Categoria Brasil

porpjbarreto

Após registro de quatro feminicídios em uma semana, Estado emite nota

Quatro casos de feminicídios foram registrado em uma semana no estado. Diante do número alarmantes, a Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH) emitiu nota lamentando a morte das quatro mulheres. Os crimes aconteceram nos municípios de João Pessoa, Campina Grande e Sousa.

Através do comunicado, a Secretaria chama atenção para o combate à violência contra a mulher e incentiva a denúncia, O silêncio é cúmplice da violência”, diz a nota.

Além de se solidarizar com as famílias, o órgão lembra que as denúncias de casos de violência devem ser feitas através dos números 190 ou 197.

Confira a nota na íntegra:

Nota de Pesar e de Solidariedade

A Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana (SEMDH) lamenta com pesar os quatro casos de feminicídios registrados, na última semana, em João Pessoa, Campina Grande e Sousa.

Cada mulher assassinada nos afeta, nos indigna e representa uma parte de nós, inseridas no contexto de opressão e violência doméstica, imposto pela cultura do machismo que demarca as relações de gênero e o controle sobre a vida das mulheres.

Alertamos para que toda a sociedade se empenhe na proteção às mulheres que vivem situações de violência. O silêncio é cúmplice da violência, já dizia o movimento de mulheres na década de 1990.

Precisamos unir os esforços, numa grande aliança, entre governo, instituições, organizações sociais, movimentos sociais, escolas, serviços de saúde, sindicatos, igrejas, famílias e sociedade para mudar a cultura machista, proteger as mulheres e enfrentar a violência de gênero.

O governo do Estado, por sua vez, vem implementando políticas públicas intersetoriais,  com ações de repressão por meio de uma parceira contínua da SEMDH com a Secretaria de Segurança e Defesa Social (SEDS); aumentando as delegacias especializadas de mulheres, implantando o Programa SOS Mulher e a Patrulha Maria da Penha. 

Na área de assistência foram criados a Casa Abrigo, Centro Estadual de Referência da Mulher em Campina Grande e Centro Regional de Referência da Mulher em Sumé, realizadas capacitações com mais de 5 mil policiais, dialogado com CREAS, entre outras ações. 

No campo da prevenção, são feitas campanhas de mídia, atuação nas escolas com a Secretaria de Educação (SEE) com o intuito de cuidar dos meninos, meninas e jovens para que sejam educados na perspectiva de igualdade de gênero, sem assimilar o machismo como prática de vida.

Buscamos e não medimos esforços para promover uma mudança de mentalidade e isso só será possível se trabalharmos unidos (as).

Nos solidarizamos com as famílias – filhas, filhos, parentes, movimento de mulheres e feminista. Pedimos sororidade em favor da vida das mulheres!

Em caso de violência contra mulheres, ligue 190 ou 197! Denuncie! 

#Naofiquecalada #Juntaspodemosmais.

porpjbarreto

Brasília faz 59 anos neste domingo (21): veja programação para curtir o aniversário da cidade

Há eventos na Praça dos Três Poderes, que começam com a Troca da Bandeira, e atrativos na Esplanada dos Ministérios, que culminam em shows

Brasília comemora 59 anos neste domingo (21/04/19) com extensa programação. O dia iniciará com a solenidade da Troca da Bandeira, na Praça dos Três Poderes. Na área central, o agito fica por conta de artistas na Esplanada dos Ministérios.

A partir das 9h, os cidadãos poderão assistir apresentações da Esquadrilha da Fumaça, descidas de tirolesa e rapel do alto do prédio do Congresso Nacional, além de outras atrações que integram turismo cívico preparado pelo Governo do Distrito Federal (veja ao fim da matéria).

Revitalizado, o Centro de Atendimento ao Turista (CAT), da Casa de Chá, será reaberto ao público ao som do Quarteto da Escola de Música, às 11h. As unidades dos Setores Hoteleiros Sul e Norte, que estavam fechadas desde o fim da Olimpíada 2016, também voltarão a abrir as portas. Ainda estão previstas outras programações culturais durante a manhã.

A festa do aniversário da capital se estende ao Complexo Cultural da República e no gramado central da Esplanada, próximo à Rodoviária do Plano Piloto. Os eventos começam às 9h, divididos entre três palcos e o Mosaico Culturas Populares, cuja tenda terá apresentações de teatro, circo, balé junino e capoeira.

Anitta é a atração principal
A cantora Anitta é a atração principal. Também se apresentarão: Henrique e Ruan, Pedro Paulo e Matheus, Bloco Eduardo e Mônica com participações especiais de Marceleza, do Maskavo, e da banda Scalene e da Surf Sessions, que dividirá o palco com PJ e com Digão e Canisso, dos Raimundos.

Outros eventos se espalham pelas regiões administrativas. Às 16h, a roda de samba Boca de Matilde vai receber os Filhos de Dona Maria num show que marca o retorno do grupo aos palcos da capital. A festa rola no Círculo Operário do Cruzeiro.

Quem curte exposições também estará bem servido: vale a visita ao CCBB e à Referência Galeria de Arte (202 Norte). Cada lugar abriga uma parte da exposição Natureza Inventada, de Carlos Vergara.

Na Esplanada dos Ministérios:

Palco Brasília
10h – Dow Jones
11h – Sapekaí
12h – Juliana Marques
13h – Luciano Ibiapina
14h – Galo Cego
15h – O Bando
16h – Capitão do Cerrado
17h – Dhi Ribeiro
18h – Paraná
19h – Lupa
20h – Dona Cislene
22h30 – Aborto Elétrico
Barão e Mauá nos intervalos das bandas, entre 13h e 18h

Palco Ipê Amarelo
14h – Daniela Firme
16h – Surf Sessions convida PJ + Digão e Canisso, Raimundos
18h – Intervalo DJ
19h – Projeto Identidade: Henrique e Ruan + Pedro Paulo e Matheus
21h – Anitta
23h – Bloco Eduardo e Mônica – Convidados e participações: Marceleza – Maskavo / Scalene

Palco Gastronômico
10h – Gustavo Trebien
11h30 – Diego Azevedo
13h – Allan Massay
14h30 – Diboresti
16h – Distintos Filhos
17h30 – Magoo
19h – Real Samba

Mosaico Culturas Populares, das 9h às 16h
Capoeira Mãe África
Maculelê
Balé Junino
Grupo Pellinsky
Bateria Furiosa

Programação da Troca da Bandeira comemorativa ao aniversário de 59 anos de Brasília:

09h – Apresentação do efetivo ao governador (início da solenidade)
09h30 – Desfile da tropa
09h50 – Encerramento da solenidade de Troca da Bandeira
10h – Apresentação da Esquadrilha da Fumaça
10h30 – Demonstrações Técnico-Profissionais do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) com rapel e tirolesa a partir do Congresso
11h – Reabertura do CAT Casa de Chá com apresentação de Quarteto da Escola de Música (Oboé, Viola, Violoncelo e Violino) e repertório Wolfgang Amadeus Mozart.
11h30 – Atividades Físicas RunWay Life Place

Atrativos ao longo da manhã cívica, na Praça dos Três Poderes, das 9h às 12h:

Exposição de veículos e equipamentos militares
Interação com animais adestrados
Interação com Trupe Circense
Tenda SESC de Educação e Cultura
Oficina de Ilustração e Pintura Livre
Biblioteca Volante BiblioSESC
Unidade Móvel RunWay Life Place para avaliação física
Expresso Ambiental Caesb
Food Trucks
Distribuição de água
Presença de guias de turismo
Micro-ônibus da TCB fazendo o transporte de turistas no Eixo Monumental.

 

Fonte: Metrópoles 

porpjbarreto

Conheça as novas opções de ovos para quem deseja ter uma Páscoa saudável

Os ovos de alfarroba são a opção para aqueles que, além de alimentação saudável, possuem restrições alimentares

Foto: Agência Brasil

Não tem jeito! Fazer dieta na Páscoa é uma dificuldade para muita gente. Digo, para aqueles que gostam de chocolate, claro? Realmente, nesta data, com tantos ovos deliciosos em evidência, manter o foco numa alimentação saudável é uma tarefa árdua. Ainda mais quando a pessoa é intolerante à lactose, ou ao glúten.

No entanto, há uma boa notícia para quem, apesar dessas restrições, não quer passar esse período sem comer ovo de páscoa. É que, cada vez mais, surgem novas opções para essa galera que não pode comer os chocolates convencionais ou que querem manter a alimentação regrada.

Segundo a nutricionista Ellen d’Arc, responsável pelas redes Bio Mundo, hoje em dia, já existem opções de chocolates sem adição de açúcar, sem lactose, sem glúten, mas que não abrem mão do sabor: são os ovos de alfarroba. De acordo com ela, esse produto é bem parecido com o chocolate comum.

“É um grão de uma leguminosa, na verdade, e por lembrar o chocolate, a gente consegue fazer dele um ovo. Ele tem a mesma textura, mas o sabor o similar. É altamente recomendado para a população que é alergênica, tem alguma intolerância e que não pode está consumindo nem o glúten e nem a lactose”, explica Ellen.

Além disso, essa nova opção de ovos é excelente para quem possui pressão alta e diabetes.  Pois, além de ser isento de cafeína – que é um estimulante que pode causar agitação e aumento de pressão – o alfarroba evita os picos de glicose.

Mas quem pensa que essas opções são apenas para quem tem restrições alimentares, está enganado. Aqueles que querem manter a boa forma, mas que amam chocolate, também podem aproveitar a páscoa sem culpa.

Os ovos de alfarroba são ricos em fibra, o que ajuda no funcionamento do intestino, reduz o colesterol e possui ação antioxidante. “Ele é rico em fibras e minerais e, além de possuir essas propriedades de alto valor nutricional, é interessante porque possui baixo teor de gordura. Por exemplo, enquanto o cacau comum, que é o que produz o chocolate, tem 23% de gordura, alfarroba oferece apenas 1%”, afirma a nutricionista.

Além dos ovos de alfarroba, há também a opção de chocolate branco com nibs de cacau. Os nibs são pequenos pedaços de amêndoas de cacau triturados e torrados. O doce não tem adição de açúcar, não tem glúten e nem glicose.

Repórter Tainá Ferreira – Agência do Rádio

porpjbarreto

Justiça decreta prisão de três pessoas pelas mortes na Muzema

Acusados são considerados foragidos pela polícia

“Zé do Rolo” seria um dos construtores responsáveis por pelo menos um dos prédios que desabou na Favela da Muzema – Reprodução.

A delegada Adriana Belém, titular da 16ª Delegacia de Polícia (Barra), pediu e a Justiça decretou a prisão temporária de três pessoas ligadas ao desabamento dos dois edifícios na comunidade da Muzema, que já deixou 20 mortos confirmados e três moradores ainda desaparecidos.

Ela explicou que o pedido à Justiça só foi possível a partir dos depoimentos de algumas testemunhas, ocorridos ontem (18), que reconheceram os três: o construtor José Bezerra Lira, o Zé do Rolo (foto), e os vendedores Rafael Costa e Renato Ribeiro. Todos foram indiciados por homicídio com dolo eventual, por 20 vezes (número de mortos até o momento). Os três já são considerados foragidos por não terem se apresentado à Justiça, segundo a Polícia Civil.

“Nós tínhamos a informação de que seriam eles. Ontem foi o nosso primeiro contato com as vítimas, que em princípio resistiam, por motivos óbvios, mas confiaram no nosso apelo, foram lá e reconheceram. Nós pedimos a prisão desses três, que foram efetivamente reconhecidos, como o construtor e dois vendedores”, explicou a delegada.

A Muzema é uma área na zona oeste, em Jacarepaguá, controlada por milícias, que promovem a construção irregular e ilegal de imóveis, em áreas ambientais, sem nenhuma autorização da prefeitura nem engenheiro responsável. O solo na região é arenoso e os dois prédios desabaram no início da manhã do dia 12, poucos dias depois que uma chuvarada atingiu fortemente a cidade.

De acordo com a Polícia Civil, o envolvimento dos acusados com a milícia está sendo investigado pela Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco).

EBC

porpjbarreto

Música: Hoje é comemorado o Dia do Índio

A Música do Dia é “Curumim Chama Cunhatã que Eu Vou Contar“, com Jorge Benjor.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Ceará: Tremor de terra assusta moradores de Boa Viagem e municípios vizinhos durante a madrugada

Moradores da sede e da zona rural de Boa Viagem, Quixeramobim e Madalena foram surpreendidos pelo abalo sísmico

Um tremor de terra assustou moradores de Boa Viagem, Quixeramobim e Madalena na noite da última quinta-feira (18). O fenômeno aconteceu por volta das 23h30min e foi sentido na sede e na zona rural das cidades, conforme relatado por testemunhas.

De acordo com o agricultor Jailson Lima, morador do distrito de Olho D’água do Bezerril, localizado a 60 quilômetros de distância da sede de Boa Viagem, foi ouvido um forte estrondo no momento do fenômeno. “Foi um barulho de cerca de 40 a 50 segundos e em seguida as telhas das casas começaram a tremer”, relata.

Conforme Jailson, quando o tremor parou alguns moradores chegaram a sair das casas e foram para a rua conferir o que teria acontecido. “Esse fenômeno nunca tinha acontecido aqui onde eu moro, mas na sede do município isso já vem acontecendo”, afirma. No dia 20 de março a cidade de Boa Viagem foi atingida por um tremor de terra de magnitude 2,9 na escala Richter.

Segundo um funcionário do Hospital Municipal Casa de Saúde Adília Maria, localizado no Centro de Boa Viagem, não houve registro na unidade de saúde de pessoas feridas por causa do fenômeno.

Em Quixeramobim, moradores relataram nas redes sociais que o tremor foi sentido nos distritos de Damião Carneiro, Manituba e Passagem. Já em Madalena, a área urbana foi um dos locais onde o abalo sísmico aconteceu.

Causas
Os tremores de terra ocorridos no Ceará são monitorados pelo Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN).

Conforme o Laboratório, os tremores ocorrem devido a fossas subterrâneas que estão constantemente em atividade sismológica.

As fossas são ligadas ao encontro das placas tectônicas no Oceano Atlântico, que ligam a América do Sul ao continente africano. Os tremores também podem estar relacionados à atividade sismológica das placas tectônicas.

Diário do Nordeste

porpjbarreto

Polícia procura paraibano ‘Zé do Rolo’, que seria o responsável por prédios na Muzema, no RJ

Até agora, desabamentos de dois prédios na favela da Muzema, no Itanhangá, contam 20 mortos. Ainda há desaparecidos

Seis dias depois do desabamento de dois prédios, na favela da Muzema, no Itanhangá, a Polícia Civil procura José Bezerra de Lira (foto), conhecido como “Zé do Rolo” e “Zé Roleiro”. Ele seria o responsável pelas construções que desabaram, deixando pelo menos 20 mortos. Através de anúncios na internet, a polícia investiga a participação de outras pessoas que possam estar envolvidas na venda de imóveis irregulares naquela região.

Segundo um morador ouvido pelo DIA, “Zé do Rolo” é morador da favela do Rio das Pedras, vizinha à Muzema. Ele mantém uma outra construção irregular na localidade conhecida como “Areal” – trecho da favela do Rio das Pedras que fica às margens da Lagoa da Tijuca. Ainda segundo este morador, que pediu para não ser identificado, Zé teria viajado para a Paraíba no dia seguinte à tragédia.

Na quarta-feira (17), bombeiros localizaram o 20º corpo entre os escombros. Segundo a Prefeitura, 16 prédios do Condomínio Figueiras do Itanhangá serão demolidos. Três deles são vizinhos aos dois que desabaram.

Venda de imóveis envolve construtoras de amigos de milicianos

Conforme o DIA já havia noticiado, os prédios que foram erguidos no Condomínio Figueira do Itanhangá foram construídos em um esquema que envolve milicianos e construtoras. Tudo isso sob a supervisão do chefe do grupo paramilitar que domina a área da Zona Oeste do Rio, o major da PM Ronald Paulo Alves Pereira, que está preso desde o início do ano. De acordo com moradores, que preferem não se identificar temendo represálias, os milicianos invadem os terrenos e passam para as construtoras de amigos. A Polícia Civil já sabe que há construtoras contratadas pelos milicianos, com nomes de construtores envolvidos nos empreendimentos.

“Dependendo do tamanho do terreno, a construtora entrega de quatro a cinco apartamentos naquele prédio”, disse um morador.

O major Ronald fica com parte das transações, que são feitas pelos “soldados”, como ele chama seus comparsas.

Dentre as construtoras, duas se destacam: as dos irmãos Paulo e Danilo Ferro – que moram no condomínio -, além das de Raimundo Carneiro e Roberto Rodrigues. Roberto vendia os prédios nas redes sociais. Ele excluiu todos os perfis de suas redes socais desde o desabamento. Os prédios que desabaram na sexta teriam sido construídos por Raimundo.

“Eles são pedreiros e ficaram muito ricos desde que começaram a entrar nesse esquema”, o morador acrescentou.

Os prédios que ruíram não estão oficialmente dentro do Condomínio Figueira do Itanhangá. Moradores afirmam que eles ficam em um terreno ao lado, mas uma rua foi aberta para que eles fosse integrados ao conjunto residencial.

Nenhuma residência tem documento oficial da prefeitura, que já avisou que as construções no local são irregulares. Alguns moradores tentam a regularização de seus imóveis por usucapião (posse pela utilização do imóvel por determinado tempo, contínuo e incontestadamente).

O corretor dos prédios foi identificado pelo nome de Valdecir. Um imóvel com três quatros, sala, cozinha, banheiro e garagem é avaliado por ele em de R$ 160 mil.

“Antes do condomínio existia uma pedreira na região e na área dos prédios havia um bambuzal. Atrás, há uma ribanceira. Ali não tem como fazer uma fundação capaz de aguentar essas construções”, acredita o morador.

DIA tentou entrar em contato com todas as pessoas citadas na reportagem. Entretanto, ninguém foi encontrado.

 

Fonte: Jornal O Dia

porpjbarreto

Começou o recadastramento de clientes de celulares pré-pagos. Veja!

Começou nesta quinta-feira (18) o recadastramento dos dados de clientes de celulares pré-pagos. A medida atende Lei 10703/2003, que trata do Regulamento do Serviço Móvel Pessoal. Eles terão que cadastrar junto as operadoras o número do RG e do CPF. Os consumidores com DDD 62, na região de Goiás, serão os primeiros a passar pelo recadastramento.

O procedimento será aplicado aos usuários com pendências cadastrais. Os clientes receberão uma mensagem de texto (SMS), informando sobre a necessidade de atualizar os dados. Os clientes que receberem o informe terão 30 dias, a partir de 24 de abril, para realizar o recadastramento.

De acordo com o Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (Sinditelebrasil), para atualizar seus dados, o consumidor que receber o SMS de aviso deverá entrar em contato com a central de atendimento de sua operadora e  informar nome completo, número de CPF (no caso de pessoa física) e o endereço completo, com CEP.

“A atualização é obrigatória para todos os consumidores que têm pendências cadastrais e quem não fizer o recadastramento terá a sua linha bloqueada enquanto o cadastro não for atualizado”, informou o sindicato.

Segundo a Sinditelebrasil, o objetivo do recadastramento é dar mais segurança e transparência para os usuários e a sociedade. “A atualização cadastral dos clientes que utilizam o serviço pré-pago é a primeira etapa do projeto. Numa segunda etapa, que se inicia em março de 2020, as empresas passarão a adotar um novo modelo de cadastro para novas ativações de celulares pré-pagos”.

A partir de 26 de junho, o projeto será estendido para dez Estados: Goiás, Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Tocantins e de Santa Catarina. Em 17 de julho, o recadastramento chega para os demais estados brasileiros, com o envio do SMS. Para mais informações, os clientes podem consultar sua operadora ou o site http://www.sinditelebrasil.org.br/cadastroprepago.

EBC

porpjbarreto

Há 110 anos, o Vaticano beatificou Joana D’Arc

A Música do Dia é “Eu Não Matei Joana Darc“, com o grupo Camisa de Vênus.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Veneziano critica proposta do governo Bolsonaro que achatou salário e defende volta do ganho real para o mínimo

Em pronunciamento na Tribuna do Senado Federal, o Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) criticou a forma de reajuste do salário mínimo apresentada pelo governo Bolsonaro e destacou as grandes conquistas do trabalhador, fruto de lutas históricas e embates políticos. Ele classificou a medida do governo como um “retrocesso”.

– O mais importante é que aquilo que foi conquistado com grandes dificuldades, depois de lutas incessantes para uma política efetiva e legalmente prevista de valorização do salário mínimo no País, não seja, por arroubos, por improvisos ou simplesmente por perversa disposição de uma linha condutora de uma política econômica, adotada para ser revista – declarou o Senador da Paraíba.

O pronunciamento de Veneziano foi feito após o Congresso Nacional receber o Projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020 (PLN 5/2019), enviado pelo presidente Jair Bolsonaro. O projeto prevê que o salário mínimo, nos próximos três anos, não terá ganho real, ou seja, será corrigido apenas pela inflação acumulada. Atualmente, a lei determina que o salário mínimo seja corrigido pela inflação do ano anterior somada à média de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

Durante o discurso, Veneziano ressaltou ser fundamental que o Senado não acate a proposta, que considerou “descabida, maldosa e que prejudicou milhares de brasileiros”. Ele lembrou que cerca de 50 milhões de brasileiros vivem na faixa da pobreza e que em torno de 13 milhões de pessoas estão desempregadas. Para Veneziano, é necessário que a opinião pública esteja engajada no debate em defesa do ganho real do salário mínimo.

– Vamos fazer esse debate no momento oportuno. É indispensável que nós estejamos como sentinelas, em defesa do salário mínimo, do ganho real do salário mínimo e em defesa do cidadão brasileiro – afirmou o parlamentar paraibano.

Banco Central – Veneziano também criticou o Projeto de Lei Complementar encaminhado pelo Governo Federal que prevê mandatos de quatro anos para integrantes do Banco Central. Na sua opinião, essa medida daria toda a liberdade de decisão a quem regula e fiscaliza o sistema financeiro e é responsável pelas políticas de crédito.

– Não há qualquer inserção, intromissão, interferência, mas, no momento em que se estabelecem mandatos, temerários riscos estarão, muito provavelmente, sendo produzidos para o nosso País — afirmou.

Assessoria de Imprensa