Arquivo mensal dezembro 2018

porpjbarreto

Paraíba: João Azevedo participa de reunião com governadores em Brasília

Governadores do Norte e Nordeste desembarcarão nesta terça-feira (4), em Brasília.

Os governadores do Norte e Nordeste desembarcarão nesta terça-feira (4), em Brasília, para acompanhar de perto as votações sobre securitização da dívida ativa e a regulação da cessão onerosa de gás e petróleo. O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo, participa do encontro com o gestores.

Eles também pretendem ter uma reunião com o ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), para conversar sobre os fundos partidários dos estados e municípios.

Antes, às 10h, os governadores se reunirão, na representação do Ceará, na capital federal. A informação foi confirmada, via assessoria do governador do Piauí, Wellington Dias (PT), que é o coordenador do grupo do Nordeste. Todos os temas se referem à partilha de recursos da União com estados e municípios.

“A União precisa parar com esta concentração permanente de receita e quebra do pacto federativo. Na última semana foram aprovadas urgências e avançamos nos entendimentos e agora vamos cuidar de, por acordo, viabilizar a votação. Se a União precisa de receitas, imagine quem está lá na ponta cuidando das demandas do povo”, disse Wellington Dias, em nota divulgada pela assessoria.

Projetos

Na Câmara, eles vão acompanhar a votação do Projeto de Lei Complementar (PLP 459) que trata da securitização da dívida ativa.

O texto autoriza a União, os estados, o Distrito Federal e os municípios a cederem, com ônus, os direitos originados de créditos tributários e não tributários, inclusive inscritos em dívida ativa.

No comunicado, a assessoria do governador do Piauí informa que o projeto “estabelece uma forma moderna de combater a sonegação e gera receitas para déficit da previdência e investimentos”. Segundo o texto, o projeto conta com interesse dos estados, municípios e a União.

Gás e petróleo

Outro tema que interessa aos governadores é Projeto de Lei Complementar (PLP 10.985) que trata da regulação da cessão onerosa de gás e petróleo.

A cessão onerosa trata de um contrato firmado em 2010, em que o governo cedeu uma parte da área do pré-sal para a Petrobras, que teve o direito de explorar 5 bilhões de barris de petróleo. Com a descoberta de volume maior de petróleo na área, o governo irá vender o excedente da área.

No Senado, a prioridade dos governadores é acompanhar a votação do projeto que trata do bônus de assinatura, complemento da cessão onerosa de gás e petróleo. O objetivo é a participação dos estados e municípios na receita com pagamento do bônus de assinatura após os leilões.

“São projetos maduros e governadores, de diferentes partidos e regiões do país, e prefeitos, unidos, queremos apenas que seja cumprida a regra da Constituição Federal de partilha destas receitas”, informa o comunicado, divulgado pela assessoria do governador do Piauí.

Supremo

Os governadores também deverão se reunir com o ministro Ricardo Lewandowski, relator de três ações no Supremo Tribunal Federal (STF) sobre os fundos de participação dos municípios e dos estados. Já houve audiência de conciliação e foi concedido prazo de 15 dias para governo federal abrir informações sobre as receitas partilhadas com estados e municípios.

Wellington Dias disse, no comunicado divulgado pela assessoria, que a expectativa é que ocorra o julgamento no STF.

Agência Brasil

porpjbarreto

Os melhores aplicativos de 2018, segundo o Google

Empresa selecionou as melhores opções para smartphones Android

Google divulgou a sua lista de melhores aplicativos de 2018, que contém diversas categorias, como mais inovadores, melhores jogos, indies, ajudantes diários, divertidos, entre outros. A seleção foi feita por um time de especialistas da empresa, mas, pela primeira vez, houve também categorias com voto popular, tanto para melhor app quanto para melhor jogo.

O vencedor de 2018, segundo o Google, foi o aplicativo “Drops: Aprenda 31 Idiomas”. Já o melhor jogo foi PUBG (PlayerUnknown’s Battlegrounds). Tendência do ano, Fortnite não aparece na seleção do Google porque ela contempla as opções disponíveis para download na loja oficial do Android. A Epic, empresa por trás do game, escolheu oferecer o arquivo de instalação do jogo em seu próprio site, uma forma de ficar com uma parcela maior dos lucros em transações, em vez de ter que compartilhar valores com o Google.

No voto popular, os campeões foram o aplicativo “Onefootball – Notícias de Futebol” e o jogo Garena Free Fire. De acordo com o Google, essa premiação contou com 2,7 milhões de votos. A oportunidade de participar da seleção foi dada aos usuários de smartphones com sistema Android na página inicial da Google Play Store.

Veja a lista completa de melhores apps de 2018, elaborada pelo Google.

O melhor app

Drops: aprenda 31 idiomas

Os mais divertidos

VIMAGE – animador cinematográfico

No.Draw – Cor por Páginas de Número Tik Tok

Drum Pads – Beat Maker Go

Anchor – Faça seu próprio podcast

Os melhores para auto-aperfeiçoamento

Drops: aprenda 31 idioma

GuiaBolso Controle Financeiro

Exercícios em Casa – Sem Equipamentos

Ultimate Guitar: Chords & Tabs

Forest: Stay focused

Os melhores ajudantes diários

Asana: organize projetos de equipe

Canva – Faça logos, imagens e posts

Facetune – Editor de Selfies Perfeitas

Receitas fáceis

Rappi

Os melhores tesouros escondidos

Unfold – Create Stories

Just a Line – Draw Anywhere, with AR

Luci – Lucid Dream Journal

Filmr

Youclap

Prêmio Voto Popular

Onefootball – Notícias de Futebol

Agora, veja a lista de melhores games de 2018:

O melhor jogo

PUBG MOBILE

Os mais competitivos

PUBG MOBILE

Warhammer Age of Sigmar: Realm War

Arena of Valor: 5v5 Battle

Shadow Fight 3

Lineage2 Revolution

Os mais inovadores

Gorogoa

Umiro

Hero Hunters

Battlelands Royale

Life is Strange

Os melhores indie

Alto’s Odyssey

Reigns: Game of Thrones

Cube Escape: Paradox

Returner 77

Evoland 2

Os melhores casuais

The Sims™ Mobile

Adventure Llama

Dream Walker

Candy Crush Friends Saga

Faraway 3: Arctic Escape

Prêmio Voto Popular

Garena Free Fire

 

Tecnologia

Por Lucas Agrela

porpjbarreto

INDICADORES: Café sofre redução no preço nesta segunda (3)

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho registrou alta de 2,16% e é negociada a R$ 37,81

A saca de 60 quilos do café arábica começou a segunda-feira (3) com baixa de 2,24% no preço e é vendida a R$ 432,54 na cidade de São Paulo. O café robusta também apresentou queda no valor. A baixa foi de 1,18% e a saca é comercializada a R$ 325,58 para retirada no Espírito Santo.

O açúcar cristal apresentou redução de 0,55% no preço e o produto é vendido a R$ 68,53 em São Paulo. Já em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, aumentou 1,40% e a mercadoria é comercializada a R$ 68,92.

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho registrou alta de 2,16% e é negociada a R$ 37,81. Em Campinas, em São Paulo, o produto teve alta de 1,21% no valor e a saca é comercializada a R$ 36,74. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 33. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o produto é vendido a R$ 25,50. Em Barreiras, na Bahia, o preço a vista é R$ 32,75. Os valores são do Canal Rural e Cepea.

Reportagem – Paulo Henrique Gomes

porpjbarreto

GOVERNO 2018-2022: Especialistas apresentam desafios do próximo governo

Henrique Meirelles defende Reforma da Previdência, mas destaca importância de aprovação das outras reformas

A recuperação dos indicadores econômicos a partir de janeiro de 2019 já é um dos maiores desafios do novo governo para o próximo ano. A gestão de Jair Bolsonaro precisará conduzir políticas e reformas que ajudem na recuperação da economia, que ainda avança em ritmo lento após a crise dos últimos anos.

Segundo o professor de economia da FGV, Marcel Bulassiano, o problema na economia do país se iniciou no segundo semestre de 2014, após mudança de política econômica.

O professor explica que o Brasil apresentou, por 16 anos, de 1998 a 2013, superávit primário, ou seja, receita maior que a despesa. A partir de 2014, esse quadro mudou e este ano está sendo o quinto ano consecutivo de déficit primário, isto é, o quinto ano em que o país gasta mais do que arrecada.

Como consequência disso, na avaliação de Bulassiano, o grande problema macroeconômico do Brasil hoje é o fiscal. Por isso, a aprovação da reforma da previdência é considerada o foco principal dos especialistas para melhorar a situação do país.

“A dívida aumentou muito e reverter isso é de extrema importância para gerar crescimento, manter inflação controlada, juros baixos e gerar empregos, que é a última variável mais importante para a população. E entra também a questão da reforma da previdência”, explica Bulassiano.

Soluções

Em palestra na última semana, em Brasília, o ex-ministro da Fazenda do governo Temer, Henrique Meirelles, enfatizou a importância da aprovação da reforma da Previdência no próximo governo. Meirelles, que foi candidato à presidência neste ano, também deixou claro que outras reformas são essenciais para a recuperação econômica do país.

“O importante é que fazendo a reforma da Previdência, estabilizando, o Brasil pode crescer de uma forma sustentada nos próximos anos, mas é uma taxa de 2 a 3% ano. Pra crescer taxas maiores de forma sustentada em muitos anos, aí o Brasil precisa fazer a Reforma Tributária, fazer toda uma série de reformas que aumente a capacidade do Brasil de produzir”, avalia o economista.

Meirelles também citou a importância de trabalhar com previsibilidade. Segundo o ex-ministro, a crise já é ruim, mas a expectativa precipitada da crise ataca a população fazendo com que o consumo diminua, a produção seja defasada, o que acaba abalando a confiança da economia.

Teto de gastos

Especialistas também consideram que um dos pontos essenciais para a retomada do avanço econômico do Brasil foi a PEC dos gastos, aprovada em 2016. A proposta estabeleceu que, nos próximos 10 anos, os gastos públicos só podem crescer conforme a inflação. Isso significa que não pode haver crescimento real do gasto público, já muito alto no Brasil.

Segundo a secretária-executiva do Ministério da Fazenda, Ana Paula Vescovi, a medida foi importante ao assegurar a estabilidade das despesas. Isso faz, na avaliação dela, com que o novo governo ganhe tempo para discutir as reformas estruturais que são essenciais para a economia brasileira.

“O governo eleito está sinalizando a direção do ajuste fiscal e será difícil. Precisa de apoio, precisa de convencimento capaz de gerar uma coordenação federativa e de todos os poderes em prol do ajuste das contas públicas. Não tem saída sem o ajuste das contas publicas. Não vamos conseguir continuar convivendo com inflação sob controle, juros baixos, coesão social se não tivermos um Estado efetivo e para entregar para a sociedade precisa ter conta equilibrada”.

A secretaria-executiva ainda explicou que é impossível fazer ajustes nas contas do país sem aprovar medidas constitucionais, ou reformas legais dentro do Congresso, como Reforma da Previdência.

 

Por Juliana Gonçalves

Fonte: Agência do Rádio

porpjbarreto

Maternidade de Patos vai oferecer treinamento aos pais sobre primeiros socorros a bebês

Maternidade de Patos vai oferecer treinamento aos pais sobre primeiros socorros a bebês

A partir da próxima semana, a Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, vai oferecer aos pais e/ou responsáveis de recém-nascidos orientações e treinamento para primeiros socorros em caso de engasgamento, aspiração de corpo estranho e prevenção de morte súbita, cumprindo, dessa forma, o que determina a Lei Estadual nº 11.215. Para isso, a direção da Maternidade começou nesta segunda-feira (3) a treinar a equipe de enfermagem da unidade.

Muitas mortes de recém-nascidos poderiam ser evitadas, casos os pais ou responsáveis tivessem noção de primeiros socorros, principalmente, no que diz respeito a questão de engasgos. A proposta, segundo o pediatra e diretor geral da Maternidade, Umberto Marinho Júnior, é reciclar conhecimentos dos profissionais da enfermagem com foco nas orientações que serão repassadas aos pais dos bebês nascidos na unidade no momento da alta deles, principalmente, no tocante a manobra de desengasgo.

“Além da manobra de desengasgo, nós acrescentamos ao treinamento alguns cuidados que são importantes para aumentar a segurança dos bebês”, afirma o médico, que foi o instrutor do treinamento que aconteceu nesta segunda-feira, com uma primeira turma, e se repetirá na próxima quinta-feira (6), com os demais profissionais.

A questão da maneira correta da dormida, com o bebê de barriga para cima para evitar a morte súbita, o local apropriado que é no berço da criança, nunca na cama dos pais, orientações sobre a temperatura da água do banho, que precisa ser testada sempre antes de colocar o bebê para evitar queimaduras, e ainda sobre a forma correta de transportar os bebês em veículos, sempre em cadeiras especiais, no banco traseiro e na posição voltada para o vidro traseiro e também sobre os cuidados na hora da troca de fraldas, onde ocorrem muitos acidentes com quedas, foram também abordados no treinamento.

“Aproveitamos a capacitação para ampliar as orientações de acidentes previsíveis, indo além do que exige a Lei, de forma que, já a partir da próxima semana, poderemos introduzir na nossa rotina essa prática de orientar os pais no momento da alta”, afirma Dr. Umberto. Com essa iniciativa, a Maternidade de Patos se adéqua à Lei e passa a disponibilizar, pioneiramente na rede pública, essas importantes orientações aos pais.

Assessoria

porpjbarreto

SIPAT 2018 da Maternidade de Patos será dia 5 com várias atividades

O uso excessivo do celular não é somente prejudicial e perigoso quando se está dirigindo. Em qualquer atividade que requer atenção, o uso desta tecnologia pode comprometer a segurança e aumentar os riscos de acidente. Foi partindo desta temática tão atual, já que cada vez mais as pessoas usam o celular, inclusive no ambiente de trabalho, que a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Maternidade Dr. Peregrino Filho, de Patos, definiu que a 5ª Sipat terá como tema central “Dependência tecnológica excessiva e os riscos de acidentes no ambiente de trabalho”. A 5ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, que acontece de 3 a 7 de dezembro, terá uma concentração de atividades no dia 5, das 8h30 às 22h30, no auditório do Banco de Leite Humano Dra. Vilani Kerle.

A abertura da Sipat será feita pelo diretor geral da Maternidade, Dr. Umberto Marinho Júnior e pelos integrantes da Cipa, às 8h30. Em seguida, acontecerá a primeira palestra do dia sobre Tabagismo, com os acadêmicos de Enfermagem, João Victor Andrade e Elineide de Medeiros, da Unifip. Ainda pela manhã, haverá outra palestra sobre HIV, com o enfermeiro Lindenberg Lucena. Após o intervalo do almoço, a programação será retomada com uma abordagem sobre “Direitos trabalhistas e previdenciários”, com os advogados Gabriel Lucena e Vinicius Campos. Em seguida, o biólogo, mestre em patologia e doutor em biotecnologia, Jorge Luiz filho vai falar sobre “Biossegurança”.

À noite, a partir das 20h, a programação da Sipat será retomada com a palestra “Dependência tecnológica”, com a psicóloga clínica Catarine Formiga de Farias. O tema “Depressão” encerra a programação com uma abordagem do psicanalista e acadêmico de Psicologia da Unifip, José Monalison. Entre os intervalos das palestras, haverá momentos de recreação. Nos demais dias serão feitas abordagens sobre a questão da segurança no ambiente de trabalho. Toda a programação da Sipat foi organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) da Maternidade, cujo presidente é Marcone de Souza Macena.

Assessoria

porpjbarreto

ALPB realiza visita técnica às obras da Transposição na próxima sexta-feira (7)

A Frente Parlamentar da Água da Assembleia Legislativa promoverá, no próximo dia 07, uma visita técnica, às obras da transposição do Rio São Francisco, O roteiro da visita às obras do Eixo Norte, iniciará no escritório do Ministério da Integração Nacional em Salgueiro (PE), às 9h, seguida de visitação à Estação de Bombeamento (EBI-3) e finalizando no túnel Milagres (CE). A iniciativa do deputado estadual Jeová Campos (PSB) tem o objetivo de verificar in loco o andamento das obras.

O parlamentar lembra que é fato público e notório que as obras da transposição de águas do Rio São Francisco, no Eixo Norte, ficaram paradas quase um ano e foram retomadas recentemente pelo consórcio Ferreira Guedes – Toniolo, Busnello e que é importante encerrar o ano com informações mais precisas do andamento da obra. “Sabemos que as obras do Eixo Leste já estão praticamente concluídas, inclusive as águas já estão chegando ao Açude Epitácio Pessoa, em Boqueirão (PB). O sertão paraibano e o Estado do Rio Grande do Norte não tiveram a mesma sorte em razão da paralisação das obras do Eixo Norte pela empresa Mendes Júnior, no ano de 2016 e pelo consórcio Emsa-Siton, no ano de 2018, com essa retomada, precisamos saber o que falta para fazer para poder cobrar a conclusão dos serviços”, afirma Jeová.

O deputado destaca ainda que é imperioso chamar a atenção do Ministério da Integração Nacional para que se adote as providências legais para a execução das obras do canal de, aproximadamente, seis quilômetros que interligará as Barragem de Caiçara / Engenheiro Ávidos, situadas no Município de Cajazeiras (PB). “Sem esse canal as águas da transposição do Rio São Francisco não abastecerão os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte”, reitera Jeová. Segundo o parlamentar é preciso também que seja elaborado e executado o projeto de inclusão das obras do Eixo Piancó / Coremas / Piranhas, tão necessário ao atendimento da vasta população do Vale do Piancó, além da execução integral do projeto de transposição de águas do Rio são Francisco até a Bacia do Apodi/RN, assim como a execução do projeto do canal Mauriti-CE / Conceição (PB).

Os deputados Gervásio Maia (PSB) e Frei Anastácio (PT), que integrarão a bancada federal da Paraíba a partir do próximo ano, foram convidados e segundo o deputado Jeová Campos devem participar da visita técnica. “Eles serão importantes interlocutores da Paraíba junto ao governo federal e é fundamental que eles vejam como estão as obras para cobrar a conclusão das mesmas”, finaliza Jeová.

Assessoria