Presos suspeitos de traficar drogas em Cajazeiras

porAutor

Presos suspeitos de traficar drogas em Cajazeiras

Duas pessoas foram presas suspeitas de praticar tráfico de drogas na cidade de Cajazeiras, no Alto Sertão da Paraíba. As diligências para efetuar as prisões começaram a ser feitas  nessa quarta-feira (30) e só terminaram na manhã desta quinta-feira (31). Damiana Joyce da Silva Santos e Gustavo Rodrigues Santos são casados e apontados pelos investigadores como organizadores de uma “boca de fumo”.

Segundo o delegado Glauber Fontes, da Seccional de Cajazeiras, a primeira pessoa a ser presa foi Damiana. Ela foi encontrada por policiais, portando entorpecentes para serem vendidos. O delegado acrescentou que a polícia recebeu denúncias de que o casal  comercializava  as drogas em sua própria casa.

Os agentes se deslocaram ao local informado, onde encontraram grande quantidade de entorpecentes, bem como os documentos pessoais dos dois envolvidos. Damiana Joyce foi presa em flagrante delito, pois se encontrava no interior da residência. Já seu marido conseguiu fugir. No entanto, os policiais realizaram diligências e Gustavo também terminou sendo localizado e preso.

O delegado acrescentou que, na busca por Gustavo, os policiais ainda encontraram outro lote de entorpecentes, escondido em outra residência. “Diligências foram feitas para encontrá-lo até que, após denúncia anônima que informava o provável local onde Gustavo estaria dormindo, os agentes imediatamente deslocaram-se a essa casa, mas o suspeito não estava, sendo encontrada outra parte do material ilícito”, observou Glauber Fontes.

Apenas na manhã desta quinta-feira (31) é que as equipes conseguiram localizar Gustavo. Ele foi encontrado nas imediações da delegacia, quando foi preso. O casal e o material apreendido serão apresentados à Justiça.  O casal irá responder pelos crimes previstos no artigo 33 da Lei Federal 11.343/06.

Para o delegado Glauber Fontes, a ajuda da população é fundamental para o combate à criminalidade. “Vale salientar a importância do Disque 197, que vem ajudando a polícia, com informações e denúncias anônimas, como ocorreu nesse caso”, declarou.

 

Fotos: Ângelo Lima

Assessoria

Sobre o Autor

Autor editor

Deixe uma resposta