Ana Cláudia lamenta não votação de projeto do auxílio emergencial “Nosso São João” na sessão desta quinta da Câmara de Campina

porpjbarreto

Ana Cláudia lamenta não votação de projeto do auxílio emergencial “Nosso São João” na sessão desta quinta da Câmara de Campina

A pré-candidata à Prefeitura de Campina Grande Ana Cláudia Vital lamentou na tarde desta quinta-feira (25) que a Câmara Municipal não tenha votado o projeto, de autoria do vereador Galego do Leite (Podemos), que institui o auxílio emergencial denominado “Nosso São João”, para beneficiar diversas categorias de trabalhadores que dependiam da realização do Maior São João do Mundo e que, por conta do adiamento do evento, ficaram impossibilitados de desenvolver suas atividades nesta época junina.

A matéria estava pautada para a sessão desta quinta, mas não pôde ser votada por falta de quórum. A sessão foi aberta normalmente, com quórum suficiente para a votação, mas no decorrer dos debates alguns vereadores foram se ausentando e, no momento de colocar o projeto em pauta, não havia mais quórum e a matéria ficou prejudicada.

Ana reafirmou a importância do projeto e fez um apelo para que, na próxima sessão, a matéria seja pautada, votada e aprovada, considerando os diversos trabalhadores que estão esperançosos em receber o auxílio. Ana Cláudia e Galego do Leite participaram de diversas reuniões com vários segmentos envolvidos com o São João antes de elaborar a proposta e puderam constatar relatos de pessoas que estão extremamente necessitadas.

Fonte de Recursos – Segundo Ana Cláudia, os recursos para o auxílio “Nosso São João” virão das transferências federais específicas para ações relacionadas à pandemia, uma verba já direcionada às prefeituras para investimento única e exclusivamente para esse fim específico, não gerando despesa extra para o erário municipal.

“Seria uma forma de empregar bem os recursos que chegaram de transferências federais e, ao mesmo tempo, aliviar um pouco o sofrimento de tantos segmentos que atuam no nosso São João e que dependem deste período da festa para ter uma renda. Com o adiamento do São João, muitos tiveram suas expectativas frustradas e a Prefeitura, pagando o auxílio, estaria fazendo um grande bem a estas pessoas”, disse Ana Cláudia.

Ela lembrou ainda que o auxílio emergencial de R$ 600,00 pago pelo governo federal não chegou para todo mundo, inclusive muitas pessoas que até tem direito não receberam porque a solicitação ainda se encontra “em análise”.

Detalhes do Projeto – O projeto do vereador Galego do Leite prevê o pagamento do auxilio em três parcelas de R$ 600 a comerciantes e trabalhadores já cadastrados em anos anteriores e que atuam no Maior São João do Mundo.

A proposta beneficia comerciantes fixos e ambulantes; costureiras que trabalham para as quadrilhas juninas; agentes de limpeza contratados; catadores de recicláveis autônomos; músicos de trios de forró, técnicos e eletrotécnicos que atuam na montagem do som, iluminação e palcos; artesãos; e vendedores de fogos de artifícios.

Segundo projeto do vereador Galego do Leite, para receber o auxílio os beneficiários deverão ter atuado na edição de 2019 do Maior São João do Mundo; demonstrar a condição de responsável financeiro familiar e não ter recebido auxilio emergencial estabelecido pelo Governo Federal através da Lei nº 13.982 de 2 de abril de 2020.

Assessoria de Imprensa

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta