Categoria Entretenimento

porpjbarreto

Val Donato convida Tracundum – Axé 80/90

A cantora e compositora paraibana Val Donato não é de fugir dos desafios propostos. Já mostrou que canta Samba, Forró, Maracatu, MPB e Reggae com a mesma qualidade que canta seu bom e velho rock ‘n’ Roll, mas, dessa vez ela surpreende mais ainda! Já imaginou ver e ouvir a nossa já consagrada roqueira cantando Axé Music?

É isso mesmo! Val Donato convidou a banda de Axé TRACUNDUM, liderada pelo guitarrista Toni Silva e preparou um repertório caprichado só de sucessos inesquecíveis desse estilo que marcou uma geração. Geração essa que Val fez parte em sua adolescência e juventude nos embalos da Micarande – carnaval fora de época que acontecia em sua cidade natal: Campina Grande. Val conta que os hits do Axé Music dos anos 80 e 90 também somaram na sua construção e referências musicais e foram trilha sonora de muitos momentos marcantes em sua vida.

Nesse show inédito, Val traz no repertório músicas das bandas Olodum, Timbalada, Cheiro de Amor, Asa de Águia, Chiclete com Banana, e ainda, Netinho, Daniela Mercury e Ricardo Chaves. A banda TRACUNDUM é composta por Toni Silva (guitarra), Léo Santos e Feijão (Percussão) Abdias Sá (Baixo).

Para reforçar o time, Val convidou os artistas Sandra Belê e Felipe Alcântara para fazerem participações especiais nessa noite de “revival” e muita alegria.

Serviço:

Data: 23/02/19

Local: Vila do Porto (Largo de São Pedro Gonçalves – Centro Histórico)

Hora: 22h

Ingressos: R$ 20,00 (Os 80 primeiros ingressos vendidos ganharão um copo personalizado do evento).

porpjbarreto

Música: Aniversário de 90 anos de nascimento de Roberto Gomez Bolaños

O ator, escritor e roteirista foi o criador dos eternos personagens Chaves e Chapolin

Em 1929 nasceu Roberto Gomez Bolaños, ator, escritor, roteirista, que ficou mais conhecido pelo apelido de Chespirito. O cantor, compositor, engenheiro, produtor de TV e publicitário foi um dos grandes nomes do humor mexicano e o maior nome da comédia mexicana no mundo, criador dos eternos personagens Chaves e Chapolin, os dois maiores ícones da comédia latino-americana. No Brasil, o programa é ainda um coringa que o SBT tira da manga para conquistar audiência em algum horário crítico, pois atrai uma audiência cativa, onde quer que se desloque na programação de TV.

Bolaños está na TV desde o início dos anos 70. Em produção, durou até meados dos anos 90, quando ele percebeu que sua performance física não estava boa para fazer tudo o que fazia. Ele morreu em Cancún, onde se retirou no final da vida, em 28 de novembro de 2014.

A Música do Dia é “Otra Vez“, de Ignacio Fernandez.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Bloco Vumbora: Confira todas as informações do maior e mais esperado bloco do Folia de Rua 2019

Em vídeo, Bell Marques promete uma festa inesquecível em João Pessoa, no dia 22 de fevereiro

No dia 22 de fevereiro, João Pessoa será contagiada por toda energia e carisma de Bell Marques – que será o maior e mais esperado bloco do Folia de Rua 2019. Retornando a trio elétrico na cidade após 15 anos, o cantor comanda o Bloco Vumbora, uma realização da Colônia Produções e MULT Promoções, com o patrocínio da Rede Nord de Hotéis. O cantor gravou um vídeo, lembrando que o público de João Pessoa é um palco importante para ele.

Público e percurso: Com público esperado de 4.500 pessoas, o ponto de encontro será o Posto 99 na Av. Epitácio Pessoa, a partir das 18h, e sairá às 21h até o Busto de Tamandaré, em Tambaú, com um trajeto de 2,5 KM em cerca de três horas de muita festa.

Segurança: O Vumbora contará com mais de mil profissionais de segurança privada, entre eles estão cordeiros, apoio e bombeiros civis, além de duas ambulâncias, uma acompanhando todo o bloco e permanecendo de prontidão para eventuais emergências. Utilizando o reforço de equipamentos de alta tecnologia, dois drones e dez câmeras de alta definição irão monitorar toda a extensão do bloco. Como medida de precaução, será proibido o acesso ao bloco com garrafas, copos e outros utensílios de vidro. Contando com o apoio da Secretaria de Segurança, a 10ª Delegacia Distrital, localizada na Avenida Nego, no bairro de Tambaú, estará aberta na noite do evento para atender quaisquer ocorrências, com profissionais como agentes, escrivães e delegados em plantão para auxílio.

Abadás: A venda de abadás para o Vumbora já está em seu último lote. Os valores são: Abadá Meia – R$ 200,00 (à vista) Estudante, Professor e Idoso, Abadá Amigo Vumbora – R$ 210,00 (à vista) + seguir o perfil oficial do bloco no Instagram, @vumborajp + 2 KG de alimentos (entregues à organização no dia de recebimento do abadá). Compras em cartão apenas nas bandeiras Visa e Master, com parcelamento em até 3x no ponto de venda e em até 12x no site (conferir taxa de juros no ato da compra).

Entregas: As entregas dos abadás e pulseiras serão realizadas exclusivamente em João Pessoa, na FPB – Faculdade Internacional da Paraíba, no bairro de Tambiá, durante os dias 20, 21 e 22 (quarta, quinta e sexta). É necessária a apresentação do ingresso para identificação. Para aqueles que virão de “bate e volta” já na sexta-feira, a organização disponibilizará um ponto de entrega na sede da Rede Nord de Hotéis, na Rua. Pref. José Leite, 106, em Miramar, à 100 metros da concentração do bloco.

Vendas: Os pontos de venda em João Pessoa são: Stand Lovina, localizado no Mag Shopping, Lojas AppShop (Mag Shopping, Manaíra Shopping, Mangabeira Shopping, Tambiá Shopping, Shopping Sul e Pátio Shopping Altiplano) e na Academia Korpus. Em Campina Grande, na Academia Korpus. Vendas online no site www.ingressonacional.com.br. O Instagram do bloco é @vumborajp. Para outras informações: (83) 99961-0607.

 

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Mais de 8 mil candidatos ficam isentos da taxa de inscrição do concurso do IFPB. Veja!

Confira os resultados dos pedidos de isenção para Técnico-administrativo

A Comissão Permanente de Concursos Públicos (Compec) divulgou na última terça-feira (19), o resultado dos pedidos de isenção do Concurso Público para Técnico-Administrativo do Instituto Federal da Paraíba. Mais de 12 mil candidatos solicitaram isenção da taxa de inscrição.

No total 8.881 pessoas não vão precisar pagar a taxa de inscrição referente aos editais 147/2018 (Técnico-administrativo) e 149/2018 (Tradutor e Intérprete de Libras). Entre os pedidos de isenção deferidos (sem pagamento de taxa de inscrição) 8.879 são referentes ao NIS (número de identificação social) e 2 são referentes a doadores de medula óssea.

O Concurso Público para Técnico-administrativo recebeu 12.577 pedidos de isenção da taxa de inscrição. As taxas variam de acordo com o nível de capacitação dos cargos: nível C R$100,00 (cem reais), nível D R$130,00 (cento e trinta reais) e nível E R$150,00 (cento e cinquenta reais).

Clique aqui para acessar a lista com o resultado de deferidos do Edital 147/2018.

Clique aqui para acessar a lista com o resultado de indeferidos do Edital 147/2018.

Clique aqui para acessar a lista com o resultado de deferidos do Edital 149/2018.

Clique aqui para acessar a lista com o resultado de indeferidos do Edital 149/2018.

Para consultar o motivo dos indeferimentos do resultado do pedido de isenção, o candidato precisa entrar no ambiente de inscrição com sua senha.

Quem teve seu pedido de isenção deferido terá sua inscrição efetivada automaticamente, não havendo necessidade de outro procedimento. Os candidatos cujos pedidos de isenção tenham sido indeferidos, ainda podem participar do concurso. Para isto devem gerar no site da Compec o boleto para pagamento da inscrição até a data limite de 25 de fevereiro. A lista dos candidatos inscritos será divulgada na data provável de 12 de março.

Para quem se inscreveu no edital 148/2018 para Docente e solicitou isenção da taxa, o resultado de quem teve o pedido deferido ou indeferido será conhecido no dia 01 de março.

 

Assessoria de Imprensa do IFPB

porpjbarreto

Procuradora diz que jovens atletas são tratados como “commodities”

Rede pró-infância e juventude critica mercantilização de base

O ex-zagueiro Denis Ricardo, estreante no América Futebol Clube (MG) e hoje“intermediário cadastrado” pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para recrutar novos talentos, diz que após o incêndio que matou dez adolescentes no centro de treinamento (CT) do Flamengo, a fiscalização dos clubes e da estrutura dedicada aos jovens iniciantes deverá ficar mais severa e minuciosa.

Ele jogou por mais de 20 anos em times do Brasil e do exterior, de primeira e segunda divisões, e relata que já dormiu “embaixo de arquibancadas dos estádios”.

Denis, que havia estado no CT do Flamengo dias antes da tragédia, acredita que nos últimos anos houve “uma evolução grande” no cuidado de jovens atletas pelos clubes, “mas ainda está longe de um padrão mínimo de qualidade”, conforme já viu em CT de clubes estrangeiros como o Arsenal (Inglaterra) e Roma (Itália). Para ele, as agremiações no Brasil “deveriam investir mais na infraestrutura”.

Em parte, o ex-jogador credita a evolução parcial dos clubes à atuação do Ministério Público que proibiu, por exemplo, o recrutamento de adolescentes menores de 14 anos. Ele considera, no entanto, que é preciso fazer mais. O respeito à idade mínima foi um dos pontos mais defendidos por uma rede de pró-infância e juventude ouvida pela Agência Brasil.

Pepita

Para alguns dos entrevistados, as divisões de base do futebol brasileiro desrespeitam direitos e funcionam como garimpo.  “Um garimpo cujo único objetivo é encontrar a pepita de ouro, e não importa a destruição que causou para encontrar”, disse a procuradora Cristiane Maria Sbalqueiro, do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Segundo ela, periodicamente, olheiros, empresários e clubes fazem milhares de garotos passarem pela peneira de testes até encontrar algum raro talento quase pronto. O esforço não existe, no entanto, para formar novos atletas.

“Qual a estratégia para encontrar essas pessoas? No Brasil, a estratégia é de garimpo para exportação. Os nossos atletas são commodities [como ouro, café ou boi gordo]. Isso revela nossa cultura”, compara a procuradora, que trabalha há mais de uma década fiscalizando o cumprimento da lei em clubes de formação no Paraná e em outros estados.

Conforme Cristiane, “a gente se conforma em ser um país exportador” e mandar os jovens talentos para o exterior. O sonho de clubes e atletas é um contrato com clube da Europa, como aconteceu com Vinicius Jr. (ex-Flamengo, hoje no Real Madrid), negociado antes de ter 18 anos.

Transferências

Além do dinheiro da venda do passe dos jogadores no começo de carreira, os clubes formadores têm o direito de receber parte da quantia da venda em transferências posteriores – como ocorreu no Vasco da Gama, que recebeu 2,5% da transação milionária de transferência de Philippe Coutinho entre Liverpool e Barcelona (160 milhões de euros, segundo a imprensa desportiva).

Isa Oliveira, secretária executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil (FNPETI), tem a mesma opinião sobre a mercantilização das divisões de base e a despreocupação com o trabalho de formação dos novos atletas.

“O Brasil não investe, não assegura à população infantojuvenil o direito à prática desportiva”, afirmou Isa. Para ela, o resultado é que “o adolescente fica numa situação de extrema desproteção, com risco iminente de ter seus direitos violados”.

A secretária alerta para o risco de frustração dos jovens e para a falta de cultura protetiva entre os clubes e as pessoas que recrutam novos jogadores. “Há os chamados empresários, ou aliciadores, que são agentes que atuam vendendo ilusão”, afirmou.

“Com tanta injustiça social, com tanta disparidade, se vende para as famílias de baixa renda e de poucas oportunidades e para os adolescentes a garantia de que aquele sonho vai acontecer”.

Fundação Criança

O advogado Ariel de Castro Alves, presidente da Fundação Criança de São Bernardo do Campo (SP), também relaciona a ilusão dos jogadores e o descumprimento de obrigações legais pelos clubes. “Depositam tudo naquele sonho e acabam abrindo mão de direitos. Muitos desses casos podem configurar situações cruéis, desumanas, degradantes e até de maus-tratos”.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Bolsonaro sofre 4 duros golpes em um único dia. Hoje ele tenta sair da lona

Bolsonaro sofre 4 duros golpes em um único dia. Hoje ele tenta sair da lona

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), acordou com o pé esquerdo nesta terça (18). Em poucas horas, foi golpeado quatro vezes. Aos fatos:

1 – No começo da tarde, a revista Veja divulgou conversas de WhattsApp entre Bolsonaro e Gustavo Bebianno, demitido do posto de secretário-geral da Presidência. Os 12 áudios revelam uma escalada de tensão entre o presidente e o ex-ministro no caso dos laranjas do PSL.  Em entrevista à rádio Jovem Pan, Bebianno completou o entrevero: “Fui demitido por Carlos Bolsonaro”, referindo-se ao filho do presidente que o chamou de mentiroso.

2 – Na primeira derrota do governo no Congresso, a Câmara dos Deputados derrubou o decreto do vice-presidente, Hamilton Mourão, que alterou as regras da Lei de Acesso à Informação (nº 12.527/2011) – aquele que permitia a assessores classificassem dados do governo como secretos ou ultrassecretos.

3 – No STF, Bolsonaro também perdeu. O ministro Marco Aurélio Mello manteve a condenação do presidente a pagar R$ 10 mil à deputada Maria do Rosário (PT-RS) por danos morais.

4 – Se o presidente foi condenado, o opositor Jean Wyllys (PSOL-RJ) foi inocentado por injúria, calúnia e difamação. Quando eram deputados, o ex-colega de Câmara acusou Bolsonaro de lavagem de dinheiro e o chamou, em uma entrevista, de “burro”, “fascista”, “desonesto”, entre outros adjetivos pesados.

E as prioridades?

Outro ponto que pode obrigar Bolsonaro a se movimentar ‘no ringue’ é o fato de que os cargos do 3º escalão viraram moeda de troca para aprovar a Previdência e o pacote anticrime, como conta nossa correspondente Jéssica Sant’Anna. Contudo, a oportunidade para o presidente erguer a cabeça e tocar o barco é nesta quarta-feira (20). A Jéssica também conta como o presidente vai entrar em campo para buscar apoio à reforma da Previdência.

Uma das maneiras é entregar pessoalmente a proposta de reforma da Previdência ao presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Nosso editor Fernando Jasper abriu uma boa questão: Será que Bolsonaro vai mexer no maior vespeiro da Previdência? Logo, logo teremos a resposta, mas a Bolsa está otimista e fechou em alta.

Se por um lado Bolsonaro saiu arranhado na terça (19), o ministro da Justiça, Sergio Moro, bem que tentou sair por cima. Ele seguiu a estratégia do chefe do executivo e entregou pessoalmente o projeto de lei anticrime a Maia. De Brasília, Kelli Kadanus conta essa história e mostra ainda que o único problema é que, na mesa de negociações, Moro teve que fatiar o projeto ao apresentar a criminalização do caixa 2 de forma separada.

Para combater o crime, contudo, tem gente querendo verba – e não tem nada de errado com isso. São os estados que se unem à Bancada da Bala em busca de dinheiro para segurança pública. A Kelli acompanhou de perto.

E mesmo sem Moro, o pessoal da Lava Jato segue firme no combate à corrupção. A operação  driblou Gilmar Mendes ao levar Paulo Preto para Curitiba e, após ser alvo de uma nova fase da Operação, o ex-chanceler e ex-senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB) pediu demissão da presidência da Investe SP.
Em outra frente da Polícia Federal, pior para o presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, preso pela manhã. A suspeita é que o Sistema S, ligado à CNI, celebrou contratos de R$ 400 milhões com empresas de fachada. O martírio na cadeia durou poucas horas: no fim da tarde, Andrade foi solto.

Demissões em massa?

Notícia ruim mesmo tiveram os trabalhadores da Ford. A empresa anunciou que irá fechar a fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. No setor aéreo, novo revés para a Avianca, que está recuperação judicial. A Anac exigiu que a empresa devolva aeronaves. E a Embraer também cambaleou: Associação Brasileira de Investidores, a Abradin acusa executivos de induzirem investidor a erro.

Por outro lado, a Honda vai investir R$ 500 milhões em Manaus. Porém, a ideia é modernizar a fabrica e não deve gerar novos empregos. Vagas mesmo foram abertas no Canadá: a província de Québec está intensificando a busca por talentos brasileiros. Esta Gazeta explica como participar: são 400 empregos abertos.

Ativismo judicial em alta 

Se as prioridades do Governo neste início de ano no Congresso fogem às pautas de costumes, o Supremo vem tomando essa frente. Na mesma semana em que o STF iniciou o julgamento sobre a possível criminalização da homofobia, a Associação dos Magistrados Brasileiros publicou uma pesquisa que mostra que os juízes consideram legítimo agir como legisladores. Em editorial, esta Gazeta se posiciona sobre o tema:

” Quando um juiz, desembargador ou ministro de tribunal superior força suas próprias convicções sobre a sociedade a despeito da existência dos outros poderes, a despeito que dizem as leis elaboradas por representantes do povo, a despeito do que a sociedade deseja, ele está agindo menos como um juiz e mais como um déspota esclarecido.”

De olho no caso do jogador Daniel

Justiça também é o tema do momento no Paraná. O segundo dia de audiência sobre o assassinato de Daniel foi marcado pelos depoimentos dos familiares do atleta. A mãe do jogador ficou frente a frente com os Brittes, réus confessos. Por lá, advogados trocaram farpas. Nossa equipe de jornalistas Durval Ramos, Gustavo Ribeiro e Cecília Tümler mostram os detalhes.

Voltando à Brasília, os  deputados federais do Paraná elegeram o coordenador da bancada na Câmara. Apesar dos discursos de renovação, quem ficou no cargo foi um velho conhecido. O correspondente João Frey conta como foi essa eleição.

O estado também discute o fim da taxa antidumping cobrada do leite em pó vindo da Europa. O debate que tomou conta do agronegócio não tem consenso e o Paraná foi a Brasília cobrar que o governo federal volte a proteger os produtores. Como? Cobrando uma taxa de importação ainda maior. Alex Silveira conta essa história.

Já o governador do estado, Ratinho Júnior, está enfrentando críticas de ambientalistas. O presidente da ONG Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS), Clóvis Borges, criticou a decisão de tirar o poder de licenciamento ambiental do Colit – Conselho de Desenvolvimento Territorial do Litoral Paranaense. Segundo ele, a medida silencia a discussão ambiental no Litoral. Entenda melhor essa confusão na matéria de Giulia Fontes.

Do Paraná para o mundo

A Espanha acaba de ganhar sua primeira casa de vidro flutuante. O intuito é ampliar a experiência turística no Mediterrâneo. O projeto é de baixo impacto ambiental e se destaca por diversas soluções tecnológicas.

Perto dali, a França e a Bélgica enfrentam uma decisão difícil. Qual é a responsabilidade desses países em relação à segurança das crianças filhas de cidadãos europeus radicalizados que fugiram para os territórios do Estado Islâmico? Enquanto os tribunais se preparam para decidir se crianças de até seis anos serão repatriadas, o debate se intensifica.

Por bandas sul-americanas, o governo brasileiro anunciou que montará uma força-tarefa em Roraima para a entrega de ajuda humanitária à Venezuela. Alimentos e medicamentos enviados pelos Estados Unidos devem aliviar a escassez de bens básicos que causa desnutrição e doenças no país.

Recomendações de nossos jornalistas

Hora de colocar o pé no freio com leituras que podem melhorar sua qualidade de vida. Confira as recomendações de jornalistas da Gazeta do Povo:

Boas leituras e um ótimo dia!

 

Fonte: Gazeta do Povo

porpjbarreto

Considerado um dos maiores e mais bem feitos no mundo, musical inspirado em Michael Jackson chega João Pessoa

Estrelado por Rodrigo Teaser, show em homenagem ao Rei do Pop é considerado o maior tributo da América Latina e acontece no dia 30 de março, no Pedra do Reino

Considerado um dos maiores shows do mundo, o “Tributo ao Rei do Pop” chega a João Pessoa para uma noite inesquecível. Reconhecido como o melhor intérprete de Michael Jackson e o único artista brasileiro a ter o nome divulgado no site oficial do cantor, Rodrigo Teaser sobe ao palco do Teatro A Pedra do Reino, no Centro de Convenções, no dia 30 de março, às 20h30. A apresentação conta com coreografias, arranjos e figurinos, e é o único show da America Latina que segue o padrão e aval de Lavelle Smith, coreógrafo que acompanhou Michael Jackson por mais de 20 anos. A produção local é da Coisa Boa Produções.

O tributo traz clássicos emocionantes para o público, como “Billie Jean”, “Thriller”, “Beat it”, “Smooth Criminal” e “Black or White” interpretados pelo compositor, cantor e dançarino Rodrigo Teaser, um dos responsáveis por manter o rei do pop vivo no coração dos fãs. Cover reconhecido pela Sony Music, o artista foi convidado em 2003 para representar a América Latina no show ‘30th Years of Magic’, em homenagem ao Rei do Pop, em Nova Iorque em que o cantor esteve presente.

Com o espetáculo, o artista se apresentou em programas de TV, especiais no Multishow e levou o maior show do mundo em homenagem ao Rei, para o México, em 2017 e CHILE, em 2018. Além disso, Rodrigo foi o único artista a se apresentar por duas vezes na edição do Rock in Rio de 2017. Ivete Sangalo, Seu Jorge, Claudia Leite, são alguns dos artistas consagrados que já dividiram o palco com Rodrigo em homenagem a Michael.

Ingressos – Os ingressos estão sendo vendido na bilheteriadigital.com.br. Plateia A (Inteira) R$100, Plateia A (Social) R$80, Plateia A (Meia) R$50, Plateia B (Inteira) R$80, Plateia B (Social) R$65, Plateia B (Meia) R$40.

Sobre Rodrigo Teaser

Começou a imitar Michael Jackson aos 9 anos de idade em programas de TV infantis como Angélica, Mara Maravilha e outros. Cresceu aperfeiçoando seu trabalho, tornando-se um dos mais respeitados profissionais do ramo.

Tendo em seu histórico várias aparições em TV e shows por todo Brasil e exterior. Cover reconhecido pela Sony Music, foi convidado em 2003 para representar a América Latina no show 30th Years of Magic, em homenagem a Michael Jackson, em Nova Iorque onde o próprio esteve presente.

Pela qualidade de seu trabalho Rodrigo Teaser pôde participar de grandes shows e eventos, até mesmo dividindo o palco com artistas como: Seu Jorge, Ivete Sangalo, Claudia Leite, Vanessa Jackson e outros. Participou de campanhas publicitárias para grandes marcas tanto para TV como para mídia impressa. Único artista brasileiro a ter o nome divulgado no site oficial do cantor. Recentemente teve seu show transmitido AO VIVO pelo canal Multishow, sendo o assunto mais comentado no Twitter nacional e o segundo no Twitter mundial.

Tributo ao Rei do Pop – com Rodrigo Teaser

Data: 30 de março

Horário: 20h30

Local: Teatro A Pedra do Reino – Centro de Convenções de João Pessoa

Ingressos: Plateia A (Inteira) R$100, Plateia A (Social) R$80, Plateia A (Meia) R$50, Plateia B (Inteira) R$80, Plateia B (Social) R$65, Plateia B (Meia) R$40. Produção: Coisa Boa Produções.

Assessoria de Imprensa

porpjbarreto

Música: Dia do Esportista

Seja como praticante ou torcedor, estamos todos envolvidos com o esporte

O esporte faz parte da vida de todas as pessoas. Existem registros de prática esportiva em pinturas de três mil anos antes de Cristo. Na época, eram eventos ritualísticos, que acabaram se consolidando em 776 A.C., como as Olimpíadas. Desde o final do século XIX as Olimpíadas são uma realidade de quatro em quatro anos. Seja como praticante ou torcedor, estamos todos envolvidos com o esporte. Se você é sedentário pratique esporte.

 

A Música do Dia é “Estrelar“, de Marcos Valle.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência do Rádio
porpjbarreto

Música: Hoje é a primeira segunda-feira sem horário de verão

O horário de verão foi adotado pela primeira vez em 1931. A Música do Dia é “Nascente”, de Beto Guedes

Você acordou mais tarde, ou acordou se sentindo melhor? O horário de verão foi adotado pela primeira vez em 1931, mas passou a ser adotado constantemente a partir de 1985. A abrangência era nacional, mas foi reduzida, até que, em 2003, passou ao formato atual: atinge Centro-Oeste, Sudeste e Sul, com a Bahia aderindo eventualmente.

Desde 2012 está fora. Talvez tenhamos passado pelo ultimo horário de verão, pois desde o ano passado reforçou-se a discussão sobre a necessidade do horário de verão diante da mudança dos hábitos dos brasileiros e do horário da indústria.

 

A Música do Dia é “Nascente“, de Beto Guedes.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara
porpjbarreto

Música: Bicentenário da morte de Joaquim Silvério dos Reis

O coronel-comandante do Regimento de Cavalaria Auxiliar de Borda do Campo foi o principal delator da Inconfidência Mineira

Em 1819 morreu Joaquim Silvério dos Reis, o principal delator da Inconfidência Mineira. Ele era coronel-comandante do Regimento de Cavalaria Auxiliar de Borda do Campo. Também era fazendeiro e tinha minas de ouro, atividade rica em Minas Gerais.

Portugal passou a exigir altas taxas dos mineradores, entre as quais o quinto, ou seja, um quinto do total do ouro extraído das minas. O ouro taxado passou a receber um carimbo, o que permitia sua circulação. Um grupo de pessoas, como Claudio Manuel da Costa, Tomás Antonio Gonzaga, Alvarenga Peixoto e Joaquim José da Silva Xavier, mobilizou-se para a revolta. Joaquim Silvério dos Reis, informado sobre a revolta incipiente, escreveu uma carta ao governador de Minas Gerais, Visconde Barbacena, em que alertava a colonia sobre o movimento em Vila Rica, hoje Ouro Preto.

Em troca, ele cobrou ouro, perdão das dívidas, nomeação para o cargo de tesoureiro das Minas, Goiás e Rio de Janeiro, pediu mansão e pensão vitalícia.

 

A Música do Dia é “Dupla Traição“, do Djavan.

Produção e apresentação – Luiz Cláudio Canuto
Agência Rádio Câmara