O que você precisa saber sobre a versão híbrida do Corolla

porpjbarreto

O que você precisa saber sobre a versão híbrida do Corolla

O Corolla Altis Hybrid é a grande aposta da Toyota para popularizar o sistema híbrido no Brasil.

O sedã é o primeiro híbrido produzido no Brasil e o híbrido mais barato do mercado brasileiro, mas será que vale a pena adquirir essa versão híbrida do Corolla?

Design

Na parte exterior, o Corolla também teve várias mudanças, mesmo que a Toyota relate que o modelo mantém o mesmo design do seu antecessor. É percebível, uma geração bem diferente do que já vista anteriormente. Sua dianteira, chama a atenção devido a enorme entrada de ar central que preenche o para-choque, o que lhe deu mais esportividade. A grade dianteira adentra e conecta os faróis com frisos cromatizados, e o escudo possui um contorno na cor azul, assim como nos outros híbridos da Toyota. Outro ponto em que a nova geração remete a versão anterior são as laterais com balanços amplos e sua traseira é uma das partes mais sofisticadas do design, com ela, o novo Corolla chega mais perto do Camry. O destaque está na barra cromada que divide a tampa e une as lanternas traseiras,  com LED que também são utilizadas na versão Altis. Ao mesmo tempo que o Corolla se aprimorou, a Toyota decidiu preservar sua robustez. O freio de estacionamento continua sendo por meio de uma alavanca e não há saídas de ventilação e nem entradas USB extras para os assentos traseiros. Outro detalhe que não agradou muito, foram os apoios de cabeça integrados ao encosto no banco traseiro. Por outro lado, a Toyota reforçou a segurança com o que possui de mais moderno. As versões mais baratas continuam vindo de fábrica com controles eletrônicos de estabilidade e de tração, Isofix para assentos infantis, freio ABS com EBD e 7 airbags, incluindo o de joelhos para o motorista.

Nova plataforma

A nova geração do Corolla foi totalmente reestilizada e foi produzida sobre a plataforma modular GA-C, dentro do conceito Toyota, servindo também ao Camry, Prius e ao novíssimo RAV4. A Toyota investiu bilhões para produzir a versão híbrida na fábrica de São Paulo. Outra mudança foi feita no centro de gravidade, que baixou 1 cm com a redução de 3 cm em sua altura e com a modularidade da plataforma que permitiu elevar em 4 mm a altura sobre solo. Com o chassi mais resistente, a Toyota fez alguns ajustes, um deles foi no esquema da suspensão traseira independente. Em relação às medidas, a nova plataforma deixou a versão híbrida com as mesmas medidas do Corolla comum. Sendo 4,65 m de comprimento, 1,79 m de largura; 1,46 m de altura e manteve os mesmos 2,70 m de distância entre-eixos.  O bagageiro manteve os 470L da geração anterior. Já o tanque possui 50 L para as configurações a combustível e 43L para a híbrida.

Garantia

Se já não bastassem as milhares de novidades que a versão híbrida traz, a Toyota ainda anunciou que o conjunto híbrido possui garantia de 8 anos. São números que fortalecer a confiança no produto e devem auxiliar o novo Corolla a manter sua superioridade na categoria. Já as versões a combustível foram de 3 anos para 5.

A Toyota tem como intenção vender aproximadamente mil unidades do Corolla híbrido mensalmente.

Preços

A oferta de veículos híbridos no Brasil ainda é mínima. Visando que, atualmente existem vários carros importados e com valores altos no mercado. Esta é uma das vantagens com a chegada do Corolla híbrido, que custa R$ 126 mil e é o híbrido mais acessível do mercado nacional junto ao Toyota Prius sendo primeiro modelo híbrido produzido mundialmente e o segundo mais barato no Brasil saindo por R$ 129 mil. A partir desses modelos são vendidos híbridos acima de R$ 150 mil.

Motor

Chegou o momento de apresentar um ponto negativo, caso você opte pela configuração híbrida no seu Corolla. O Corolla híbrido possui três motores em seu cofre frontal, dois elétricos e um 1.8 flex aspirado termodinâmico. Obtendo 101 cvs de potência e 14,6 kgfm de torque, enquanto os elétricos produzem 73 cvs e 16,7 kgfm. No entanto, a Toyota não revelou potência e torque combinados. Sabe-se que o câmbio é CVT, mas não utiliza polias e correias. Já na versão convencional com motor 2.0, desenvolve 177 cvs de potência a etanol e 167 cvs a gasolina a 6.000 rpm, e torque máximo de 21,5 kgfm chegando a 4.400 rotações com os dois tipos de combustíveis.

Itens de série

Entre os itens de série, o Corolla híbrido possui seis airbags, câmera de ré, controle de cruzeiro adaptável, farol alto automático, assistente de permanência em faixa a qual faz leves ajustes ao volante, frenagem automática emergencial com alerta de colisão, controle de tração e estabilidade. O pacote opcional Premium custa R$ 6 mil, e inclui ar-condicionado automático com duas zonas, retrovisores externos eletrorretráteis, lanternas traseiras em LED, teto solar elétrico e limpador do para-brisas com sensor de chuva. Comparando-as com as versões Altis, a versão vem somente com combustão e inclui todos os itens do pacote Premium de série.

Consumo

A grande vantagem do Corolla está no consumo. Com o sistema híbrido em atividade, o resultado é surpreendente. Segundo a Toyota, o carro híbrido desempenha mais de 50% do tempo em modo elétrico em vias urbanas, sendo o suficiente para marcar 16,8 km/l à etanol. Desempenho superior comparado a qualquer um dos seus concorrentes diretos. Na estrada, o Corolla híbrido faz aproximadamente 12,8 km/l. Em relação ao consumo, a versão comum do Corolla marca aproximadamente 7,4 km/l na cidade e 11,7 km/l na estrada. A diferença é enorme, sabendo que a média de consumo da versão híbrida chega a 14,8 km/l e a do Corolla XEI é 10,0 km/l.

Mas será que vale adquirir a versão híbrida do Corolla?

Sim, principalmente se consumo de combustível é o que mais importa para você. O novo Corolla vem com design mais contemporâneo, bastante tecnológico, além de ser bastante econômico e possuir uma garantia de 8 anos. Os pontos negativos ficam no seu desempenho, sendo o pior do que a versão 2.0, e devido a ausência de itens de série, como teto solar e ar condicionado de duas zonas.

Gostou deste artigo? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas saibam sobre a versão híbrida do Corolla!

 

Fonte: Assessoria Toyota

 

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta