados Unidos devem aliviar a escassez de bens básicos que causa desnutrição e doenças no país.

Recomendações de nossos jornalistas

Hora de colocar o pé no freio com leituras que podem melhorar sua qualidade de vida. Confira as recomendações de jornalistas da Gazeta do Povo:

Boas leituras e um ótimo dia!

 

Fonte: Gazeta do Povo

porpjbarreto

Música: Dia do Esportista

Seja como praticante ou torcedor, estamos todos envolvidos com o esporte

O esporte faz parte da vida de todas as pessoas. Existem registros de prática esportiva em pinturas de três mil anos antes de Cristo. Na época, eram eventos ritualísticos, que acabaram se consolidando em 776 A.C., como as Olimpíadas. Desde o final do século XIX as Olimpíadas são uma realidade de quatro em quatro anos. Seja como praticante ou torcedor, estamos todos envolvidos com o esporte. Se você é sedentário pratique esporte.

 

A Música do Dia é “Estrelar“, de Marcos Valle.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência do Rádio
poradmin

Primeiro “CREF Itinerante” de 2019 será na próxima semana em Mamanguape

Projeto do Conselho Regional de Educação Física da Paraíba leva cursos gratuitos, prestação de serviço e ações estratégicas para o interior do estado 

Nos próximos dias 22 e 23 deste mês, o Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB) realiza, no município de Mamanguape, a primeira edição de 2019 do projeto “CREF Itinerante”. A iniciativa levará cursos gratuitos, prestação de serviço e ações estratégicas para a região, atendendo a um dos principais objetivos do órgão, que é estender as atividades a um maior número de municípios.

Os cursos, oferecidos para profissionais e estudantes de Educação Física, serão: Treinamento Funcional, no dia 22/02, com a professora Cybelle Navarro (CREF 001911-G/PB); e Recreação na Educação Física Escolar, no dia 23/02, com o professor Helder Licarião (CREF 001225- G/PB). Para participar, os interessados devem se inscrever CLICANDO AQUI.

Na hora de preencher o formulário, é preciso ficar atento (a). Existe uma aba específica para profissionais e outra para estudantes. O (a) interessado (a) deve identificar a sua área, clicar sobre a aba e responder a todos os campos corretamente, inclusive o que especifica qual o curso que ele (a) pretende fazer. Participando integralmente dos cursos, ao término, todos receberão certificado.

Serviços

Entre os serviços que serão oferecidos pelo “CREF Itinerante”, em Mamanguape, estão: registro de Pessoa Física e Jurídica, atualização de documentos; emissão de Cédula de Identidade Profissional (CIP); emissão de credenciamento; negociação de débitos; emissão de boletos; e possibilidade de contestação de notificações.

Assessoria de Comunicação do CREF10/PB
(83) 98762.4771
porpjbarreto

Comissão vistoria estádio Almeidão e interdita arquibancada sombra

A Comissão Estadual de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, coordenada pelo Ministério Público da Paraíba, interditou a arquibancada sombra do Estádio Almeidão, após a queda de um pedaço de concreto da marquise do estádio ocorrida, no último sábado (9), durante o jogo Botafogo e CSP, pelo Campeonato Paraibano. Um torcedor ficou ferido no acidente.

A interdição ocorreu na última segunda-feira (11) após uma vistoria realizada pela comissão no Estádio. Conforme o procurador de Justiça Valberto Lira, coordenador da comissão, os jogos de menor público só poderão utilizar a arquibancada sol.

Já nos jogos de maior público, como os da Copa do Nordeste e da Copa do Brasil, a comissão vai analisar caso a caso para decidir se libera parte das cadeiras dentro de um perímetro que mantenha a segurança do torcedor.

Participaram o o coronel Ferreira da Polícia Militar; o engenheiro do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea-PB), Corjesu Paiva; o tenente -coronel Oliveira e o capitão Bezerra, do Corpo de Bombeiros.

Também participaram a presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michele Ramalho; o secretário de Juventude, Esporte e Lazer do Estado, José Marco Melo; a superintendente da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), Simone Guimarães.

A superintendente Simone Guimarães informou que o Estado já está tomando providências para a recuperação do beiral da marquise de onde se desprendeu o pedaço de concreto.

Assessoria de Imprensa – MPPB