Projeto Fórum das Artes expõe trabalhos de artistas na Comarca de Sousa

porpjbarreto

Projeto Fórum das Artes expõe trabalhos de artistas na Comarca de Sousa

Além da movimentação de magistrados, servidores, advogados e partes, o Fórum ‘Dr José Mariz’, da Comarca de Sousa, Sertão paraibano, terá também a presença da população local para prestigiar as obras de arte expostas no hall da unidade judiciária. Já está funcionando o Projeto ‘Fórum das Artes’, lançado na noite da última segunda-feira (15), com a exposição “Tons da Calma”, da artista visual autodidata, Mívia Lima. A iniciativa partiu do diretor do Fórum, o juiz João Lucas Souto Gil Messias. O evento contou com a presença do presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos.

O magistrado João Lucas explicou que a ideia surgiu quando ele tomou conhecimento da existência de muitos artistas plásticos de talento na cidade. A partir de então, pensou em ceder o espaço do Fórum para que essas pessoas pudessem expor seus trabalhos para a comunidade. “Seria uma via de mão dupla: de um lado, o artista teria a oportunidade de mostrar seu talento. De outro, a população que frequenta o fórum, incluindo os servidores e magistrados, também teria a chance de conhecer o trabalho”, ressaltou, acrescentando que a presença de arte num ambiente como o fórum traz tranquilidade e paz ao local.

Para o diretor da unidade, o projeto beneficiará os artistas da terra e a própria população. “Às vezes, o artista de talento precisa apenas de uma oportunidade para alçar voo. Talvez possamos ajudar de alguma forma com essa iniciativa”, pontuou. João Lucas destacou, ainda, a participação do gestor do TJPB, desembargador Márcio Murilo. “Foi uma coincidência muito bem vinda a presença do Presidente ao Sertão e a inauguração do projeto ocorrerem no mesmo dia. Ficamos muito felizes”, salientou.

A gerente do Fórum, Francineide Nascimento, lembrou que as obras ficarão expostas durante dois meses e que já se inscreveram vários artistas. “Achei muito interessante esse projeto, pois valoriza os artistas da terra, pintores, fotógrafos, artesãos, escritores, dentre outros”, realçou.

Na opinião da artista Mívia Lima, autora das telas estilo clássico e impressionista, expostas no projeto, o ‘Fórum das Artes’ abre portas não somente para os artistas, mas, principalmente, para as pessoas entenderem a importância da arte no mundo real. “O foco principal do meu trabalho é retratar figuras que tenham conexão entre a beleza e a emoção, para as pessoas poderem sentir um ambiente mais humanizado”, enfatizou, acrescentando que a escolha do tema da exposição “Tons da Calma” foi especialmente para o projeto.

Exposições – A intenção da direção do Fórum de Sousa é ter sempre apresentações de artistas locais. Para a temporada de 2019, foram planejados cerca de quatro a cinco exposições, em diversas áreas, incluindo pintura, fotografia, desenho e artesanato. “Esperamos que a população local prestigie esses artistas e que a arte sousense ganhe o mundo”, exaltou o magistrado João Lucas, lembrando, ainda, que o projeto contou com a ajuda da Fundação de Cultura do Município, na pessoa de Augusto Ferraz, e, também,  com o apoio de servidores da Comarca, dentre os quais o oficial de Justiça Francisco Noberto Gomes Carneiro e a gerente do Fórum, Francineide Nascimento.

Biblioteca – Neste mesmo Fórum foi instalado, no mês passado, a Biblioteca “Ariano Suassuna”, na área de espera da unidade judiciária, com um acervo de 400 livros doados por juízes, servidores, advogados e particulares. A iniciativa, também, foi do magistrado João Lucas Souto.

Por Lila Santos

Assessoria de Imprensa – TJPB

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta