Infantil: O Violinista Mosca Morta traz à cena o palhaço “Seu Cocó” com apresentação inédita no Teatro Íracles Pires de Cajazeiras

porpjbarreto

Infantil: O Violinista Mosca Morta traz à cena o palhaço “Seu Cocó” com apresentação inédita no Teatro Íracles Pires de Cajazeiras

A Cia Burlesca de Brasília-DF retorna à Paraíba dessa vez para apresentar um novo espetáculo, voltado para crianças de todas as idades, dentro da programação de comemoração dos 35 anos do Teatro Íracles Brocos Pires, em Cajazeiras, no dia 26 de janeiro às 19h20, com ingressos a preços populares, R$ 10,00 a meia entrada. Com atuação de Pedro Caroca, interpretando o palhaço Seu Cocó, e direção cênica e musical de Mafá Nogueira, O Violinista Mosca Morta apresenta linguagem de palhaçaria, conduzindo o público a entrar no universo musical de um concertista atrapalhado, mas determinado em mostrar seu número de violino.

Em seu primeiro concerto de violino, Seu Cocó preparou uma singela e conhecida música para o público, com muito capricho, metodismo e organização. No entanto, uma mosca surge no palco atrapalhando a execução de seu número musical, e para piorar a situação, a própria característica excêntrica do músico contribui para o malogro. Trava-se então uma batalha com o inoportuno inseto e sua personalidade. Mesmo abalado, o palhaço não desiste e segue até o último compasso, a última nota, o último zumbido. Além de zombar de si mesmo, o ator brinca com a figura do músico concertista, tipicamente sério, virtuoso e concentrado. Aqui a postura, a afinação, a elegância e a erudição dos grandes violinistas são satirizadas para expor a fragilidade do instrumentista.

O Violinista Mosca morta nasce em uma oficina de criação de números ministrada pelo ator, diretor e palhaço José Regino. O número partiu da vontade do intérprete Pedro Caroca em colocar seu estudo de violino em cena, e tomar partido de suas características pessoais, como ser metódico, perfeccionista e organizado, para as desconstruir e as tornar risíveis. Além de trazer à cena a linguagem do teatro físico, por meio da palhaçaria pantomímica, um desejo do ator desde sua participação na oficina de verão do Lume Teatro de Campinas em 2016.

A mistura de linguagens apresentada pelo espetáculo reforça as escolhas estéticas construídas pela Cia Burlesca ao longo de seus 10 anos de atuação. Seu Cocó é fruto de pesquisa e prática nos terrenos da música, teatro, contação de história e palhaçaria. A criação dentro da companhia é marcada por estudo e construção coletiva. Dessa forma o intérprete leva para a cena uma produção que foi e continua sendo cuidadosamente acompanhada pelo diretor e pelos demais componentes do grupo.

O espetáculo estreou em abril de 2019, dentro da programação do 9º Festival de Teatro de Ubá, em Minas Gerais, e recebeu indicação ao prêmio de melhor ator e melhor de direção de espetáculo infantil. Em junho do mesmo ano realizou curta temporada no Teatro do Brasília Shopping. No mesmo mês participou do 7º Festival Cultural no Gama-DF e da Abertura do Recital de Violino na Escola de Música de Brasília. Em agosto participa do Festival de Arte e Cultura do ConectaIF no IFB Campus Brasília-DF. Em outubro se apresenta na comemoração do Dia das Crianças no Assentamento São Sebastião, em Silvânia-GO e faz parte da programação do mês das crianças no Espaço Cultural Renato Russo em Brasília-DF. Atualmente está concorrendo ao Prêmio de Melhor Espetáculo Infantil no Prêmio Web de Teatro do DF.

Esta é a segunda vez da Cia Burlesca na Paraíba, que passou por Alagoa Grande e João Pessoa em março de 2019 apresentando o espetáculo “Bendita Dica”. Na verdade, o objetivo principal da vinda foi a pesquisa biográfica de Margarida Maria Alves, que junto com outra figura feminina do campo, Roseli Nunes, será tema do novo espetáculo do grupo que tem previsão de estreia para junho na capital federal, e pretende fazer turnê na Paraíba em agosto, mês em que se rememora a morte da líder sindical.

– Galeria de fotos 

SERVIÇO 

Espetáculo O Violinista Mosca Morta

Dia 26 de janeiro de 2020

Domingo às 19h20 no Teatro Íracles Brocos Pires

Endereço: Rua Doutor Líbio Brasileiro, 176 – Cajazeiras/PB

Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia entrada)

Informações: 61 98173-3450

Classificação indicativa: Livre

FICHA TÉCNICA 

Direção: Mafá Nogueira

Atuação e Concepção: Pedro Caroca

Direção musical: Ana Paula Lima e Mafá Nogueira

Figurino e Maquiagem: José Regino e Pedro Caroca

Iluminação: Jullya Graciela

Efeitos Sonoros: Mateus Ferrari

Operação de som: Ana Raquel Lourenço

Registro audiovisual: Janelson Ferreira

Arte gráfica: Nara Oliveira

 

Assessoria de Imprensa – Cia. Burlesca

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta