Categoria Esporte

porAutor

Clube Atlético de Cajazeiras disponibiliza modalidades de escolha para novos sócios-torcedores. Veja!

O Clube Atlético Cajazeirense de Desporto já disponibiliza várias opções de escolha para os sócios-trocedores, adquirirem seus títulos e contribuir com a agremiação sertaneja.

Com o slogan: “Seja um sócio torcedor”, o clube pretende alcançar novos sócios e em contra partida a obtenção de beneficios aos torcedores.

Com as opções: Torcedor Fiel Sol, o sócio paga R$ 40,00; Torcedor Fiel Sombra, o sócio paga R$ 60 e; Torcedor Cadeira Cativa, o sócio paga R$ 210 e, tem acesso livre aos (cinco) jogos da primeira fase do Campeonato Paraibano/2019.

Clube Atlético de Cajazeiras disponibiliza modalidades de escolha para novos sócios-torcedores.

Para maiores esclarecimentos e qualquer outra dúvida, a direção do clube dispõe de um número de telefone: (83) 9.911.6668.

 

Redação – fmrural.com.br

porAutor

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 12 milhões nesta quinta

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50

Foto: EBC

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do último concurso da Mega-Sena e, agora, o prêmio ficou acumulado em R$ 12 milhões.

As apostas podem ser feitas até às 19 horas, horário de Brasília, desta quinta-feira (6), em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.

Também é possível jogar pelo computador, tablet ou smartphone. Para isso, é necessário que o apostador tenha mais de 18 anos e preencha o cadastro na plataforma de Loterias Online da CAIXA.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

 

Reportagem – Cintia Moreira

Fonte: Agência do Rádio

porAutor

Atlético-PR faz jogo de ida na final da Sul-Americana nesta quarta (5)

Furacão enfrenta o Júnior Barranquilla, da Colômbia, fora de casa

Se você já estava em abstinência com o final do brasileirção, trago uma boa notícia. Tem final de campeonato na noite desta quarta-feira (5) com time brasileiro entrando em campo.

Pela Sul-Americana, o Atlético Paranaense vai até a Colômbia enfrentar o Júnior Barranquilla. A partida será no estádio Metropolitano Barranquilla. E o jogo promete ser quente. O título do torneio é inédito para as duas equipes. O mais longe que a equipe colombiana havia alcançado era a disputa das quartas de final, já o Furacão parou em uma semi. Além da taça, vencer a Sul-Americana significa garantir uma vaga na Libertadores do ano que vem.

Atlético-PR faz final nesta quarta (5) contra Júnior Barranquilla, da Colômbia

E a equipe brasileira chega com uma campanha melhor que a do adversário. São oito vitórias e duas derrotas. Para enfrentar o Junior Barranquilla, o técnico Tiago Nunes do Atlético, não tem problemas e tem todo o plantel à disposição para montar a equipe que vai a campo.

Vale lembrar que na final da Sul-Americana não há o fator gol fora de casa como critério de desempate. A bola rola para Júnior Barranquilla e Atlético Paranaense partir da dez e quarenta e cinco da noite, horário de Brasília.

 

Reportagem – Raphael Costa

Fonte: Agência do Rádio

porAutor

Ricardo assina decreto de continuidade e ampliação do investimento no Programa Gol de Placa

ricardo assina protocolo do gol de placa_foto jose marques (2) portalO governador Ricardo Coutinho assinou, nesta segunda-feira (3), na Granja Santana, um decreto que garante a continuidade e ampliação do investimento no Programa Gol de Placa para os times que disputam o Campeonato Paraibano (primeira divisão), Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro. Em 2019, serão destinados R$ 4,1 milhões aos clubes por meio do Gol de Placa como forma de incentivar e fortalecer o futebol paraibano. Neste ano de 2018 foram aplicados R$ 3,9 milhões no programa que promove a troca de notas fiscais por ingressos de jogos. Estiveram presentes representantes e dirigentes de clubes de futebol, deputados estaduais, auxiliares do Governo e outras autoridades.

Na ocasião, o governador ressaltou que a renovação do Gol de Placa representa a continuidade do grande instrumento de apoio ao futebol profissional da Paraíba. “Sem o Gol de Placa acabaria o futebol profissional no Estado, porque não há como, neste momento de crise, achar que os clubes vão conseguir sobreviver de renda. O Gol de Placa cresceu muito ao longo dos anos. Pegamos o Gol de Placa, em 2010, com R$ 1,3 milhão, enquanto este ano destinamos R$ 3,9 milhões”, ressaltou o governador.

Ricardo Coutinho ainda acrescentou: “Hoje assinamos um projeto, que será encaminhado à Assembleia, desburocratizando ainda mais a questão do aporte de recursos, porque são recursos públicos que devem chegar ao objetivo final da melhor forma”.

“Vamos manter e dar continuidade a este programa fundamental para incentivar o nosso futebol profissional. O Gol de Placa faz parte de uma série de investimentos no esporte paraibano feitos pelo Governo do Estado e que, certamente, terão seguimento no próximo ano”, afirmou o governador eleito, João Azevêdo.

ricardo assina protocolo do gol de placa_foto jose marques (1) portalDe acordo com o secretário Executivo de Esporte, Juventude e Lazer, Zé Marco, o programa Gol de Placa é de extrema importância para o fortalecimento dos clubes paraibanos. “O Gol de Placa teve um crescimento de mais de 200% desde 2011, fazendo com que os times possam ter mais força. Este decreto busca desburocratizar alguns detalhes do programa e, em 2019, um aplicativo de celular será colocado no portal da transparência para dar mais agilidade a esta troca de notas fiscais da população por ingressos dos jogos”, explicou.

O presidente do Sousa Futebol Clube, Aldeone Abrantes, comentou que o sentimento dos clubes paraibanos é de gratidão ao Governo do Estado por todas as ações voltadas ao esporte nos últimos anos. “Este Governo manteve e melhorou o Gol de Placa ao longo dos anos e, hoje, temos a certeza de que o programa vai continuar, dando uma segurança para o nosso futebol que vem superando desafios. Em nome dos dirigentes dos clubes, digo que temos muito a agradecer pelo Gol de Placa e outras ações pelo futebol”, frisou.

Secom-PB

porAutor

Campinense e Treze inauguram gramado padrão Fifa do estádio ‘Amigão’

O novo gramado padrão Fifa do Estádio Amigão, em Campina Grande, será inaugurado no dia 19 de dezembro com o sejel gramado do amigao CG pronto para jogos1clássico entre Campinense e Treze. Os dois times farão um jogo amistoso comemorativo. Com investimento de aproximadamente R$ 1,4 milhão pelo Governo do Estado, o novo gramado, além de contar com a qualidade dos padrões internacionais, também possui moderno sistema de irrigação e drenagem.

“Será uma noite marcante para o futebol de Campina Grande e da Paraíba, pois o novo gramado possui qualidades internacionais para a prática do futebol e nada melhor do que um clássico para sua inauguração. Depois de 43 anos, a principal praça de esportes da Rainha da Borborema ganha um novo local para as disputas futebolísticas”, frisou o secretário Executivo de Esporte e Lazer, José Marco.

A implantação do gramado padrão FIFA é a segunda grande intervenção que o Governo do Estado realiza em Campina Grande já que, em 2014, toda sua estrutura física foi revitalizada, com a recuperação de vestiários, cabines de imprensa e bares reformados. Também é destaque a impermeabilização da arquibancada e da marquise, que possuía um grave problema de infiltração. Na área externa, o estádio ganhou pista de cooper e área de lazer, pavimentação do estacionamento para os torcedores, além de um elevador para a crônica esportiva.

“Sem dúvida, essa implantação do novo gramado já é a segunda grande intervenção que o Governo do Estado realiza no Amigão pois, há quatro anos, houve um investimento de cerca de R$ 30 milhões, onde tanto a parte interna, quanto a externa do estádio foram contempladas. Agora, em 2019, a cidade terá dois clubes no Campeonato Brasileiro, pois o Treze ascendeu à série C e o Campinense disputará a D e o Amigão pronto para os grandes eventos esportivos”, lembrou o secretário.

Economia – O novo gramado do Estádio Amigão, em Campina Grande (PB), implantado pelo Governo da Paraíba, por meio da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), proporcionará uma economia mensal para o estádio de cerca de 40% de água. Além da nova grama e dos novos sistemas de drenagem e irrigação do campo, está sendo concluída uma adequação do sistema de drenagem de todo o estádio, corrigindo falhas de infiltração em vestiários, banheiros e túneis, e aproveitando essa água para uso na irrigação do campo. Na obra de execução do gramado esportivo com sistema de drenagem e irrigação do Estádio Governador Ernani Sátiro “O Amigão”, estão sendo investidos R$ 1.372.330,46, com recursos próprios do Tesouro Estadual.

Segundo a engenheira Simone Guimarães, os antigos problemas de infiltrações foram resolvidos. “O projeto foi desenvolvido para captação automatizada da água, por meio de quatro bombas de sucção. Quando a água atinge determinado nível, as bombas são automaticamente acionadas e direcionam a água para um reservatório de 30 mil litros, localizado atrás do gol e antes abastecido pela Companhia de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa). Também foi instalado outro sistema de bombeamento para direcionar parte dessa água aos reservatórios do sistema de irrigação do gramado. No total, a água reaproveitada chega a 850 mil litros por mês”, explicou a diretora-superintendente da Suplan.

De acordo com a empresa Campanelli, o gramado do Amigão está na reta final para sua conclusão. “Hoje, nossas equipes estão atuando basicamente nos cuidados com a grama e na sua adaptação ao local, fazendo adubação, irrigação e cortes. Porém, já é possível perceber os benefícios do nosso trabalho, que ultrapassam o gramado em si e repercutem em todo o estádio, como a obra de adequação do sistema de drenagem e aproveitamento de água”, ressaltou Miguel Campanelli, diretor da empresa que está executando a obra.

Outras informações – Além de resolver os problemas de infiltração dos túneis e vestiários, a água foi direcionada para o consumo do estádio e irrigação do gramado. Com isso, já é possível perceber uma economia de água em torno de 40%, o que é uma grande conquista para o meio ambiente, já que está se preservando um bem natural e escasso.

Das intervenções no estádio, estão a retirada da grama antiga, a construção de todo o sistema de drenagem e irrigação automatizada, top soil de 25 centímetros (camada de material arenoso de alta qualidade, que vai entre as tubulações da drenagem e a grama), adubação mineral, até chegar no plantio da grama Bermudas Celebration em sistema de big roll (rolos).

No total, foram utilizados mais de 14 mil metros quadrados de grama, incluindo as áreas fora da linha de jogo. De areia, foram mais de 250 caminhões. O tipo de grama usada no estádio é o mesmo aplicado em grandes arenas de futebol do País e garantem o “Padrão Fifa”.

 

Secom-PB

porAutor

CREF10 flagra 24 academias em situação irregular no Sertão do Estado

Ação faz parte do “Projeto CREF Itinerante” que possibilitará a regularização dos casos, em um mutirão de serviços realizado em São Bento, neste fim de semana.

Uma ação de fiscalização, realizada pelo Conselho Regional de Educação Física da 10ª Região – Paraíba (CREF10/PB), flagrou 24 academias em situação irregular em 11 cidades do Sertão do Estado. A operação faz parte do projeto “CREF Itinerante”, que reforça, em algumas cidades do interior, os serviços oferecidos na Sede, em João Pessoa, e nas Seccionais de Campina Grande e Cajazeiras. Nesta sexta-feira (30/11) e no sábado (1º/12), o Conselho estará no município de São Bento (na Escola Municipal Dr. Jarques Lúcio da Silva), promovendo a regularização dos casos registrados em flagrante.

Ao todo, foram 30 academias fiscalizadas, entre os dias 20 e 23 de novembro, nas cidades de: São Bento, Paulista, Brejo do Cruz, Jericó, Riacho dos Cavalos, Catolé do Rocha, Bom Sucesso, Brejo dos Santos, São José do Brejo do Cruz. “Todos os estabelecimentos terão oportunidade de regularizar a situação, neste fim de semana, já que estaremos em um grande mutirão de serviços na cidade de São Bento”, ressaltou o presidente do CREF10, Francisco Martins da Silva.

Segundo ele, as denúncias no interior têm aumentado, numa forma clara de que as pessoas estão colaborando mais com o combate ao exercício ilegal da profissão de Educação Física e à falta de registro ou estrutura de alguns estabelecimentos. “É cada vez mais notória a percepção dos alunos de que as academias precisam estar regularizadas e o profissional devidamente registrado, como forma de garantia da saúde. Hoje, ninguém quer treinar em um lugar que oferece riscos”, complementou.

A ação do CREF10 registrou, também, 11 notificações de pessoa física e 06 escolas em situação irregular.

CREF Itinerante – O Projeto foi criado em 2016 e está na 9ª edição. Entre os principais serviços oferecidos estão: registro de pessoa física e jurídica; atualização de Cédula de Identidade Profissional e credenciamento; negociação de débitos; emissão de boletos; contestação de notificações e cursos de capacitação para licenciados e bacharéis. Neste ano, foram realizadas outras duas ações, em Princesa Isabel e em Picuí.

Assessoria de Comunicação de CREF10/PB

porAutor

NOTA: torcida organizada Mancha Azul inicia campanha de arrecadação de donativos para distribuir com famílias carentes de Cajazeiras

Nós que fazemos a diretoria da MANCHA AZUL, torcida organizada do ATLÉTICO CAJAZEIRENSE DE DESPORTO decidimos a partir do dia (01/12/2018), começar uma arrecadação de cobertores, alimentos, dinheiro e produtos de higiene.

Estaremos fazendo essa arrecadação para uma ação social da torcida (NATAL SOLIDÁRIO) onde iremos distribuir às famílias carentes e moradores de rua de nossa cidade.

A intenção dos produtos arrecadados é a criação de cestas básicas.

A intenção da arrecadação do dinheiro é suprir alguns produtos que não iremos conseguir arrecadar e também para fazermos um “sopão” e distribuir nas zonas mais carentes onde existem moradores na rua. Peço encarecidamente o empenho de todos, nos ajudem!

“Amai-vos uns aos outros, assim como eu vos amei!”

 

G.R.T.O MANCHA AZUL – HÁ 16 ANOS

porAutor

Final da Libertadores será dia 8 ou 9 de dezembro, local segue indefinido

Pela Sul-Americana, Flu precisa reverter resultado contra Furacão no Maraca para chegar à final

E o jogo de volta da Libertadores ainda não tem um futuro certo. Após uma série de reuniões na Conmebol, um comunicado da federação anunciou que a segunda partida entre River Plate e Boca Juniors pode ocorrer no dia 8 ou no dia 9 de dezembro. Uma coisa é certa, a final não ocorrerá na Argentina.

Entre as opções apresentadas para sediar o jogo estão as cidades de Miami, nos Estados Unidos, Doha, no Catar, ou então em Assunção, capital do Paraguai e cidade onde está a sede da Conmebol.

Reuniões na Conmebol definiram que jogo pode ocorrer no dia 8 ou 9 de dezembroA partida foi adiada após atos de vandalismo contra o ônibus que levava jogadores do Boca Juniors à partida. Torcedores do River atiraram pedras no ônibus. Vidros foram quebrados e jogadores se machucaram na confusão. O capitão do Boca, Pablo Pérez teve uma lesão no olho causada pelos estilhaços do vidro. Outros jogadores foram atingidos por gás de pimenta e relataram náuseas e mal estar.

Segundo informações do Jornal argentino Olé, horas antes da partida ocorrer o líder da torcida organizada do River Plate, Héctor Caverna Godoy foi preso com quase 300 ingressos e uma grande quantia de dinheiro de origem desconhecida. O jornal levanta a suspeita de que os ataques seriam uma retaliação à prisão de Héctor. O jornal levanta a suspeita de que o ataque ao ônibus e as invasões que ocorreram têm ligação com a prisão de Héctor.

Se pela Liberta o clima é de tensão e indefinição, na Sul-Americana a bola rola normalmente. O Fluminense encara o Atlético Paranaense no Maracanã e terá a dura tarefa de reverter os dois a zero sofridos na primeira partida. O Furacão pode perder por até um gol de diferença que, ainda assim, segue para a final. A bola rola a partir das nove e quarenta e cinco da noite, horário de Brasília.

Reportagem – Raphael Costa

Fonte: Agência do Rádio

porAutor

Dirigentes de clubes paraibano são banidos do futebol por manipular resultados

O presidente do Campinense Clube, William Simões, o ex-vice-presidente de Futebol do Botafogo-PB, Breno Morais, o ex-presidente do Tribunal de Justiça Desportiva de Futebol (TJDF-PB), Lionaldo do Santos, o ex-procurador do órgão, Marinaldo Barros, e o ex-presidente da Comissão Estadual de Arbitragem da Paraíba (Ceaf-PB), José Renato, foram banidos do futebol pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Em julgamento realizado na tarde da última quarta-feira (14) na sede do órgão no Rio de Janeiro, o Pleno do tribunal aplicou a pena máxima aos dirigentes e a nove árbitros paraibanos.

Todos foram apontados pela Polícia Civil e pelo Ministério Público da Paraíba como integrantes de uma suposta organização criminosa que manipulava resultados no futebol da Paraíba. O resultado foi a deflagração da Operação Cartola. Além do banimento, Breno Morais terá que pagar R$ 90 mil de multa. Já Marinaldo e Lionaldo terão que desembolsar R$ 30 mil cada. José Renato foi multado em R$ 50 mil.

Na sessão desta quarta-feira, outros dirigentes também foram condenados, mas foram apenas suspensos. O ex-presidente do Botafogo-PB, Zezinho Botafogo, foi condenado a 540 dias de suspensão e multa de R$ 30 mil, assim como Guilherme Novinho, ex-vice-presidente do clube, e Francisco Sales, ex-diretor executivo de futebol.

Os árbitros paraibanos que não poderão mais apitar futebol profissional são: Adeilson Carmos Sales (árbitro da FPF), Antônio Carlos Rocha (árbitro da FPF), Antônio Umbelino (árbitro da FPF), Éder Caxias (árbitro da CBF), Francisco Santiago (árbitro da FPF), João Bosco Sátiro (árbitro da CBF), José Maria de Lucena Netto, (auxiliar da CBF), Tarcísio José (auxiliar da FPF) e Josiel Ferreira (auxiliar da FPF).

ADIAMENTO

O ex-presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, que também foi denunciado pela Procuradoria do STJD por manipulação de resultados, seria julgado nesta quarta-feira. O tribunal entendeu que ele não teve tempo suficiente para mandar a sua defesa e decidiu que o seu processo vai ser colocado em pauta novamente no dia 29 deste mês.

Fonte: Jornal A Palavra

porAutor

Câmara pode votar na terça-feira MP que redistribui arrecadação de loterias

Também está na pauta o projeto que inclui empresas de fisioterapia, de transporte turístico de passageiros e de controle de pragas urbanas no regime simplificado de cobrança de impostos. Outro item é a medida provisória que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento Ferroviário

Deputados poderão votar medida provisória que aumenta o valor destinado pelas loterias ao setor de segurança pública

A distribuição do dinheiro arrecadado com as loterias vai estar em debate no Plenário da Câmara dos Deputados a partir de terça-feira (20). É que está pronta para ser votada a Medida Provisória 846/18, que traz novas regras para a divisão desses recursos entre diversos setores.

No ano passado, as loterias arrecadaram quase R$ 14 bilhões em apostas. Cerca de R$ 3 bilhões foram distribuídos para educação, cultura, esporte e segurança pública. A MP 846 quer aumentar o que é destinado para segurança, saindo dos cerca de R$ 400 milhões no ano passado para mais de R$ 1 bilhão no ano que vem.

Como o dinheiro que vai para as outras áreas é praticamente mantido, o texto tem consenso entre os partidos e poderá ser aprovado com facilidade. O assunto já passou por uma longa negociação, inicialmente com fortes reações e até protestos das classes artísticas e esportivas.

A deputada Laura Carneiro (DEM-RJ) lembra que o governo editou anteriormente outra medida provisória que alterava a distribuição dos recursos das loterias (MP 841/18). “A medida provisória inicial era a 841, que era muito ruim porque retirava dinheiro tanto do esporte como da cultura, embora desse para segurança. Essa medida foi retirada e apresentada uma nova medida [MP 846], que é fruto de um grande acordo feito com vários setores”, disse a parlamentar.

O deputado Pastor Eurico (Patri-PE) concordava com a primeira versão, que dava mais dinheiro para as forças de segurança. No entanto, diante dos protestos e negociações, ele vai apoiar o novo texto. “A nossa luta era que houvesse um investimento maior na segurança, porque é uma calamidade a questão da segurança em nosso Brasil. Porém, com esses contratempos e discussões, não diria jogos de interesses, mas alguns defendendo as questões de educação, saúde, segurança, esporte e tal, resolveu-se dividir”, afirmou.

Para o deputado Edmilson Rodrigues (Psol-PA), a versão atual da medida corrige o erro inicial do governo de retirar dinheiro da cultura e do esporte. “[A MP] já reconhece que, realmente, é uma contradição querer investir somente em segurança, retirando recursos de áreas que são fundamentais para conter a violência, particularmente a violência urbana”, declarou.

O presidente da comissão mista que avaliou a medida provisória antes de ela chegar ao Plenário, deputado Evandro Roman (PSD-PR), destacou que, pela primeira vez, foi colocado um percentual para custear despesas com o deslocamento e mudança de familiares dos integrantes das forças de segurança. “Os integrantes dessas forças de segurança que vão se deslocar para as regiões de fronteira ou para o Rio de Janeiro poderão levar suas famílias com uma infraestrutura resguardada por essa medida provisória”, disse o deputado.

Simples Nacional
Além da MP que traz novas regras para distribuição do dinheiro arrecadado pelas loterias, outras propostas poderão ser votadas pelos deputados. Entre elas o Projeto de Lei Complementar (PLP) 420/14, que inclui no regime simplificado de cobrança de impostos, o Simples Nacional (Supersimples), empresas de controle de pragas urbanas, de fisioterapia e transporte turístico de passageiros.

Fundo ferroviário
Os deputados também poderão analisar a Medida Provisória 845/18, que cria o Fundo Nacional de Desenvolvimento Ferroviário. Segundo o governo, o fundo servirá para viabilizar investimentos no setor, principalmente no Arco Norte do Brasil, o que vai proporcionar a redução dos custos de transportes, da emissão de poluentes e do número de acidentes em rodovias, além da melhoria do desempenho econômico de toda a malha ferroviária.

Confira a pauta completa do Plenário

ÍNTEGRA DA PROPOSTA:

Reportagem – Ginny Morais
Edição – Pierre Triboli

Fonte: Agência Câmara Notícias