‘Não se chega querendo mandar, mas agregando’, diz João sobre Cidadania

porpjbarreto

‘Não se chega querendo mandar, mas agregando’, diz João sobre Cidadania

“Não se chega querendo comandar, se chega agregando, construindo”. O recado é do governador João Azevêdo ao tratar do comando do seu novo partido, o Cidadania. A legenda é presidida na Paraíba pelo seu chefe de gabinete, o secretário Ronaldo Guerra.

João Azevêdo afirmou que não impôs condição para ingressar no Cidadania e frisou que a decisão mais importante será a de ter uma participação significativa nas eleições municipais deste ano.

“Não impus condição nenhuma para entrar no partido. Não é assim que se chega na casa dos outros. A gente chega na casa dos outros sendo bem recebido como fui muito bem recebido. A conquista de espaço depende do trabalho de cada um. Não se chega querendo comandar, se chega agregando, construindo. A decisão mais importante é termos uma participação significativa dentro das eleições dos prefeitos”, disse.

Azevêdo ainda destacou que a partir deste segunda-feira (3) começará a tratar sobre a expansão do Cidadania nos municípios do estado. Segundo o gestor, uma eventual candidatura do partido em João Pessoa ainda será discutida.

“A partir de segunda-feira vamos discutir os aspectos políticos, município por município. Logo, logo iremos dizer se vamos participar com candidato próprio [em João Pessoa] ou através de coligações que será muito natural em função do leque de partidos aliados no nosso governo”, declarou.

 

 

Por Maurílio Júnior – MaisPB

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta