Categoria Policial

porAutor

Mulher faz convergência à esquerda e causa acidente no Centro comercial de Cajazeiras

Foi na manhã desta quarta-feira (12), por volta das 11hs45 minutos, uma mulher, que conduzia um veículo Ford Focus, de cor preta e placas: MNV-0304, inscrição de João Pessoa-PB, trafegava pela Avenida Padre Rolim, sentido Biblioteca Municipal à Catedral Nossa Senhora da Piedade, quando a mesma fez uma convergência à esquerda, para acessar à Rua Benedito Gomes de Souza e acabou colhendo violentamente uma motocicleta com dois ocupantes, que trafegavam no sentido oposto.

De acordo com depoimentos colhidos no local, a motorista do Focus,  não percebeu que seria imprudente realizar a manobra naquela via de grande fluxo e acabou causando o acidente.

O condutor da moto sofreu escoriações em uma das pernas, já uma jovem que seguia com carona na moto, além da queda, chorava muito e reclamava de fortes dores nas pernas.

Guarnições do 5º Batalhão de Trânsito foram acionadas – juntamente com viaturas do SAMU, para realizarem os primeiros atendimentos de praxe. Muitos curiosos pararam para ver o ocorrido deixando o trânsito naquele momento parcialmente lento.

 

Redação – fmrural.com.br

porAutor

Homem alvejado à bala em Cajazeiras não resiste e morre no HRC

Alfredo Alves da Silva.

Faleceu por voltas 04h30 dessa quarta-feira (12), no HRC, Alfredo Alves da Silva de 30 anos, vítima de disparos de arma de fogo, fato registrado no Bairro São Francisco em  Cajazeiras. O fato aconteceu na noite de terça-feira (11).

De acordo com os policiais, dois homens em uma motocicleta, abordaram a vítima na porta de casa, quando o passageiro da moto, possivelmente armado de pistola, efetuou vários disparos contra Alfredo, que foi atingido com pelo menos 05 tiros. Os tiros  atingiram as costas, braços e cabeça de Alfredo.

A polícia realizou diligências com o intuito de prender os autores, mas até o momento, sem êxito. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, socorrendo a vítima, que deu entrada no Hospital Regional de Cajazeiras, onde faleceu durante a madrugada.

Durante o atendimento a PM foi acionada para comparecer ao HRC, devido um suposto homem ter entrado armado e procurava o eixo vermelho. A PM esteve no local, mas ninguém foi localizado.

 

Com informações e foto do blog Ângelo Lima

porAutor

Servidor da Prefeitura de Campina é preso usando cartão roubado de fiel durante evento religioso

Mais um nomeado sem concurso na Prefeitura de Campina é preso, usando cartão roubado de fiel durante evento religioso.

Depois do famoso caso de Romário Gomes Silveira, o ‘Romarinho’, que era servidor do Gabinete do Prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues, acusado e preso por assalto a bancos, atualmente foragido, no último dia (10), uma guarnição da Policia Militar da Paraíba prendeu mais um auxiliar do Prefeito, o servidor, via contrato de excepcional interesse público como auxiliar de serviços gerais na Secretária de Obras da cidade, Claudio Alves Batista.

Mais um nomeado sem concurso na Prefeitura de Campina é preso, usando cartão roubado de fiel durante evento religioso.

O caso se deu por prisão em flagrante delito de dois indivíduos que estavam realizando saques na Caixa Econômica Federal, com cartão de outra pessoa, que momentos antes havia sido furtada na Procissão de Nossa Senhora da Conceição, que culminou com celebração de Missa no Parque do Povo. Juntos com os dois indivíduos foi apreendida uma moto de placa OGB 9902, que estava em nome de um terceiro, que não foi identificado.

Cláudio ou Dinho, como é conhecido, é motorista do ex-vereador campinense e atual auxiliar de Romero, Peron Japiassu. Ele, como mostra no Sagres do TCE-PB, está lotado num cargo de confiança do Prefeito via Secretaria de Obras, ganhando a quantia mensal de R$ 954. Este é mais uma auxiliar de Romero que está envolvido em casos criminais.

Em agosto deste ano, uma operação do Grupo Tático do 10º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Campina Grande, conseguiu localizar parte de uma carga que foi roubada de uma transportadora e ainda apreender munições de fuzil calibre 7,62. O material foi localizado em poder de duas mulheres, uma delas era candidata a deputada estadual pelo PSDB, partido de Romero Rodrigues.

De forma rápida, as equipes se dirijam até  a Avenida Dinamérica, no bairro de mesmo nome. Foi na casa da ex-candidata a deputada estadual Valquíria Jane de Sena Silva, de 38 anos, que foi  encontrado mais material irregular. “Na casa de Vaquíria encontramos vários materiais, inclusive 62 munições de fuzil e 18 aparelhos de telefone celular, além de calçados e dinheiro” completou um coronel presente na atuação.

 

Jornalismo PBNEWS

 

porAutor

Encapuzados executam dois militantes do MST na Paraíba

Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva lideravam o acampamento D. José Maria Pires, em Allambra

Velório de Orlando – muita comoção na despedida /Foto: Christian Woa.

Dois militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) foram executados a tiros, na noite deste sábado 8 no município de Alhambra, a 45 km da capital da Paraíba. De acordo com testemunhas ouvidas pela Polícia Civil, criminosos encapuzados invadiram o acampamento do MST Dom José Maria Pires e assassinaram os dois homens enquanto eles estavam jantando.

Segundo o MST, as vítimas eram Rodrigo Celestino e José Bernardo da Silva, este último conhecido como Orlando. Eles foram identificados pelo movimento como coordenadores do acampamento. Para o MST, este fato “evidencia o caráter de crime para intimidar a luta pela terra”. Não há, até o momento, informações oficiais sobre a motivação dos crimes.

A Polícia Militar informou que realizava buscas neste domingo, 9, na tentativa de prender os suspeitos. Até o momento, nenhum suspeito foi preso.

De acordo com a 1ª Companhia da Polícia Militar de Alhambra, foram recolhidas no local as cápsulas de espingarda calibre 16 e de revólver calibre 38. Outros acampados estavam no local, mas os tiros foram direcionados para as duas vítimas, segundo as testemunhas. A Polícia Civil informou que trata o caso como execução, pois os assassinos renderam os dois líderes do MST e mandaram os outros acampados se afastarem antes de iniciarem os disparos.

O acampamento fica na Fazenda Garapu, ocupada pelos sem-terra em julho de 2017. O MST alega que as terras estavam abandonadas. Atualmente, vivem no local 450 famílias dedicadas ao de subsistência.

Os corpos das vítimas passaram por necropsia no Instituto de Criminalística de João Pessoa. O corpo de Silva será sepultado no município de Pari (PB), neste domingo. Ele era irmão de Odilon da Silva, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), também assassinado há 9 anos na Paraíba. O corpo de Celestino será sepultado na capital também neste domingo.

Em nota, o MST pediu a punição dos assassinos dos trabalhadores rurais. “Nestes tempos de angústia e de dúvidas sobre o futuro do Brasil, não podemos deixar os que detêm o poder político e econômico traçar o nosso destino. Portanto, continuamos reafirmando a luta em defesa da terra como central para garantir dignidade aos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade.”

Dados da Comissão Pastoral da Terra (CPT) divulgados em abril indicam aumento da violência no campo. Em 2017, houve 70 assassinados relacionados a disputas de terra no Brasil, o maior número desde 2003, quando houve 73 mortes. Em 2016, tinham sido registradas 61 e, no ano anterior, 50 mortes.

 

Estadão Conteúdo

porAutor

Família baleada em troca de tiros no Cariri se reunia para comemorar o Natal

Um encontro que prometia unir familiares e celebrar o natal acabou em tragédia, no Ceará. João Batista Magalhães, empresário, saiu da cidade em Serra Talhada, no Pernambuco, acompanhado do filho adolescente Vinícius, de 14 anos.

Crime assustou os moradores da cidade de Milagres. Foto: Som da Terra FM/Divulgação.

Os dois foram buscar parentes que moravam em São Paulo, no Aeroporto de Juazeiro do Norte, Ceará e, na volta, se tornaram reféns de assaltantes que tentavam roubar um banco.

Seis vítimas, incluindo os cinco membros da família, foram baleados e morreram em uma troca de tiros entre os bandidos e os policiais, na cidade de Milagres, na região do Cariri, a quase 500 quilômetros de Fortaleza.

A família de Magalhães é tradicional de Serra Talhada, onde ajudaram a fundar a cidade. O empresário era dono de uma loja de informática no sertão pernambucano.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará, além da família, seis integrantes da quadrilha morreram no confronto. Outros dois suspeitos foram identificados por equipes das Polícias Militar e Civil. Uma pistola nove milímetros, um revólver calibre 38 e uma arma calibre 12, além de explosivos, foram apreendidos.

A Prefeitura de Milagres divulgou nota anunciando a suspensão dos serviços nas repartições públicas municipais e recomendou que os moradores não saiam de casa até que a ordem seja restabelecida.

 

Reportagem – Sara Rodrigues

Fonte: Agência do Rádio

porAutor

Número 1 do PCC ameaça matar promotor caso seja transferido de São Paulo

Promotoria pediu à Justiça transferência de Marcola e outros 14 presos da facção

Duas mulheres foram presas na tarde do último sábado (8) após serem flagradas deixando a Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, com cartas contendo ordens dos chefões do PCC para o assassinato de duas pessoas, entre elas um promotor de Justiça.

De acordo com as mensagens, essas mortes devem ocorrer caso a transferência dos chefes da facção para presídios federais se concretizem nos próximos dias —entre eles o chefão do grupo, Marco Camacho, o Marcola.

Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, apontado como chefe do PCC. O alvo principal do ataque seria o promotor Lincoln Gakiya, responsável por esse pedido, e que investiga há anos o crime organizado. O outro alvo seria um dos coordenadores da SAP na região de Presidente Venceslau, onde estão reunidos esses criminosos.

Uma das mensagens foi apreendida com a mulher do preso que divide cela com Marcola, o que leva as autoridades a acreditarem que partiu do próprio chefão do PCC essa ordem de ataque.

Segundo informações de pessoas ligadas ao promotor, Gakiya recebeu reforço de escolta desde a noite de sábado.

Folha apurou que serviços de inteligência do governo paulista já tinham detectado ordem semelhante em conversas de presos do PCC.

O promotor pediu a transferência dos chefes da facção após um plano de resgate ser detectado pelo setor de inteligência da SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) de São Paulo.

O pedido seria feito em conjunto com os secretários da Segurança, Mágino Alves Barbosa Filho, e da Administração Penitenciária, Lourival Gomes. Com o recuo da gestão Márcio França (PSB) nesse acordo, Lincoln acabou fazendo a solicitação sozinho e aguarda decisão da Justiça.

Policiais em Presidente Venceslau Pelo plano descoberto, a ideia dos criminosos era usar um exército de mercenários para arrebatar os presos dessa unidade, incluindo Marcola.

Em razão dele, a Polícia Militar enviou para Venceslau um grande aparato policial, incluindo tropas de elite, como Rota e COE (operações especiais).

Os detalhes desse possível resgate tornaram-se públicos pelo deputado federal e senador eleito Major Olímpio (PSL) que desde a semana passada também passou a andar sob escolta armada após de serviços de inteligência do governo também detectarem risco de ataque contra ele.

 

Fonte: folha.uol.com.br

porAutor

Após denúncia de agressão, desembargador concede medida protetiva contra Fábio Tyrone

O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone, foi denunciado por agressão contra a namorada, a advogada Myriam Pires Benevides Gadelha. Por causa disso, ela deu entrada em um pedido de medida protetiva de urgência contra ele, no que foi atendida pelo desembargador Ricardo Vital de Almeida. Fotos da vítima ferida e postagens de solidariedade viralizaram nas redes sociais na noite da última sexta-feira (08).

No pedido encaminhado ao Tribunal de Justiça, Myriam conta que manteve um relacionamento com Fábio por quatro meses, período em que ele teria se mostrado “ciumento, possessivo e controlador”.

Em seu relato, a advogada conta que foi agredida no dia 17 de novembro quando o casal estava em viagem a São Paulo. Por ciúmes, Fábio teria lhe empurrado e tentado lhe agredir na região do pescoço.

A situação de violência piorou, contudo, segundo ela, no último dia 6 de dezembro, quando ambos foram a uma festa. Fábio reclamou, no trajeto da volta do evento, que a namorada teria bebido demais e conversado com muitas pessoas. Ao chegar na casa de Myriam, a discussão havia piorado e ela conta que o prefeito lhe agrediu verbalmente, desferiu tapas em seu rosto, além de tê-la empurrado ao chão e passado a dar chutes na vítima.

O documento acrescenta que o prefeito de Sousa já responde a processo por violência praticada contra a ex-esposa e diz ainda que um irmão dele teria ameaçado-a e dito que “a situação iria se complicar”.

O desembargador acatou o pedido da advogada e determinou que Fábio não se comunique com ela sequer pelas redes sociais.

 

Com ParlamentoPB

porAutor

Confissões de uma adolescente – Parte I

que nesse dia que a vítima saiu com o acusado, a vítima informou à depoente que ficou com o acusado tendo dado beijos e abraços dentro do carro do acusado e que o acusado tinha deixado uma marca no seio da vítima com uma mordida; que a vítima mostrou a marca à depoente e esta visualizou a referida marca no mamilo da vítima; (…)

Confissões de uma adolescente – Parte I

 

Autoria Desconhecida

porAutor

Falsas construtoras são alvo de operação na PF em AL e PB

Em uma ação contra uma organização criminosa que atua na Paraíba , Alagoas e Bahia, a Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (5), na cidade de Brejo do Cruz, a Operação “Playgroud Nordestino”, onde estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão.

Estão sendo cumpridos 22 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça alagoana, onde o principal objetivo é colher provas relacionadas a duas construtoras responsáveis por obras inacabadas em algumas cidades alagoanas e baianas.

O prejuízo estimado aos cofres públicos é de R$ 1,6 milhão, valor que pode aumentar, pois, segundo a PF, foram descobertos contratos celebrados pelas empresas com entes públicos que ultrapassam R$ 13 milhões.

Entre os crimes cometidos pelo grupo estão crimes licitatórios, lavagem de dinheiro, peculato, sonegação fiscal, de responsabilidade e associação criminosa.

Com informações de QP9

porAutor

Segurança de supermercado mata cachorro a pauladas na Grande São Paulo

Carrefour vira alvo de protestos após segurança da rede matar cachorro a pauladas em Osasco

Um cachorro foi espancado com um cabo de vassoura e, em seguida, morto por envenenamento por um segurança do Carrefour de Osasco, Região Metropolitana de São Paulo, no dia 28 de novembro. Segundo relatos de funcionários do supermercado, o cão vagava pelas dependências da loja, localizada no bairro de Vila Yara, após ter sido abandonado no estacionamento há algumas semanas:

— O cachorro estava aos cuidados dos funcionários e circulava pelo interior do supermercado normalmente. No entanto, entre quinta e sexta, a gerência pediu a um segurança para expulsar o animal do local, o que foi feito com violência e resultou na sua morte — contou o deputado estadual eleito Delegado Bruno Lima, do PSL. Defensor dos direitos dos animais, ele afirma que o autor do crime já foi identificado.

O animal chegou a ser socorrido pelo Núcleo de Controle de Zoonoses ainda na sexta-feira, mas não resistiu. A causa da morte do animal, segundo o laudo, foi envenenamento. O caso foi registrado e será investigado pela Delegacia de Investigações sobre o Meio Ambiente como maus-tratos.

— Realizamos um protesto contra as ações do funcionário do Carrefour no sábado e faremos outros em breve — afirmou Beatriz Silva, presidente da ONG Bendita Adoção. A organização foi acionada no dia 30 de novembro, dois dias após o incidente, por moradores da região.

Em nota, a rede Carrefour declarou que “repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos” e que “afastou a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que a rigorosa apuração em curso seja concluída e devidas providências adotadas”. Eles acrescentaram também ter acolhido o animal nas dependências da loja, oferecendo água e comida, até o recolhimento pela equipe do Centro de Controle de Zoonoeses de Osasco.

Fonte: Extra