Autor pjbarreto

porpjbarreto

Estimativa da safra 2019/2020 na Paraíba é de superar as seis milhões de toneladas de cana-de-açúcar

A estimativa da safra 2019/2020 na Paraíba é de atingir, aproximadamente, 6,5 milhões de toneladas de cana-de-açúcar segundo projeções do setor. Das oito unidades industriais que atuam no estado, seis já iniciaram a moagem que começou em julho último e deve se estender até fevereiro do próximo ano. As chuvas que caem na região e os investimentos em irrigação, fertilização e assistência técnica prenunciam esse aumento de produção. Na safra passada, a Paraíba processou 5.675.107,870 milhões de toneladas de cana. A média das últimas três safras ficou em torno de 5 milhões de toneladas.

Segundo o diretor técnico da Associação de Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), Neto Siqueira, a remuneração da matéria-prima, algo em torno de R$ 95 por tonelada, ainda está abaixo do valor mínimo calculado a fim de que haja remuneração compatível com os investimentos. “A PECEGE/ESALQ calculou que o valor mínimo para o médio produtor paraibano ter retorno do capital investido, por tonelada de cana, atualmente, deveria ser de R$ 120,00 e nós estamos recebendo cerca de R$ 95. A remuneração que recebemos pelo fornecimento da cana-de-açúcar hoje, não está cobrindo os custos que tivemos com a produção”, lamenta ele.

O presidente da Asplan, José Inácio de Morais, reitera que a situação do fornecedor ainda continua difícil. “A remuneração que recebemos pelo fornecimento da cana-de-açúcar não está cobrindo os custos e isso é muito ruim porque na medida em que o produtor não recebe uma remuneração compatível, ele emprega menos e investe menos e isso tudo tem um impacto significativo no mercado, principalmente, no Nordeste, onde nós somos um importante sustentáculo econômico e social”, destaca o dirigente da Asplan.

Na Paraíba, existem oito unidades sucroalcooleiras, sendo que uma trabalha apenas com a fabricação de açúcar (Agroval), duas fabricam álcool e açúcar (São João e Monte Alegre) e cinco produzem só álcool (Tabu, Giasa, Japungu, Miriri e Pemel)A Paraíba detém a terceira maior produção de cana-de-açúcar do Nordeste, uma vez que produz mais que o Rio Grande do Norte, Bahia, Sergipe, Maranhão e Piauí. Em produção, a Paraíba só fica atrás de Alagoas e Pernambuco, que são tradicionalmente os maiores produtores da região. O setor sucroalcooleiro paraibano gera cerca de 30 mil empregos diretos durante a entressafra e 40 mil em épocas de safra.

Atualmente, entre 50% e 60% da matéria-prima é oriunda de lavouras próprias ou arrendadas pelas indústrias, sendo o restante produzido pelos fornecedores ligados a Asplan que contabilizam 1.400 associados, entre pequenos, médios e grandes produtores.

Assessoria

porpjbarreto

Frei Anastácio critica falta de ações enérgicas do governo para combater incêndio na Amazônia

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse, sexta-feira (23), que é lamentável ver o governo federal fazendo acusações sem provas sobre incêndio  na Amazônia, em vez de tomar providências urgentes.

“Já são cerca de 20 dias de incêndio na Amazônia, e as únicas manifestações públicas concretas do Presidente da República foi culpando, sem provas, ONGs que trabalham para proteger o meio Ambiente”, afirmou.

O deputado disse que “se Bolsonaro estivesse preocupado com a preservação do meio ambiente, já teria anunciado uma força tarefa nos primeiros dias do incêndio. Afinal, trata-se da Amazônia, o pulmão do mundo com 5,5 milhões de quilômetros quadrados. Mesmo assim, o vice-presidente da República ainda foi a público dizer que o pulmão do planeta são os oceanos”, lamentou.

O parlamentar disse que é hora de descer do palanque político e deixar de lado as cores partidárias para salvar a Amazônia. “O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, já anunciou que uma frente formada por deputados irá até a Amazônia para ver a situação de perto. Esperamos também ações concretas do governo. Mesmo sendo o presidente que nega aumento de 66% de desmatamento da Amazônia, na sua gestão, não poderá ignorar o fogo que está consumindo o maior patrimônio ambiental do planeta”, disse.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

Comunidade acadêmica interage com a equipe gestora do IFPB nas cidades de Itaporanga, Princesa Isabel e Monteiro

Reitoria Itinerante finaliza visitas com ampla participação

Finalizando mais um ciclo de visitas aos campi, o Programa Reitoria Itinerante encerrou nesta quinta-feira (22), no Campus Monteiro, a rota 02 da 6ª jornada, após ter visitado os campi de Itaporanga (na terça-feira, dia 21) e Princesa Isabel (na quarta-feira, dia 22).

As visitas do Reitoria Itinerante aos campi são sempre marcadas por um grande quantitativo de participantes,  contribuindo para que se cumpra o objetivo maior do programa que é promover a integração entre a gestão e a comunidade de maneira participativa e colaborativa.

Para o Pró-Reitor Manoel Macedo, o programa Reitoria Itinerante cumpriu nesta rota um papel importante. “Nos três momentos, tratamos das pautas locais, de cada campus. No entanto, nos três campi os estudantes discutiram com muita propriedade a situação do IFPB diante do contingenciamento do Governo Federal, posicionando-se com muito equilíbrio e firmeza em defesa do IFPB. Nesse sentido, entendemos que esta rota cumpriu um papel estratégico, fortalecendo os vínculos entre a Reitoria e as unidades e com os nossos estudantes”, destacou o Pró-Reitor Macedo.

Durante os três dias de visita aos campi, o Reitor Nicácio visitou os espaços, dialogou com os servidores e conferiu de perto as necessidades da comunidade. No Campus Princesa Isabel o reitor conheceu os laboratórios de física, química e informática, este último inaugurado durante a visita, fruto de uma demanda da comunidade acadêmica apresentada durante o Reitoria Itinerante no campus em 2018.

De acordo com a Pró-Reitora Silvana Luciene Costa foi muito gratificante participar do Reitoria Itinerante. “Fiquei positivamente impressionada em acompanhar a prestação de contas do que foi acordado na reunião anterior e a abertura do diálogo com estudantes e servidores para ouvir novas demandas. Pudemos, na ocasião, apresentar as ações da PRPIPG na Pesquisa, na Inovação e na Pós-graduação nos 3 campi visitados. Pudemos interagir com a comunidade dos campi de forma aberta, transparente. Parabenizo a todos por, mesmo em em condições adversas, conseguirem crescer a dedicação e o amor ao Instituto que se vê, tanto por parte dos alunos quanto dos servidores dedicados, é estimulante. Ver compromissos sendo assumidos com responsabilidade, com o intuito de fazer o Instituto crescer, de forma harmônica, ouvindo as necessidades e procurando supri-las, é fundamental”, ressaltou a Pró-Reitora Silvana.

Esse trabalho conjunto de responsabilidades compartilhadas tem rendido bons frutos nos campi, conforme refletiu o Diretor do Campus Monteiro, Abraão Romão, fazendo uma retrospectiva de todas as conquistas trazidas pelo Programa Reitoria Itinerante ao campus. “Foi muito produtiva a participação efetiva dos estudantes com a equipe da Reitoria, com decisões importantes relativas à demanda de políticas públicas para os nossos estudantes”, afirmou o Diretor Abraão logo depois da reunião com os estudantes de Monteiro. O Diretor de Itaporanga, Ridelson Farias, também citou que a partir de demandas executadas pelo Reitoria Itinerante, o campus tem funcionado de forma organizada e satisfatória.

Para a Pró-Reitora Maria Cleidenédia Morais Oliveira, a participação da Proexc no Programa Reitoria Itinerante foi importante para dar visibilidade às ações da Extensão e da Cultura, assim como conhecer ‘in loco’ as atividades desenvolvidas em cada Campus. “Ressaltamos e parabenizamos o compromisso de cada coordenador com a Extensão e a Cultura, pois mesmo em tempos de contingenciamento orçamentário, registramos o acréscimo das atividades que não foram selecionados em edital. É muito gratificante testemunhar o momento de integração entre a comunidade e a alta gestão do IFPB”, afirmou a Pró-Reitora Cleidenédia.

A equipe gestora retorna para a capital trazendo na bagagem uma série de tarefas que trarão melhorias aos campi, nas áreas de infraestrutura, ensino, pesquisa, extensão e assistência estudantil. As demandas oriundas do Programa Reitoria Itinerante são desenvolvidas de forma compartilhada com os campi, podendo ser executada a curto, médio e longo prazos, ficando sempre um grupo responsável pela execução daquela atividade. Na jornada seguinte há a prestação de contas onde o gestor torna público a evolução ou a conclusão da demanda.

Para o Reitor Nicácio Lopes, nesta rota houve ampla participação da comunidade acadêmica. Também destacou o nível de participação dos estudantes e servidores, com preparo, consciência, bom-senso e o bom nível de interesse em busca da efetividade das discussões dos pleitos dos seus campi e das políticas públicas.

“Nós percebemos nos três campi um clima organizacional harmônico, um ambiente de trabalho muito bom. Nesse sentido, o Programa Reitoria Itinerante cada vez mais se fortalece e cumpre melhor o seu papel, com avaliações excelentes, altamente positivas. O Programa Reitoria Itinerante se consolida como uma grande vitrine, como uma ferramenta de planejamento, de democracia e de participação e compartilhamento das decisões”, finalizou o Reitor Nicácio.

Confira o álbum de fotos das visitas no Facebook IFPB Oficial:

Fotos de Itaporanga.

Fotos de Princesa Isabel.

Fotos de Monteiro.

Assessoria de Imprensa – IFPB

porpjbarreto

Vereador campinense preso na “Famintos 2” é transferido para João Pessoa

O vereador de Campina Grande Renan Maracajá (PSDC), que foi preso nesta quinta-feira (22), na segunda fase da “Operação Famintos”, foi transferido no início da noite para um presídio da cidade de João Pessoa.

Renan foi alvo de um mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz da 4º Vara Federal, Vinícius Costa Vidor. Na decisão, a justiça aponta o parlamentar como envolvido com empresas beneficiadas no esquema de desvio em verba de merenda.

A assessoria do vereador divulgou um vídeo em que o advogado dele informa que vai entrar com um pedido de habeas corpus no Tribunal Regional Federal. Ele também disse que Renan Maracajá já vinha colaborando com as investigações. Por ParaíbaOnline

porpjbarreto

MPPB e Sudema discutem licenciamento de unidades de gerenciamento de resíduos sólidos

O Ministério Público da Paraíba vai realizar, na próxima terça-feira (27/08), uma reunião com os municípios de formularam o pedido de licenciamento ambiental de suas respectivas unidades de gerenciamento de resíduos sólidos junto a Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema). Os Município de Lagoa de Dentro, Pedras de Fogo, Nova Floresta e Damião já protocolaram o pedido de licenciamento.

Na última terça-feira (20/08), foi realizada uma reunião com a Sudema para discutir o assunto, participaram o coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente, promotor Raniere Dantas; o procurador de Justiça Francisco Sagres; o promotor José Farias de Souza Filho; o superintendente da Sudema, Anníbal Peixoto; e equipe técnica do MP e da Sudema.

De acordo com o promotor Raniere Dantas, fora detectadas omissões por parte dos municípios nos pedidos de licenciamento e discutidas formas de agilizar os procedimentos. “A Sudema está trabalhando junto com o Ministério Público para resolver o problema”, disse o promotor.

A implantação de unidades de gerenciamento de resíduos sólidos nos municípios é parte do projeto ‘Fim dos lixões’, desenvolvido pelo MPPB, em parceria com a Famup. Até o momento, 68 prefeitos paraibanos assinaram acordos de não-persecução com o MP se comprometendo a não mais destinar os resíduos sólidos para os lixões.

Assessoria de Imprensa – MPPB

porpjbarreto

Prefeitos do Sertão elogiam sessão itinerante em Cajazeiras e destacam aproximação da ALPB com o povo

Diversos prefeitos e vereadores do Sertão paraibano prestigiaram, nessa quarta-feira (21), sessão ordinária da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), no município de Cajazeiras. Estad foi a primeira vez que o Poder Legislativo, através do Programa Assembleia Itinerante, apreciou e votou projetos na região.

Logo após a sessão inédita, que ocorreu no prédio Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Cajazeiras (Fafic), os deputados presentes realizaram uma sessão especial, de autoria da Mesa Diretora, em homenagem aos 156 anos da emancipação política de Cajazeiras, celebrado nesta quinta-feira (22).

O prefeito de Cajazeiras, José Aldemir, elogiou a iniciativa da ALPB de realizar a sessão itinerante na cidade. “A ação de fazer acontecer essas sessões itinerantes é brilhante, valoriza a história da Casa. Isso traduz a aproximação do poder Legislativo com a sociedade, com o povo participando, nos diversos municípios e regiões do Estado, do que é debatido e das decisões da Assembleia Legislativa”, afirmou.

WhatsApp Image 2019-08-21 at 7.30.53 PMPara o prefeito de São de José de Piranhas, Chico Mendes, a Casa de Epitácio Pessoa faz história com a realização da sessão. “Não pode ser tratado como qualquer coisa quando a Assembleia vem de João Pessoa a Cajazeiras, trazendo uma sessão itinerante como essa. Então, fica aqui o nosso reconhecimento a toda Mesa Diretora e aos 36 deputados de que isso é um passo diferente e um caminho novo para o Parlamento paraibano”, destacou.

Já o prefeito de Bom Jesus, Roberto Bayma, ressaltou que a vinda da ALPB ao Sertão representa um momento de consolidação da democracia. “Isso é a prova da interação, afinal de contas são representantes nossos que estão lá na Assembleia, e democraticamente, o presidente da Assembleia, deputado Adriano Galdino, conseguiu convencer seus pares para aproximar o Legislativo do Sertão e fazer essa sessão para que o povo possa participar efetivamente dessa grandiosa ação da Assembleia Legislativa da Paraíba”, declarou.

WhatsApp Image 2019-08-21 at 7.27.05 PMO vereador de São João do Rio do Peixe, Humberto Gomes, afirmou que a sessão foi importante para discutir a necessidade de recursos para a região. “Cajazeiras, hoje, é vitoriosa, pois por meio da iniciativa dos deputados Jeová, Dra. Paula, Júnior Araújo e do presidente da Casa, trouxeram a Assembleia, praticamente, para cá. Nós só temos a ganhar, porque Cajazeiras é uma cidade sem muitos recursos financeiros, mas conseguiu se desenvolver muito bem na área da educação. Portanto, nós damos os parabéns a Assembleia e agradecermos a todos os deputados que estão presentes”, concluiu.

Também participaram da sessão especial os vereadores da Câmara Municipal de Cajazeiras, Deuzinho (presidente), Eriberto de Souza, Neto da Vila Nova, Lidenberg Lira, Kleber Lima, Alisson “Voz e Violão”, João da Coca e Roselânio Lopes.

 

Assessoria de Imprensa – ALPB

porpjbarreto

Sertão: Homem é condenado a oito anos de reclusão por praticar ato libidinoso com menor de 11 anos

Sentença proferida pelo juiz Pedro Davi Alves de Vasconcelos, da Comarca de Água Branca, condenou a oito anos de reclusão, a serem cumpridos em regime inicialmente semiaberto, o réu Luiz Severino da Silva, acusado pelo Ministério Público estadual de ter praticado ato libidinoso contra uma menor de 11 anos de idade, fato ocorrido em 2016, no Município de Juru. O crime de estupro de vulnerável é previsto no artigo 217-A do Código Penal.

De acordo com os autos da Ação Penal nº 0000696-42.2017.815.0941, a vítima estava indo em direção a sua casa quando o acusado lhe aguardava mais à frente, em uma casa em construção e a chamou para o imóvel. Entretanto, como houve recusa, o acusado a ameaçou, de modo que esta cedeu e foi ao local onde ele se encontrava, tendo sido praticado conjunção carnal.

Os fatos foram confirmados pela vítima, tanto em depoimento em juízo quanto perante a autoridade policial. Já o acusado negou que tenha praticado ato libidinoso. Afirmou que eventuais acusações de estupro feitas em seu desfavor devem ser de alguém querendo lhe incriminar.

Na sentença, o juiz observou que os crimes de natureza sexual são comumente praticados sem a presença de qualquer testemunha, sendo a palavra da vítima preponderante para levar o acusado à condenação. “Em casos como o ora analisado impõe-se a maior valoração da palavra da vítima, vez que a presença de testemunhas oculares ou presenciais são escassas”, ressaltou. Dessa decisão cabe recurso.

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Governo federal digitalizou 315 serviços em 2019

Conteúdo está reunido no portal único federal

O governo federal apresentou nesta quinta-feira (22), de forma oficial, o portal único federal, o GOV.BR, que deverá abrigar todos os sitesde órgãos públicos federais até o final do ano que vem. Entre as novidades da nova plataforma estão a oferta de 315 serviços públicos completamente digitalizados, como pedidos de aposentadoria, salário-maternidade, carteira digital de trânsito, entre outros. Batizada de Dia D da Transformação Digital, a cerimônia, realizada no Palácio do Planalto, contou com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, do vice, Hamilton Mourão, além de ministros a parlamentares.

“O Brasil é o quarto país em conexão à internet, são mais de 140 milhões de pessoas utilizando a internet. Estão sendo passados para um único portal cerca de 1,6 mil portais governamentais, estão sendo todos colocados no portal GOV.BR“, destacou o ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

“É uma plataforma que vai reunir produtos e informações de serviços do governo, tudo num único clique, e, de forma fácil, transparente, intuitiva, a população vai ter acesso direto aos serviços”, afirmou o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Jorge Oliveira.

A unificação de canais também vai englobar os aplicativos móveis, segundo o governo. Em junho deste ano foi criada a conta única gov.br, na loja Google Play, que já conta com 41 aplicativos migrados, entre eles o Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp Cidadão) e o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Entre os serviços digitalizados destacam-se os do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como o simulador de aposentadoria e até a requisição do benefício. De acordo com o presidente da autarquia, Renato Vieira, 90 dos 96 serviços disponibilizados ao cidadão pelo órgão já foram digitalizados.

“Todos os serviços que não exigem a presença física foram transformados em digitais. Em outras palavras, o cidadão tem mais conforto e comodidade, ele não precisa ir à agência do INSS, embora ela ainda esteja lá. A prova de que o cidadão abraçou e entendeu o INSS Digital é que agora, em agosto, 80% de todos os requerimentos feitos ao INSS já foram de forma digital, pelo telefone, internet e aplicativo de celular. Apenas 20% dos segurados que fizeram algum pedido ao INSS no mês de agosto optaram por ir a uma agência”, disse Vieira.

A expectativa do governo é que, após a migração de todos os sites do governo federal para o portal único, cerca de mil serviços públicos federais estejam disponíveis na internet.

Agência Brasil

porpjbarreto

Ato em Monteiro precisa mostrar que o Nordeste merece maior respeito e que a Transposição precisa cumprir seu papel diz Jeová

“O “SOS Transposição – Grito do Nordeste”, a ser realizado, em Monteiro, no Cariri Paraibano, no dia 1º de Setembro, precisa ecoar além da região, chegar ao Planalto Central, aos homens do Ministério do Desenvolvimento Regional e mostrar a todos o quanto essa obra, tão cara e importante para o Nordeste, não pode ser mais negligenciada, precisa ser concluída e, mais que isso, servir ao seu grande propósito que é fazer chegar água na casa dos nordestinos, disse nesta quinta-feira (22), o presidente da Frente Parlamentar da Água e da Agricultura Familiar da ALPB, deputado estadual Jeová Campos, um dos articuladores do movimento suprapartidário.

“Não podemos aceitar que destruam a Transposição do São Francisco, que não terminem essa obra com apenas 3% faltando no Eixo Norte, que impeçam o Nordeste de se desenvolver e que neguem a nós o direito de ter água boa e abundante. A exemplo do que foi em 2017, quando Lula esteve em Monteiro, novamente transformaremos a cidade na capital da luta do povo brasileiro”, afirmou Jeová, lembrando que Monteiro foi a primeira cidade da Paraíba a receber as águas da transposição, em março de 2017.

Atualmente, o canal da transposição no município acumula apenas água das chuvas, porque está com o bombeamento suspenso há cinco meses, desde fevereiro último. Segundo informes da Agência Executiva de Gestão das Águas (AESA) essa suspensão se deu em função de problemas na barragem de Cacimba Nova, em Pernambuco. Para o deputado Jeová, isso caracteriza mais um descaso do Governo Federal com a região Nordeste. “Ora, se há um problema, deve-se corrigi-lo. Se há apenas 3% da obra a ser concluída no Eixo Norte, é preciso fazê-lo, mas, o que o governo faz é ignorar, fazer de conta que não tem nada a ver com isso, e no dia 1º de setembro vamos gritar contra todo esse descaso”, reitera Jeová.

No início desta semana, o parlamentar se reuniu com agricultores paraibanos, na sede da Fetag, em João Pessoa, para definir ações pontuais que serão realizadas durante o Grito. “Não vamos a Monteiro fazer barulho, realizar um mero ato político, a intenção é muito maior, vamos mobilizar as pessoas, acender o coração valente que tem todos os Nordestinos e fazer ecoar, num só grito, que merecemos respeito, atenção e, sobretudo, consideração. Uma obra gigantesca, cara, fundamental e importante não merece esse descaso”, finaliza Jeová, convocando as pessoas a se unirem ao movimento.

Assessoria de Imprensa 

porpjbarreto

HUB 360 apresenta “Resenha com Leandro Leo”

Momento exclusivo com fãs acontece na terça-feira (27), das 19h às 22h 

Ele já foi o Rei Davi na Série homônima da Rede Record, disponível no Netflix. Seu último papel foi o Dez Por Cento na minissérie “Justiça” de Manoela Dias, na Rede Globo. Um dos maiores cantautores da nova geração, Leandro Léo estará no Nordeste para uma agenda de shows na Paraíba e em Pernambuco. Por aqui, ele recebe fãs e convidados para um momento exclusivo, apresentado pelo HUB 360: a “Resenha com Leandro Leo”. O evento será na terça-feira (27), das 19h às 22h, e contará com bate-papo, pocket show e participação especial da cantora do The Voice Brasil, Nathalia Bellar e a banda paraibana Frotilha.

Em uma produção da Casa Amarela produção, apoio da Vivass Assessoria e Comunicação e da Yellow Social Marketing, no “Resenha com Leandro Leo”, os ingressos limitados estão sendo  vendidos a R$ 50, com direito a CD, e R$ 30, na recepção do HUB360 – Rua Bananeiras, 361  – Manaíra.

Leandro Léo  – Desde os 5 anos de idade representou inúmeros papéis em grandes produções na TV Brasileira. Mas a carreira de ator é só um detalhe pois foi a música que proporcionou o contato de Leandro Léo com a televisão através da gravação de dois LP’s de cantigas de roda do grupo infantil Tindolele em 1994 e Chiquititas em 1999. Aos 14 anos foi indicado ao “Prêmio TIM De Música” pelo espetáculo “O Cavalinho Azul”, de Maria Clara Machado. Fez diversos shows e apresentações em programas de auditórios populares da época como “Gente Inocente”, apresentado pelo ator Márcio Garcia, do programa Raul Gil e Silvio Santos, somando, ao todo, 6 anos de experiência na Rede Globo e 11 anos na Rede Record. A música sempre pulsou forte na alma desse artista que também desde cedo gravou trilhas  importantes como a do clássico Castelo Rá Tim Bum de André Abujamra e, muitas vezes, a  trilha do próprio personagem, como no caso do personagem Pesadelo no Sítio do Pica-Pau- Amarelo. Logo foi escalado a participar de grandes produções de elenco sendo dirigido por Tim  Rescala, Cininha de Paula, Mira Haar, Cacá Mourthé, Cao Hamburguer, Paulo Guelli, Marco  Rodrigo, Zé Lavigne e tantos outros.

Anos de muito trabalho se passaram e não deu outra: a amiga e parceira de som Maria Gadu o intimou a levar a coisa mais a sério. Ela então assinou a produção musical com o também amigo músico Maycon Ananias do primeiro disco autoral de Leandro Léo, intitulado “Parto”, que foi um desabafo musical da história de vida do artista, esbanjando romantismo e despontando não só como excelente cantor – com sua voz rouca que não se parece com a de ninguém (o que é raro nos dias de hoje) – mas também como excelente melodista e compositor. Maria Gadu estourou e não titubeou, projetou Leandro Léo como cantautor e músico ao convidá- lo para gravar em seu DVD “Multishow Ao Vivo” as canções “João de Barro” (autoral), “Linda Rosa”, “A Culpa”, “Laranja”, “Quando fui Chuva”, e ele está lá, no HSBC lotado, o público cantando suas canções, sendo assistido e aplaudido com orgulho por ela que é uma das maiores representantes da nova geração de cantautores brasileiros. Este presente que recebeu da amiga se estendeu às experiências internacionais durante toda a turnê de lançamento do DVD. Sim, Leandro Léo amadureceu e voou.

Assessoria