Arquivo mensal janeiro 2020

porpjbarreto

Bagaço de cana pode substituir petróleo na fabricação de plásticos

Composto é pesquisado no Instituto de Química de São Carlos

A Universidade de São Paulo (USP) desenvolveu um composto derivado do bagaço de cana que pode substituir o petróleo na fabricação de plásticos. A pesquisa é do professor do Instituto de Química de São Carlos Antonio Burtoloso. “A gente construiu uma molécula interessante, que é um poliol, que são muito utilizados para fazer alguns tipos de plásticos”, explicou o pesquisador.

A substância é, segundo Burtoloso, semelhante a usada para elaborar plásticos como os usados em painel de carro ou alguns tipos de espuma dura. Para testar as possibilidades de uso prático, no entanto, o pesquisador está buscando parcerias com a indústria. “É um trabalho que está bem no início, eu estou tentando firmar parcerias para a construção desse tipo de material”, disse.

Professor do Instituto de Química de São Carlos Antonio Burtoloso pesquisa derivado do bagaço de cana para produção de plásticos – Henrique Fontes/IQSC.

O trabalho busca alternativas ao petróleo na fabricação desse tipo de material. “Ao invés da gente construir moléculas de fontes de carbono, que não são renováveis, como é o caso hoje em dia, em que quase 100% vem do petróleo, o que agente fez foi usar outra fonte de carbono, que é a biomassa”, resume sobre os objetivos da pesquisa. Os resultados foram publicados na revista científica britânica Green Chemistry.

A matéria-prima investigada no estudo existe em abundância no país. Segundo pesquisa divulgada em 2017 pelo Instituto de Economia Agrícola citada pelo professor, o Brasil gerou cerca de 166 milhões de toneladas de bagaço de cana-de-açúcar na safra 2015/16.

É necessário ainda um grande período de desenvolvimento para que a molécula possa chegar ao mercado na forma de materiais acabados. “Eu não veria algo desse tipo virar um produto para o consumidor antes de cinco anos”, estima Burtoloso.

Apenas após os testes industriais será possível determinar os custos para a produção em escala de materiais derivados da nova molécula ou o tempo para que esses itens se decomporem quando descartados. “Uma vez demonstrado que esse material é interessante como substituto dos plásticos atuais, teria que ser feito todo o estudo de degradação”, explica o pesquisador sobre as etapas do trabalho.

 

Agência Brasil

porpjbarreto

Compadre Washington e Beto Jamaica falam sobre expectativa para o Vermelho e Branco

Prévia carnavalesca do tradicional baile do Clube Cabo Branco marca os 25 anos do grupo

O baile Vermelho e Branco não está causando expectativa apenas nos fãs da banda É o Tchan, mas nos seus integrantes, Compadre Washington e Beto Jamaica. O evento pré-carnavalesco do Esporte Clube Cabo Branco (ECCB) será a 40ª edição do tradicional baile – e também marcará as comemorações pelos 25 anos de história do grupo baiano. A dupla celebração não assusta o grupo, pelo contrário: “Será uma prévia de Carnaval, mas vamos transformar o palco do clube em um trio elétrico. Se preparem!”, provoca Compadre Washington. A festa, que acontece no dia 8 de fevereiro, também contará com shows de Ramon Schnayder, Orquestra Beleza Pura e DJ Cris L.

“Estamos com saudades do nosso público de João Pessoa e na expectativa para esse reencontro. É um evento tradicional na Paraíba, né?”, pergunta Beto Jamaica. Sim, tradicional e conhecido em todo o estado. O primeiro baile aconteceu em 1953. Várias edições depois, e com as profundas mudanças na forma de festejar o reinado de Momo, o clube passou alguns anos sem realizá-lo – mas voltou ao circuito em 2014 e, desde então, não parou mais. “Será uma honra participar desse baile. Nossa trajetória, tão linda e consagrada, só nos incentiva a continuar levando a música baiana para todos os lugares”, diz o Compadre.

O repertório, segundo Beto Jamaica, contará com todos os grandes sucessos da banda. “Não temos um repertório fixo para os shows. Depende muito do tipo do formato da apresentação, local, região… Mas há músicas que não podem faltar nas apresentações”, explica. Sucessos como “Segura o tchan”, “Dança do bumbum”, “A dança do ventre” e “Cordinha”, por exemplo, são obrigatórias. “É muito gratificante quando vamos aos shows e as pessoas pedem uma música que marcou um momento especial na vida delas”, acrescenta Compadre Washington.

O baile Vermelho e Branco é uma parceria do Clube Cabo Branco com a Colônia Produções. Os ingressos estão sendo vendidos online e em lojas físicas (ver serviço, abaixo).

Serviço

Baile Vermelho e Branco – com É o Tchan, Ramon Schnayder, Orquestra Beleza Pura e DJ Cris L

Local: Esporte Clube Cabo Branco

Dia: 08/02/2020

Horário: a partir das 19h

Valores do 2º Lote:⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Mesas (4 pessoas):

  • R$ 429,00
  • R$ 418,00 (sócios)

Ingresso individual:

  • Inteira: R$ 120,00
  • Meia: R$ 60,00
  • Ingresso social: R$ 70,00 (+ dois quilos de alimentos + seguir os perfis @coloniaproducoes e @clubecabobranco no Instagram)

Vendas:

Loja Constance Calçados (MAG Shopping, térreo), secretaria do clube (das 9h às 18h, durante a semana,  das 9h às 16h, no sábado) e site ingressonacional.com.br ⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Realização: @clubecabobranco e @coloniaproducoes ⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Mais Informações: (83) 3031-5948 e 9.9996-2182

 

Assessoria 

porpjbarreto

Ministério Público da Paraíba investiga ‘rachadinha’ em auxílios sociais, em Sossego

A Promotoria de Justiça de Cuité instaurou um inquérito civil público para averiguar a existência de esquema de ‘rachadinha’ em auxílios sociais pagos pela Prefeitura de Sossego e apurar notícia de fato de que pessoas de baixa renda estão sendo obrigadas a prestar serviços gerais em órgãos do município, em troca dos benefícios.

Conforme explicou o promotor de Justiça Dennys Carneiro Rocha dos Santos, a promotoria recebeu informações anônimas de que esses fatos estariam acontecendo e de que beneficiários de auxílios sociais da Prefeitura estariam prestando serviços gerais no Conselho Tutelar de Sossego, em escolas do município e também no Centro de Referência em Assistência Social (CRAS). A denúncia diz ainda que os beneficiários eram obrigados a trabalhar por 30 dias para ganhar o auxílio social que, após ser repartido com outras duas ou três pessoas, não ultrapassava R$ 300,00.

O fato levou a Promotoria a notificar a Prefeitura para que enviasse a lista de todos os beneficiários do serviço social que recebem valores do Município, bem como todos os nomes dos funcionários que prestam serviços sem ser concursado ou comissionado. O Conselho Tutelar de Sossego também foi notificado para informar os dados das pessoas que prestam serviços gerais na unidade.

 

Assessoria – MPPB

porpjbarreto

Paraíba: Servidores estaduais recebem salários com reajuste de 5% a partir desta quinta-feira (30)

O pagamento dos servidores estaduais referente ao mês de janeiro começa nesta quinta-feira (30), quando recebem aposentados e pensionistas, e segue na sexta-feira (31), com o pagamento dos servidores da ativa. O pagamento do funcionalismo inclui o reajuste linear de 5% para todas as categorias, inclusive aposentados e pensionistas; e também o aumento de 12,84% para o magistério.

Uma Medida Provisória publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (29) confirma o reajuste autorizado pelo governador João Azevêdo. De acordo com a MP, fica reajustado, a partir de 1º de janeiro de 2020, em 5% o vencimento dos servidores públicos estaduais estatutários, ocupantes de cargos ou empregos públicos de provimento efetivo, ativos, inativos e pensionistas, bem como dos estáveis por força do disposto no art. 19 do Ato das Disposições Constitucionais Transitórias da Constituição Federal, e o soldo do servidor militar estadual.

A Paraíba é o estado do país que concedeu o maior reajuste salarial aos servidores públicos em comparação com os demais estados do país, de acordo com dados do Conselho dos Secretários de Planejamento e da Gestão Estratégica das Finanças (Gefin).

Calendário
30/01 – aposentados e pensionistas
31/01 – servidores da ativa

Secom

porpjbarreto

Cajazeiras: CRAS I conscientiza sobre o “Janeiro Branco” e aborda o uso excessivo da tecnologia

Na manhã da última terça-feira (28), o CRAS I – (Centro de Referência de Assistência Social) realizou o “Janeiro Branco” com o tema: “O Uso Excessivo da Tecnologia, Entenda como afeta a Saúde Mental”.

De acordo com a Psicóloga Vilma Oliveira que fala do uso da tecnologia diz que se faz necessário e é muito importante para o nosso dia a dia, vimos que principalmente os celulares e os tablets são os mais utilizados até porque pela facilidade de locomoção, o uso é realizado no shopping, no restaurante, em eventos familiares ou em casa, os aparelhos tecnológicos e a internet viraram parte do cotidiano e tem diminuído o contato pessoal. Se o excesso de uso é prejudicial à qualquer pessoa, para crianças e adolescentes os efeitos podem ser ainda mais nocivos e é preciso atenção dos pais e responsáveis para os limites e cuidados na hora de usar as tecnologias.

Explica a psicóloga, o ideal é que crianças de até dois anos não tenham contato com tecnologia. Após esse período, o uso deve ser ainda limitado a no máximo a duas horas por dia. Mas, na prática, em um mundo rodeado por celulares, tablets, computadores e TVs, os pequenos tem acesso cada vez mais cedo a este tipo de informação.

Os riscos e prejuízos são os mesmos tanto para crianças quanto para adolescentes. “Para a criança, isso pode trazer algumas alterações nas fases de desenvolvimento, porque ela não está preparada para receber a quantidade de estímulos que a tecnologia traz. Em crianças e adolescentes, isso pode diminuir a concentração, a memória e trazer repercussões para o desenvolvimento psicossocial, além do isolamento e sedentarismo”.

Para evitar esses problemas mais comuns e até casos mais graves como pedofilia, a orientação é sempre estar atento aos movimentos das crianças e adolescentes na internet e ter um relacionamento aberto e transparente com eles. “Com crianças pequenas deve haver um monitoramento direto tanto de tempo quanto de qualidade do que está sendo acessado, como os tipos de programas e conteúdos.

Depois dos 12 anos tem que haver uma supervisão e estabelecer vínculos de conexão com os filhos. Eles devem saber que estão sendo supervisionados e por isso é importante o vínculo entre pais e filhos para que tenham essa comunicação”, afirma à psicóloga.

Fonte: Sec. Desenvolvimento Humano

porpjbarreto

Coronavírus no Ceará: jovem com suspeita da doença está isolado em Sobral após voltar da China

O homem de 27 anos esteve a trabalho na China e voltou ao Brasil há 12 dias

O caso suspeito de coronavírus registrado no Ceará trata-se de um homem de 27 anos, atendido em hospital particular de Sobral, na Região Norte. Segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o jovem esteve a trabalho na China e retornou ao Brasil há 12 dias.

O paciente compareceu ao hospital depois de sentir sintomas similares aos de uma gripe. Ele foi medicado e está internado, em observação e em isolamento, com quadro clínico estável. A notificação do caso aconteceu nesta quarta-feira (29).

A Sesa lembra que não há nenhum caso de coronavírus confirmado no estado. No Brasil, há nove registros de suspeita de infecção pelo vírus. Além do Ceará, eles estão distribuídos em Minas Gerais (1), Rio de Janeiro (1), Santa Catarina (2), São Paulo (3) e Paraná (1), conforme repassado em coletiva de imprensa do Ministério da Saúde na tarde desta quarta-feira (29).

 

Diário do Nordeste 

porpjbarreto

Regina Duarte aceita convite de Bolsonaro e se torna secretária da Cultura

Atriz comunicou decisão em reunião com Bolsonaro no Palácio do Planalto

A atriz Regina Duarte confirmou nesta quarta-feira que irá assumir a Secretaria Especial da Cultura, após se reunir com o presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. O ministro do Turismo, Marcelo Alvaro Antonio, também participou do encontro. O convite foi feito por Bolsonaro no último dia 17, após Roberto Alvim ser demitido do cargo por ter copiado trechos de um discurso nazista. Regina desembarcou em Brasília por volta de 13h e seguiu para a Secretaria de Cultura.

– Sim – declarou Regina.

– Só que agora vão ocorrer os proclamas antes do casamento – complementou a atriz, sorrindo, na saída do Palácio do Planalto, por volta das 18h18.

Depois de deixar a reunião, Bolsonaro também afirmou que a nomeação está na “fase do proclamas”.

— Está na fase do proclamas. Está tudo certo, está caminhando. Ela está acertando umas questões pessoais dela — disse o presidente ao chegar no Palácio da Alvorada.

O proclamas é o documento emitido pelos cartórios quando os noivos dão entrada no casamento civil.

O presidente apresentou Regina aos ministros Paulo Guedes (Economia) e Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública), que estavam reunidos com ele antes.

Pouco após as 16h, a atriz chegou no Planalto para encontrar Bolsonaro e sacramentar a decisão. Na entrada, disse a jornalistas que iria “precisar” deles, mas evitou adiantar se aceitaria o convite. A atriz já havia visitado Brasília na semana passada, para conhecer a secretaria. Na ocasião, tanto ela quanto Bolsonaro disseram que estavam “noivando”.

Em nota, o ministro Marcelo Álvaro Antonio disse que a atriz é um reforço “do mais alto nível” ao governo e terá excelentes resultados no cargo.

“Trata-se de um reforço do mais alto nível para compor o time do governo federal. Turismo e Cultura são atividades com uma forte sinergia que mostram ao mundo o que o Brasil tem de melhor, além de terem um alto potencial de geração de emprego e renda em nosso país e é sob essa perspectiva que trabalharemos fortemente e tendo essa importante parceira em nossa equipe. Tenho certeza que ela será bem sucedida nesse novo desafio e que teremos excelentes resultados” – disse o ministro.

Na terça-feira, Bolsonaro havia dito que Regina tem o “conhecimento do que vai fazer no cargo”, mas ressaltou que ela precisará de pessoas “com gestão” ao seu lado, e garantiu que ela terá a liberdade de “trocar quem ela quiser” na secretaria.

Regina Duarte será a quarta titular da Cultura no governo Bolsonaro. Em agosto, o então secretário Henrique Pires deixou o cargo após polêmica envolvendo o cancelamento de um edital para TVs públicas que incluía séries com temática LGBT. Depois, o economista Ricardo Braga foi alçado ao cargo, mas acabou sendo indicado para chefiar uma secretaria do Ministério da Educação após cerca de dois meses, e foi substituído por Alvim.

O nome da atriz foi sugerido pelo próprio Bolsonaro em reunião com os ministros Jorge Oliveira (Secretaria Geral da Presidência), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) no momento da demissão de Alvim. O presidente perguntou aos aliados o que achavam de convidá-la e lembrou da atuação dela durante a campanha presidencial de 2018.

Defensora do governo, a atriz é amiga da primeira-dama Michelle Bolsonaro. Regina é uma das conselheiras do Pátria Voluntária, programa de Michelle para fomentar a prática do voluntariado no país.

 

O Globo

porpjbarreto

Abadás do Vumbora 2020 têm ponto físico de venda em Campina Grande

Loja Avatim do Partage Shopping é o local escolhido na capital da Borborema

O folião que mora em Campina Grande e quer comprar seu abadá em um ponto físico já poderá fazê-lo sem precisar se deslocar até João Pessoa. Basta ir à Loja Avatim do Partage Shopping para garantir a sua participação no bloco mais esperado do Folia de Ru: o  Vumbora 2020, puxado pela energia contagiante de Bell Marques.  O Vumbora descerá a Avenida Epitácio Pessoa no dia 14 de fevereiro – e, a julgar pelo sucesso do bloco na prévia de 2019, a data tem tudo para ser a mais axé deste Carnaval.
Estão à venda quatro mil abadás, sendo 1,6 mil destinados à meia-entrada (estudantes, idosos e deficientes e seus acompanhantes). A partir do dia 1º de fevereiro, a produção informará, por meio das redes sociais, o local e as instruções para a retirada dos abadás. O Vumbora é uma realização conjunta da Colônia Produções, Mult Promoções, Rede Nord Hotéis e Luan Promoções & Eventos.
Serviço
Venda de abadás para o Bloco Vumbora, com Bell Marques, em João Pessoa
Data: 14/02/20
Local: Posto 99 (concentração), bairro de Miramar
Hora: 18h
Vendas em Campina Grande: Loja Avatim do Partage Shopping (apenas em cartão de crédito ou débito)
Meia: 212,00
Amigo Vumbora: 222,00 (mais 2kg de alimento não perecível)
Inteira: 424,00
Instagram: @blocovumboraJP
Assessoria
porpjbarreto

Deputado Manoel Ludgério responderá ação penal por suposta nomeação de servidora fantasma

Na sessão desta quarta-feira (29), o Pleno do Tribunal de Justiça da Paraíba recebeu  denúncia oferecida pelo Ministério Público contra o deputado estadual Manoel Ludgério Pereira Neto, sua esposa Ivonete Almeida de Andrade Ludgério e o assessor parlamentar Carlos Alberto André Nunes. Os três teriam incorrido no desvio de verbas públicas em proveito próprio, mediante a nomeação da empregada doméstica Elizete de Moura para exercer função de confiança na Assembleia Legislativa, sem o conhecimento desta e sem a devida prestação de serviço, beneficiando-se das verbas remuneratórias percebidas por ela.

Conforme os fatos narrados na peça acusatória, Elizete de Moura trabalhou como empregada doméstica na residência do casal Manoel Ludgério e Ivonete Ludgério nos períodos de 01/11/1999 a 30/03/2014. Ela foi nomeada para exercer a função de confiança na Assembleia Legislativa, com lotação no gabinete do deputado Manoel Ludgério, nos períodos de 01/02/2003 a 31/05/2004, de 01/01/2007 a 30/06/2007, e, ainda, para compor o Grupo de Apoio ao Mandato Parlamentar, de 01/07/2007 a 28/02/2009.

Em 2007, a Assembleia Legislativa do Estado, que antes pagava os salários através de cheque nominal, passou a depositar o salário em conta-corrente. Em abril de 2007, Elizete de Moura comentou com a sua patroa a intenção de adquirir uma motocicleta. Assim, a denunciada Ivonete designou o assessor parlamentar Carlos Alberto André Nunes para auxiliar Elizete.

Em 14/04/2007, Carlos Alberto conduziu Elizete a uma agência do Banco do Brasil e viabilizou a abertura de uma conta-corrente em nome desta. Em maio de 2007, Elizete foi auxiliada por Carlos Alberto a adquirir, junto à empresa Gran-Moto Campina Grande Motores Ltda. uma motocicleta BIS 125 ES, mediante o financiamento no valor de R$ 6.427,23, utilizando como endereço o da residência de seus patrões.

A denunciada Ivonete Ludgério combinou com Elizete de Moura que pagaria o financiamento da motocicleta e que descontaria do salário como empregada doméstica o valor de R$ 250,00, de modo que ficou na posse do cartão e da senha da conta bancária da empregada e dos boletos do financiamento.

Os vencimentos percebidos por Elizete pela função de confiança exercida na Assembleia Legislativa eram depositados na conta-corrente, cujo cartão e senha bancária ficaram na posse de Ivonete. Foi constatada que houve transferências bancárias realizadas da conta-corrente de Elizete de Moura em favor de Antônio Almeida de Andrade, de Carlos Alberto e de Mônica de França Leite.

Em 30/03/2014, Elizete foi despedida sem justa causa, da residência dos denunciados Manoel Ludgério e Ivonete Ludgério. Após o fim da relação trabalhista, ela foi tentar receber o valor do PIS na Caixa Econômica Federal, sendo, na oportunidade, informada acerca da existência de cadastro em seu nome no PASEP, referente a um vínculo com a Assembleia Legislativa do Estado.

Elizete de Moura relatou o desconhecimento da existência de vínculo laboral com a Casa Legislativa ao Ministério Público Federal, através de representação criminal, à Polícia Federal e, ainda, nos próprios autos da Reclamação Trabalhista nº 0130354-71.2014.5.13.0023.

Alegações das defesas– Em resposta escrita, Manoel Ludgério sustentou que Elizete de Moura desempenhou concomitantemente, duas atividades profissionais, sendo um turno na residência deste e, no outro, como assessora especial no gabinete político na cidade de Campina Grande ou em algum órgão público. Sustentou, ainda, a impossibilidade de Elizete afirmar o desconhecimento do contrato de prestação de serviços firmado com a Assembleia Legislativa, posto que foi por ela assinado.

A defesa de Carlos Alberto André Nunes sustentou ser inverídica a afirmação de ter acompanhado Elizete à agência do Banco do Brasil para abertura de uma conta-corrente, pois, segundo informes do próprio estabelecimento financeiro, a conta foi aberta diretamente pela titular, não tendo cedido poderes a terceiros para movimentar a referida conta.

Por sua vez, Ivonete Ludgério apresentou resposta escrita, aduzindo existir contradição nas declarações prestadas por Elizete de Moura, posto existir prova de que ela desempenhou concomitantemente duas atividades profissionais, uma no âmbito familiar e outra em órgão público a que estava vinculado.

Desembargador Ricardo Vital de Almeida

Voto – No exame do caso, o relator do processo (Procedimento Investigatório Criminal nº 0000668-50.2018.815.00000), desembargador Ricardo Vital de Almeida, destacou que a denúncia se encontra lastreada em prova da materialidade do crime. “Há, nos autos, fortíssimos indícios da nomeação de Elizete de Moura como “servidora fantasma” da Casa Legislativa estadual, não tendo os noticiados logrado elidir de plano a acusação, nem afastado, de imediato, a existência de fato típico e antijurídico”, ressaltou.

De acordo com o relator, nesta fase de recebimento da denúncia, a dúvida é em favor da sociedade, prevalecendo o princípio in dubio pro societate. “Evidentemente, os fatos narrados na denúncia somente poderão ser comprovados ou refutados após a dilação probatória, devendo ser assegurado ao Parquet a oportunidade processual de complementar os elementos que embasam a acusação”, observou.

Em seu voto, Ricardo Vital deixou de decretar a prisão preventiva dos denunciados por entender não estarem presentes os requisitos autorizadores da medida. Também não determinou o afastamento dos denunciados dos cargos ou funções públicas, tendo em vista que os fatos foram teoricamente cometidos de 2003 a 2009 e ante a primariedade dos denunciados, bem como diante da inexistência de notícias da prática de atos obstaculatórios ao andamento do feito.  Da decisão cabe recurso.

 

Assessoria de Imprensa – TJPB

porpjbarreto

Brasil tem 9 casos suspeitos de coronavírus; testes estão em andamento

O Ministério da Saúde (MS) informou, nesta terça-feira (29), que existem nove casos considerados suspeitos de coronavírus no Brasil. São três casos em São Paulo, dois em Santa Catarina, e um nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Ceará. Até o momento, o ministério foi notificado de 33 suspeitas de casos. Após testes e verificações, 24 pacientes foram descartados para coronavírus.

Um caso é tratado como suspeito se a pessoa esteve na China nos últimos 14 dias e apresentou tosse e febre ao retornar. Neste caso, o paciente é colocado em isolamento e são realizados testes para checar, primeiro, se o que essa pessoa tem é influenza ou outra gripe. Caso os exames não acusem essa possibilidade, é feito o teste para coronavírus.

No momento, apenas o primeiro caso suspeito, da estudante de Minas Gerais, está na etapa de teste para coronavírus. Segundo o Ministério da Saúde, é possível que o resultado do teste seja conhecido na próxima sexta-feira (31).

Atualmente, 6.065 casos de coronavírus foram confirmados em todo mundo, sendo 5.997 somente na China, onde 132 pessoas já morreram. Não houve ainda nenhuma morte em outros países.

 

Agência Brasil