Categoria Música

porpjbarreto

Centenário do nascimento de Linda Batista

A Música do Dia é “Vingança“, de Lupicínio Rodrigues, com Linda Batista.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Dia de Santo Antônio, o santo casamenteiro

A Música do Dia é “Festa de Santo Antônio“, de Alcimar Monteiro e João Paulo Júnior, com Luiz Gonzaga.

O nome original de Santo Antônio era Fernando de Bulhões. Ele nasceu em 1195, em Lisboa, numa família nobre e rica. Educado em Coimbra, tornou-se membro da Ordem de Santo Agostinho e foi ordenado sacerdote aos 25 anos. Nesse tempo, a fama de Francisco de Assis já percorria Portugal.

 

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto

Agência Rádio Câmara

porpjbarreto

Hoje é aniversário de João Gilberto

A Música do Dia é “Morena Boca de Ouro“.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Neste 09 de junho é comemorado o Dia do Porteiro

A Música do Dia é “Alô, Porteiro“, de Carlos Pitty, Di Sousa e Adriano Bernardes, com Tayrone.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Hoje é Dia Mundial dos Oceanos

A Música do Dia é “Oceano“, de Djavan.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Há 30 anos morreu a cantora Nara Leão

A Música do Dia é “Diz Que Fui Por Aí“, de Zé Ketti e H. Rocha, na voz de Nara Leão.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Waldonys aciona Justiça contra empresa organizadora do São João de Campina Grande

Artista foi retirado da programação de maneira “grosseira”; Indenização será destinada às instituições sociais de Campina Grande

Um dos maiores nomes da música nordestina, o cantor e sanfoneiro cearense Waldonys, vai acionar a Justiça contra a empresa que o descartou, de maneira “grosseira e irresponsável”, da programação do Maior São João do Mundo. Waldonys foi contratado para um show em Campina Grande no dia 13 de junho pela Medow Entertainment, que anunciou pelas redes sociais a retirada do cantor da programação, dizendo que traria “artistas de peso” no lugar do sanfoneiro. “Fico muito triste que isso esteja acontecendo com o São João de Campina Grande, cidade que tenho um enorme carinho e que inclusive me honrou com o título de cidadão campinense. Quero que fique claro que esse acontecimento nada tem a ver com a cidade de Campina Grande e os campinenses, que merecem todo o meu respeito”, declarou Waldonys.

O artista adiantou que vai acionar a Justiça por danos morais pela maneira que foi divulgado a saída dele da programação da festa. “A forma foi grosseira, irresponsável e sem respeito algum. O termo usado foi: “atrações de peso estão chegando”. Além de não honrarem com as negociações, eles nos dispensaram, como se não tivéssemos peso”, ressaltou o artista. Segundo Waldonys, caso tenha alguma indenização, ela será integralmente destinada às instituições sociais de Campina Grande.

Entenda o caso – Após as negociações entre a produção de Waldonys e a Medow Entertainment, o cantor foi convidado para fazer parte do Maior São João do Mundo, na edição de 2019. No entanto, no momento da divulgação das atrações, o cantor foi descartado, com divulgação pelas redes sociais do evento. Além da apresentação de Waldonys, os shows de Eliane e Rita de Cássia também foram inexplicavelmente cancelados. A Medow Entertainment disse que, no lugar deles, traria “atrações de peso”. “ Não houve nota de retratação, nem uma justificativa. Como somos artistas, deixamos de vender os shows para outras prefeituras e fomos extremamente prejudicados com esse fato”, lamentou.

Nota para a imprensa –  Waldonys, juntamente com Rita de Cássia e Eliane emitiram, uma nota sobre o cancelamento de suas participações no Maior São João do Mundo, em Campina Grande. Segundo o texto, os três foram retirados da programação das festividades, sem aviso prévio. Confira a nota na íntegra:

_Gostaríamos de esclarecer a nossos fãs que, por motivos alheios ao nosso controle e vontade, os shows de Eliane “A Rainha do Forró”, Waldonys e Rita de Cássia marcados para o São João de Campina Grande foram inexplicavelmente cancelados. De forma grosseira e sem nenhum respeito a notícia de que fomos SUBSTITUIDOS foi divulgada na internet pelas próprias redes oficias do São João de Campina Grande.

O termo usado foi “POR OUTRO LADO, ATRAÇÕES DE PESO ESTÃO CHEGANDO… ” Como artistas entendemos que o evento não tem obrigação alguma de nos contratar todos os anos, porém se o fizeram honrassem suas negociações, ou que pelo menos ao “DISPENSAR” os supostos ARTISTAS SEM PESO, tivessem o mínimo de respeito possível.

O suposto problema alegado posteriormente a nossos pedidos de explicação foi “falta de dinheiro” para pagar nossas apresentações, justificativa essa que não convence a nenhum de nós artistas e muito menos ao público.

Ressaltamos que não houve nenhum problema pessoal de nossa parte, ou qualquer outra desculpa que possa ser dada pelo evento que justifique tal fato. É lamentável, mas infelizmente nesse momento o que podemos fazer é pedir DESCULPAS aos nossos fãs e a quem respeita a história do nosso forró.

 

Eliane

Waldonys

Rita De Cássia

porpjbarreto

Musical “Ópera Do Pandeiro” em homenagem à Jackson do Pandeiro entra em cartaz neste fim de semana no Theatro Santa Roza

O Espetáculo musical “Ópera do Pandeiro” que ressalta a representatividade do maior ícone Paraibano Jackson do Pandeiro aterrissa no Theatro Santa Roza neste sábado (08) e domingo (09). O Grupo Teatral Bichoderruma assina a realização da “Ópera do Pandeiro” um espetáculo narrativo poético-musical com sessões às 20h.

“Ópera do Pandeiro” inicia-se como um auto de natal paraibano para contar o nascimento do menino José, o Jackson do Pandeiro, na cidade de Alagoa Grande, denominada terra onde o sapo não canta. Evidencia-se, assim, um guerreiro aboiador e sua narrativa cordelesca, um profeta que anuncia o predestinado. Além de brincantes, bufões e muita celebração para a chegada do menino.

O pós-nascimento mostra as suas passagens, a começar pelo presságio de uma cigana, a sua primeira escola na feira com a mãe, Flora Mourão tocando ganzá. Em seguida, o Cassino Eldorado em Campina Grande, a rádio Tabajara em João Pessoa, a explosão do seu primeiro sucesso em Recife e a culminância no Rio de Janeiro. “A peça que encena o nascimento e vida, propõe uma viagem para eternizar na lua conforme um dos seus sucessos. A encenação que é feita ao vivo por atores, dançarinas e cantores vislumbra a autenticidade regional, uma linha autoral com artistas locais e letras eternizadas por Jackson e seus ritmos diversos. Dezesseis artistas se revezam durante 60 minutos entre vertigens e encantamentos mergulhados na essência de Jackson e cultura nordestina”, declara o diretor Mizael Batista.

Com cenários práticos e adereços diversificados, o espetáculo resgata, não apenas, a trajetória do rei do ritmo, mas também a cultura nordestina com elementos regionais, além dos brincantes.

O objetivo da montagem da Ópera do Pandeiro é proporcionar ao público, uma vivência da vida e obra do ícone da música Brasileira, Jackson do Pandeiro. “Visibilizar essa originalíssima produção cultural, autêntica expressão paraibana, é o que pretende o Projeto: UFPB NO SEU MUNICÍPIO através do NAC – Núcleo de Arte Contemporânea”, pontua o produtor Valdir Santos.

Neste ano que é celebrado o centenário de Jackson do Pandeiro, o Grupo Teatral Bichoderruma recebeu convite para se apresentar na Alemanha e em várias cidades do Brasil.

Os ingressos estão à venda no valor de R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (estudante) através do número (83) 98690-5825 ou no Theatro Santa Roza nos dias das apresentações da “Ópera do Pandeiro”.Contato e mais informações na rede social do Instagram @Operadopandeiro

Sobre:

FICHA TÉCNICA

Texto e Direção: Misael Batista

Produção: Valdir Santos

Assist. de Produção: Dani Costa

Assessora de Comunicação: Grupo

Direção Musical: Jozam Domingos

Coreografia e Figurino: Claudio Correia

Cenografia: Claudio Correia

Músicos: Chris Mauricio (violão)

Jozam Domingos (violão)

Honorato Irmão (sanfona)

Adalberto Fernandes (percussão)

Vocal: Stella Maris /Jozam Domingos / Chris Mauricio

Iluminação: Nilson Silva

Contra regra: Grupo

Elenco: Isaias Vicente, Maria Betânia, Mariana Arruda, Ailma Alves, Honorato Irmão, Claudio Correia, Luciana Oliveira, Leneeton Oliveira, Marcus Vinicius, Jaciara Xavier, Fabiana Palmeira, Mylene Martins, Jozam Domingos, Alcemy Araújo, Lucíola Fernandes, Adalberto Fernandes, Mizael Batista.

SERVIÇO

“Ópera do Pandeiro”

História de Jackson do Pandeiro

Sábado, 08 de Junho, às 20h

Domingo, 09 de junho, às 20h

Local: Theatro Santa Roza – Praça Pedro Américo, S/N – Centro, João Pessoa/PB.

Ingressos: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (estudante)

Vendas: No local ou pelo telefone (83) 98690-5825

Apoio: PRAC, COEX, NAC e NTU

Classificação: Livre

Realização: Grupo Teatral Bichoderruma

 

Imagens: Reprodução/divulgação.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Há 30 anos houve o massacre da Praça da Paz Celestial, em Pequim

A Música do Dia é “Ren Jian Dao“, de Jacky Cheung.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Há 10 anos houve o trágico acidente com o vôo 447 da Air France que ia do Rio de Janeiro a Paris

A Música do Dia é “Uma Fuga Para Brincar“, de Villa Lobos, com regência de Sílvio Barbato, uma das vítimas do vôo.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara