Caravana da Rede Cuidar chega ao fim com 1.289 atendimentos

porpjbarreto

Caravana da Rede Cuidar chega ao fim com 1.289 atendimentos

O último dia da Caravana da Rede Cuidar aconteceu em Itabaiana, no último sábado (20), totalizando mais de 1.289 atendimentos. A ação da Secretaria de Estado da Saúde (SES), começou no último dia 8 e percorreu 13 cidades paraibanas (Monteiro, Princesa Isabel, Itaporanga, Cajazeiras, Sousa, Catolé do Rocha, Pombal, Patos, Esperança, Picuí, Guarabira, Mamanguape e Itabaiana), levando atendimento e exames às crianças com cardiopatia.

A primeira criança atendida em Itabaiana foi Maria Estela da Silva, de nove meses. Veio para ser avaliada após a cirurgia que fez no coração há um mês. A menina passou por uma cirurgia porque nasceu com dois problemas no coração. A mãe, Maria Aparecida Muniz, contou que o diagnóstico do problema grave foi um choque para a família que é de Itabaiana. “Com o diagnóstico, a gente entrou num mundo desconhecido”, lembrou.

Logo que recebeu o diagnóstico, a bebê começou a receber atendimento pela Rede Cuidar e foi encaminhada para o Hospital Metropolitano, em Santa Rita, referência em cardiologia pediátrica. Ela ficou na UTI, por um mês. Em dezembro, fez bandagem da artéria pulmonar e, no fim de fevereiro, ficou 14 dias na UTI. No mês de maio, fez a segunda cirurgia para corrigir o problema com o qual nasceu.

Na Caravana, Estela fez ecocardiograma; passou por cardiologistas; pelo serviço social, dentista e enfermagem. “Hoje foi um dia surpreendente pela atenção, carinho e acolhimento que tivemos na Caravana. Tenho muito a agradecer a forma como a minha filha vem sendo cuidada por esta Rede”, ressaltou a mãe.

No total, a Caravana contou com o trabalho de 201 voluntários. Além dos 60 que seguiram nas 13 cidades. Em todo lugar que a ação chegava, sempre havia mais voluntários dos municípios. Para a enfermeira, coordenadora da UTI Pediátrica do Metropolitano, Adriana Aidê, o voluntariado é algo que só tem a ensinar. “A Caravana é um aprendizado, pois, temos a oportunidade ímpar de contribuir com a saúde da população”, avaliou.

Para a coordenadora de enfermagem da Rede Cuidar, Cícera Santos, a palavra que define a ação de 13 dias é gratidão. “O sentimento de gratidão é o que fica porque, além de ajudar, a gente aprende com a população e com todas as pessoas que trabalharam”, pontuou.

Na Caravana, além dos atendimentos, foram capacitados 559 profissionais, sendo 309 na obstetrícia e 250 na neonatologia.

Durante o evento, 167 pessoas doaram sangue e 163 fizeram o cadastro de medula óssea. Ainda houve a participação do Banco de Leite que conseguiu arrecadar mais de 80 frascos para doação de leite materno.

O prefeito de Itabaiana, Lúcio Flávio, visitou a Caravana. “Parabenizo o trabalho e gostei muito da participação do Hemocentro”, comentou.

O coordenador geral da Caravana, Cláudio Regis, destaca o sucesso da ação, principalmente, pelas parcerias com os municípios. “Com esse apoio, o evento ganha mais força e a população um atendimento qualificado com profissionais que não estão disponíveis na cidade cotidianamente”, ponderou.

Secom-PB

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta