Projeto de Renan Maracajá é aprovado e pessoas do grupo de risco poderão receber medicamentos em casa

porpjbarreto

Projeto de Renan Maracajá é aprovado e pessoas do grupo de risco poderão receber medicamentos em casa

Pessoas consideradas do grupo de risco pela infecção do Coronavírus e que recebem medicamentos através da Secretaria Municipal de Saúde de Campina Grande, têm a possibilidade de agora receber seus medicamentos em suas residências, graças ao Projeto de Lei Nº 108/2020 de autoria do vereador Renan Maracajá, que foi aprovado em sessão remota da Câmara Municipal na tarde desta quarta-feira, dia 29 de julho.

A proposta é para que o poder executivo elabore um plano de ação temporário para a entrega domiciliar regular de remédios para pessoas portadoras de doenças crônicas que recebem medicamentos através da Secretaria Municipal de Saúde, evitando assim, o deslocamento dessas pessoas à secretaria e consequentemente diminuindo a possibilidade de infecção delas no trajeto e possíveis contatos com outras pessoas.

O projeto de lei tem como objetivo principal evitar a contaminação dos mais suscetíveis a desenvolver a forma mais grave da COVID-19, a exemplo dos Idosos, diabéticos, hipertensos, quem tem insuficiência renal crônica, quem tem doença respiratória crônica e quem tem doença cardiovascular.

Para o vereador Renan Maracajá, esta propositura se trata de mais uma medida necessária, uma vez que ao estabelecer a entrega domiciliar de medicamentos a pacientes do grupo de risco, assegurando o acesso ao direito fundamental à saúde da parcela mais vulnerável da população, através da oferta de medicamentos em suas residências, de forma a contribuir para o não agravamento dos casos da doença em nossa cidade.

 

Assessoria de Imprensa

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta