Arquivo mensal dezembro 2019

porpjbarreto

Prefeito Zé Aldemir assina termo de adesão ao Garantia Safra 2019/2020

O Prefeito José Aldemir assinou na última segunda-feira (09), na sede da Secretaria do Desenvolvimento do Semiárido e da Agricultura Familiar do Estado, o Termo de Adesão ao PROGRAMA GARANTIA SAFRA 2019-2020.

Cajazeiras é um dos municípios que têm seguido todos os trâmites para garantir esse direito dos agricultores inscritos, e que em caso de perda da safra por excesso ou por falta de chuva, poderão contar com o benefício.

A secretária de Desenvolvimento Rural de Cajazeiras, Branquinha Abreu, informou que foram realizadas 303 inscrições de agricultores incluídos no programa, que é desenvolvido em parceria com a EMPAER.

Na próxima segunda-feira (16), haverá reunião do Conselho de Desenvolvimento Rural Sustentável para homologação dessas inscrições para consequente recebimento dos boletos a serem pagos pelos agricultores.

O município está com todos os seus aportes de pagamentos quitados e em dia, para garantia desse direito ao homem do campo.

Secom

porpjbarreto

Musical inspirado em Michael Jackson chega a João Pessoa

Estrelado por Rodrigo Teaser, “Tributo ao Rei do Pop” acontecerá no dia 21 de dezembro, no Teatro A Pedra do Reino

Considerado um dos maiores shows do mundo, o “Tributo ao Rei do Pop” chega a João Pessoa em uma apresentação única e inesquecível. Reconhecido como o melhor intérprete de Michael Jackson e o único artista brasileiro a ter o nome divulgado no site oficial do cantor, Rodrigo Teaser sobe ao palco do Teatro A Pedra do Reino, no Centro de Convenções, no dia 21 de dezembro, às 21h. A apresentação conta com coreografias, arranjos e figurinos, e é o único show da América Latina que segue o padrão e aval de Lavelle Smith, coreógrafo que acompanhou Michael Jackson por mais de 20 anos. A produção local é da LS Entretenimento.

O tributo traz clássicos emocionantes para o público, como “Billie Jean”, “Thriller”, “Beat it”, “Smooth Criminal” e “Black or White” interpretados pelo compositor, cantor e dançarino Rodrigo Teaser, um dos responsáveis por manter o rei do pop vivo no coração dos fãs. Cover reconhecido pela Sony Music, o artista foi convidado em 2003 para representar a América Latina no show ‘30th Years of Magic’, em homenagem ao Rei do Pop, em Nova Iorque em que o cantor esteve presente.

Com o espetáculo, o artista se apresentou em programas de TV, especiais no Multishow e levou o maior show do mundo em homenagem ao Rei, para o México, em 2017 e CHILE, em 2018. Além disso, Rodrigo foi o único artista a se apresentar por duas vezes na edição do Rock in Rio de 2017. Ivete Sangalo, Seu Jorge, Claudia Leite, são alguns dos artistas consagrados que já dividiram o palco com Rodrigo em homenagem a Michael.

Ingressos – Os ingressos estão sendo vendido via Ingresso Nacional. Setor A (Inteira) R$120, Setor A (Ingresso Solidário) R$80, Setor A (Meia) R$60, Setor B (Inteira) R$100, Setor B (Ingresso Solidário) R$70, Setor B (Meia) R$50.

Sobre Rodrigo Teaser

Começou a imitar Michael Jackson aos 9 anos de idade em programas de TV infantis como Angélica, Mara Maravilha e outros. Cresceu aperfeiçoando seu trabalho, tornando-se um dos mais respeitados profissionais do ramo.

Tendo em seu histórico várias aparições em TV e shows por todo Brasil e exterior. Cover reconhecido pela Sony Music, foi convidado em 2003 para representar a América Latina no show 30th Years of Magic, em homenagem a Michael Jackson, em Nova Iorque onde o próprio esteve presente.

Pela qualidade de seu trabalho Rodrigo Teaser pôde participar de grandes shows e eventos, até mesmo dividindo o palco com artistas como: Seu Jorge, Ivete Sangalo, Claudia Leite, Vanessa Jackson e outros. Participou de campanhas publicitárias para grandes marcas tanto para TV como para mídia impressa. Único artista brasileiro a ter o nome divulgado no site oficial do cantor. Recentemente teve seu show transmitido AO VIVO pelo canal Multishow, sendo o assunto mais comentado no Twitter nacional e o segundo no Twitter mundial.

Serviço:

Tributo ao Rei do Pop – com Rodrigo Teaser

Data: 21 de dezembro (sábado)

Horário: 21h

Local: Teatro A Pedra do Reino – Centro de Convenções de João Pessoa

Ingressos: Setor A (Inteira) R$120, Setor A (Ingresso Solidário) R$80, Setor A (Meia) R$60, Setor B (Inteira) R$100, Setor B (Ingresso Solidário) R$70, Setor B (Meia) R$50.

Produção: LS Entretenimento.

 

Assessoria 

porpjbarreto

Complexo Hospitalar de Patos adota pulseiras para classificação de risco

A classificação de risco é um procedimento necessário na admissão de pacientes em qualquer unidade de saúde e no caso de uma instituição que atua com urgência e emergência isso é ainda mais importante, porque ao se avaliar o paciente, direcionasse  melhor o atendimento de acordo com a necessidade que cada quadro requer. E para aperfeiçoar essa sistemática, o Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro, de Patos, passou a adotar, a partir desta terça-feira (10), pulseiras para Classificação de Risco, onde o paciente que der entrada no pronto socorro passará a usar uma pulseira colorida que identifica a prioridade no atendimento. As pulseiras seguem a Classificação de Risco preconizado pelo Ministério da Saúde de acordo com a Política Nacional de Humanização. “Esse sistema prioriza o atendimento pela gravidade do caso e não pela idade ou ordem de chegada”, destaca a diretora geral do Complexo, Liliane Sena.

A nova sistemática tem o objetivo de melhor acolher o paciente, avaliar a sua necessidade clínica e propiciar um atendimento de acordo com a urgência, classificando-o por cores: vermelha (emergência), laranja (muito urgente), amarela (urgente), verde (pouco urgente ) e azul (não urgente). Dentre as vantagens da adoção da pulseira está a redução do índice de mortalidade na porta das emergências com a identificação rápida de pacientes em risco de vida.

A diretora geral do Complexo lembra ainda que esse novo procedimento de classificação adotado pela unidade está em consonância com um processo interno de melhoria contínua, que tem o objetivo de assegurar que os pacientes tenham um atendimento mais eficaz, levando-se em conta a sua própria necessidade e urgência. “Nós já fazíamos essa classificação de risco e a adoção das pulseiras chega para complementar e aperfeiçoar esse processo de eficiência do atendimento na nossa porta de entrada”, finaliza Liliane Sena.

Assessoria

porpjbarreto

TCE-PB aprova as contas 2014 da gestão Romero Rodrigues na Prefeitura de Campina Grande

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) aprovou, na tarde desta quarta-feira, 11, as contas da Prefeitura Municipal de Campina Grande referentes ao ano de 2014. O conselheiro Antônio Nominando Diniz foi o relator do processo.

Com a aprovação de mais um ano de gestão nesta quarta, o prefeito Romero Rodrigues já teve validadas até o momento pelos conselheiros do órgão estadual de controle externo as contas dos anos 2013, 2014 e 2017.

De Brasília, onde cumpre agenda administrativa, Romero Rodrigues, embora observando ser obrigação dos gestores terem suas contas anuais consideradas regulares pelo Tribunal de Contas do Estado, é sempre motivo de satisfação e sensação de dever cumprido um resultado positivo sancionado pelo principal órgão fiscalizador.

Assessoria 

porpjbarreto

Paraibano Felipe Alcântara e Santanna o cantador, fazem homenagem ao Rei do Baião, Luiz Gonzaga no Dia Nacional do Forró

Para comemorar a data do Dia Nacional do Forró instituída em homenagem ao nascimento do Rei do Baião, Luiz Gonzaga, em 13 de dezembro de 1912, o cantor e compositor paraibano Felipe Alcântara, celebra o autêntico forró com sua nova música e clipe “Vem me dar um cheiro” e show no “Baião In Lisboa Festival” que acontece entre os dias 12 e 15 de dezembro em Portugal.

“Vem me dar um cheiro” está disponível em todas as plataformas digitais e é uma composição do próprio artista em parceria com Abdias Sá que assina também a Direção Musical. “Quero agradecer ao meu parceiro Santanna o cantador que veio para gravar comigo em João Pessoa, muito obrigado. Queremos levar para todo o Brasil nosso autêntico forró que é a maior expressão do povo nordestino”, declarou Felipinho.

Foi em Lisboa que Felipe descobriu sua verdadeira missão na música, e desde o seu retorno ao Brasil resolveu encarar de frente esse desafio, que é ser porta de entrada do forró para novas gerações e para quem nunca ouviu antes. Ao longo de sua história Felipinho teve oportunidade de conhecer muitos palcos, cidades, estados e países.

Felipe Alcântara segue trilhando uma nova fase musical solo e com novos projetos iniciando na carreira de ator.

SOBRE:

FELIPE ALCÂNTARA

Felipe Alcântara, cristão, pai, marido, paraibano, compositor, cantor, surfista de paixão, louco pela família e pela música. Nasceu com o DNA de músico, seu avô era maestro e seu pai deu continuidade a música tocando por diversão diversos instrumentos como cavaquinho, violão, saxofone além de percussão em geral. Desde criança ouvia seu pai e seus tios se encontrando para fazer música, e eles sempre o incentivaram a tocar.

Com 4 anos de idade, Felipe, já tirava os primeiros sons de instrumentos percussivos, aos 9 anos começou a dar os primeiros acordes no cavaquinho com ajuda do seu pai, e desde então não parou mais. Influenciado pelo surf, que passou a fazer parte do seu estilo de vida, Felipe aos 14 anos formou sua primeira banda, que era uma banda de rock chamada Quarto de Apê do qual nunca fez uma apresentação. (hahaha) Ainda nessa época Felipe junto aos amigos começou a animar festas de 15 anos com uma banda de samba que ele passou a participar.

Logo em seguida começou a se interessar pelo forró. A pesquisa e o interesse pelo ritmo foi mais profundo, o levando a participar de alguns trios de forró na época da escola. Ao entrar na universidade, no curso de Turismo (do qual é graduado) teve a oportunidade de morar na Europa, e lá descobriu que a música realmente era o talento que Deus derramou sobre ele. Começou então a fazer voz e violão em bares e restaurantes, tocando músicas em geral, tocava percussão em uma banda de samba (acompanhando Dinho e Rapha Zamorano), tocou forró em Lisboa e Londres ao lado de grandes amigos (Rogerinho do Acordeon, Enrique Matos, e Zeu Azevedo) e teve oportunidade de rodar países como Espanha, Inglaterra, Irlanda, além de Portugal que era onde morava e mais atuava. Ao voltar para o Brasil resolveu assumir a música como profissão, e teve oportunidade de formar um quarteto de forró com Lucy Alves (Os Parahybas), e logo em seguida entrou na banda Os Gonzagas onde durante cinco anos espalhou música pelo Brasil e pelo mundo. Durante esse período teve a oportunidade de retornar a Europa em turnê nos anos de 2014 e 2017. Junto à Os Gonzagas, Felipe também teve a oportunidade de vencer o Festival de Itaúnas – ES, tendo uma música de composição sua em parceria com Carlos Henrique e Yuri Gonzaga, como vencedora do festival.

Ao longo da estrada Felipe pôde dividir o palco com grandes nomes da música brasileira como Elba Ramalho, Chico César, Padre Fábio de Melo, Pinto do Acordeon, Cezinha, Flávio José, Santana O Cantador, Lucy Alves, Tato Cruz (Falamansa), Antonio Barros e Ceceu, entre outros. Em 2015 participou do programa SuperStar com a banda Os Gonzagas, chegando a semi-final, e a partir daí assumiu a missão de levar a música do nordeste para todas as gerações.

Um ano antes do Superstar, Felipe, passou por uma grande dor, a morte do seu pai, e ao mesmo tempo teve um encontro profundo com Deus, o que aflorou no artista o desejo de dar sentido a missão assumida por ele através da música. Atualmente, Felipe dá seus primeiros passos na carreira solo, com a proposta de cantar uma música que nasce a beira mar, e leva uma mensagem de uma maneira leve o amor, a esperança, a fé, a vida e o dia-a-dia de todos nós, pessoas que acreditam em um mundo melhor.

SOBRE:

FICHA TÉCNICA:

Música: Vem me dar um cheiro

Composição: Felipe Alcântara/Abdias Sá

Direção Musical: Abdias Sá

Participação especial: Santanna O Cantador

Gravação e edição: Venâncio Veber e Gabrielle Cardoso

Letra: VEM ME DAR UM CHEIRO

FELIPE ALCÂNTARA – Participação especial de Santanna o cantador.

Tenho dormido pouco

Tenho pensado em você

Estou ficando louco

Louco de tanto querer

Tenho contado as horas

De te ver no meu portão

Mas se você demora

Maltrata o meu coração

Vem me dar um cheiro vem me dar carinho

Que eu te dou primeiro um beijo de mansinho

Vem com teu chamego me trazer a paz

E me dar sossego cada dia mais

Vem me aquecer com um toque de ternura

E pra cada medo me trazer a cura

Vem com teu sorriso afastar a dor

Eu sou doidinho pelo teu amor

Ai ai como te ter é bom

Quando sinto a saudade apertar

Não tento me livrar dela

Faço uma ligação

Abro a porta e a janela

Espero chegar meu dengo

Enquanto canto pra ela

LINKS:

https://www.youtube.com/watch?v=5Sx7SrZ00Og

https://www.letras.mus.br/felipe-alcantara/vem-me-dar-um-cheiro/

Fotos: Felipe Alcântara/crédito: Gabriel Diniz

Fotos: Felipe Alcântara e Santanna o cantador: Gabrielle Cardoso

porpjbarreto

Lúcio Vilar: quando a paixão pelo cinema se transforma no principal festival do gênero no estado

Fest Aruanda surgiu de um desejo e hoje se consagra entre os principais festivais de cinema do Nordeste

Professor universitário, cineasta, jornalista e produtor-executivo de um festival de cinema. A paixão pelo audiovisual está em todas as atividades a que se dedica Lúcio Vilar, doutor em Meios e Processos Audiovisuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP) e professor do Departamento de Mídias Digitais da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), onde leciona desde 2002. Foi no ambiente universitário que ele começou a dar cara ao que hoje conhecemos como Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, que teve a sua 14ª edição entre os dias 28 de novembro e 4 deste mês.

Para ele, o cinema nacional precisa ser visto e valorizado – principalmente, o cinema com sotaque paraibano. “Vivemos um momento muito frutífero nessa área, tanto pela quantidade quanto pela qualidade dos filmes produzidos”, diz ele, ao lembrar que, entre os muitos prêmios que a produção paraibana recebeu no último Fest Aruanda, dois foram nas principais categorias: melhor longa-metragem para “Desvio”, de Arthur Lins, e melhor curta para “Quitéria”, de Tiago Neves. “Os festivais são janelas alternativas para que as pessoas conheçam a cinematografia brasileira, tenham encontros e façam intercâmbios de ideias”, acrescenta.

Segundo ele, o Fest Aruanda brotou de uma queixa contumaz do cineasta Vladimir Carvalho, a quem Lúcio já havia entrevistado várias vezes. “Ele não se conformava com o fato de a Paraíba não ter um festival de cinema”, conta. Não tinha, até aquele momento. Em 2005, eles realizaram o primeiro festival, em uma sala pequena, para apenas 70 pessoas. Em 2009, o evento passou a acontecer fora dos limites da universidade, chamando a atenção de um número crescente de participantes e de público, a cada edição. Hoje, dez anos depois, o festival celebrou o centenário do cinema paraibano – cujo marco inicial foram as primeiras atividades cinematográficas realizadas na Paraíba, em 1919, pelo cineasta Walfredo Rodriguez – com exibições e lançamentos de publicações no Cinépolis Manaíra Shopping, além de debates e painéis no Hotel Aram e na Energisa Cultural.

Confira na íntegra:

Que balanço você faz desta edição do Fest Aruanda?

Diretor de festival é sempre suspeito pra falar, mas, a partir do que tenho lido e ouvido – especialmente de jornalistas do Sudeste que estiveram, este ano, em número maior –, posso afirmar duas coisas: 1) realizamos uma edição que fez jus à celebração do centenário do cinema paraibano; e 2) tivemos um festival com seleção primorosa de curtas e longas, tanto locais quanto nacionais. Além disso, a primavera do cinema paraibano, tão festejada ano passado, mostrou que continua viva, com a premiação do longa “Desvio”, de Arthur Lins, triunfando pelas mãos do Júri Oficial.

A crítica à atual política cultural (ou à destruição dela) foi algo muito presente no evento. Nesse sentido, foi articulada alguma ação de enfrentamento por parte do festival?

Foram manifestações espontâneas de produtores e realizadores diante das incertezas e ameaças ao segmento audiovisual. São questões pertinentes e urgentes, e o festival abre espaço para canalizar tais inquietações, que são de todos, hoje, no Brasil. Justas e relevantes, que precisam de visibilidade, sim – e o festival cumpre o seu papel como espaço de reflexão, ao abrigar tais manifestações.

Os filmes vistos no festival – principalmente, os vitoriosos – serão exibidos em alguma sala de cinema?

Nas mostras competitivas, só exibimos filmes que ainda não foram lançados no circuito exibidor nacional. Todos os filmes deverão ser lançados em 2020, mas cada produção é um caso, nunca sabemos quando exatamente isso acontecerá.

Na sua opinião, que medidas seriam necessárias para fazer com que essa produção não se limitasse a festivais e chegasse a mais pessoas?

Baratear o custo dos ingressos, que são muito altos no Brasil, seria uma primeira medida. Mas isso envolve outras questões, mais complexas.

Quais são as perspectivas em relação ao próximo Fest Aruanda?

Celebraremos os 15 anos do Fest Aruanda, em 2020, e já temos a data, que foi anunciada na solenidade de encerramento: será de 3 a 9 de dezembro, na rede Cinépolis e com a parceria do Grupo Energisa (Fundação Ormeo Junqueira), Armazém Paraíba e a Cagepa – que entrou este ano, pela primeira vez. Entre os homenageados, e aqui vai um furo, a jornalista (e crítica de cinema) Maria do Rosário Caetano estará no seleto grupo de “aruandeiros” a receberem essa nossa comenda especial nos 15 anos. Ela está conosco desde o primeiro Fest Aruanda, é a “madrinha” do festival, daí todo o nosso carinho e reconhecimento.

Assessoria

porpjbarreto

Prefeitos e deputados agradecem apoio do senador Veneziano na destinação de recursos para municípios paraibanos

Durante esta semana o gabinete do Senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) foi muito concorrido, com a visita de diversos Prefeitos, Prefeitas e deputados paraibanos. As visitas e contatos dos políticos tiveram como objetivo tratar sobre investimentos nos seus municípios, através do apoio do Senador, por meio de emendas parlamentares.

Uma das visitas foi feita pela Prefeita de Duas Estradas, Joyce Renally Feliz Nunes, que, por meio das suas redes sociais, agradeceu a atenção do senador e da sua equipe. A gestora apresentou as demandas da cidade e recebeu, por parte do parlamentar, toda a garantia de que seu gabinete está à disposição do povo de Duas Estradas.

O Senador Veneziano Vital destinou também para o Conde, recursos no valor de R$ 150 mil. O recurso, proveniente de uma emenda individual do senador, será destinado para o custeio e melhorias nos serviços de saúde do município. A prefeita Márcia Lucena destacou a importância desta emenda para a saúde local. “Essa emenda que o Senador destinou para o nosso município será utilizada na manutenção destes serviços que são oferecidos para a população”, afirmou a gestora.

Na última terça-feira (10), o deputado estadual Junior Araújo postou um vídeo nas suas redes sociais agradecendo a Veneziano pela destinação de uma emenda de R$ 189.900,00, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para a aquisição de ônibus escolar para o município de Cajazeiras. “Eu quero aqui agradecer de público ao Senador por essa importante ação, que vai beneficiar os alunos da rede municipal de ensino de Cajazeiras”, revelou o deputado estadual, em vídeo.

Outra conquista se deu por parte do Prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, que assinou convênio junto à Caixa Econômica Federal, para a interligação da comunidade de Chã de Dentro com a pavimentação da Integração, fruto de uma emenda de Veneziano. “Essas ações têm impacto positivo para a população que reside nessas cidades e entendo ser uma obrigação de quem representa o povo paraibano, como é o meu caso, ajudar para melhorar a vida de cada cidadão”, destacou Veneziano.

Redação

porpjbarreto

Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras publica edital de convocação para Assembleia Geral. Confira!

A Diretoria do Sindicato dos Funcionários Municipais de Cajazeiras – SINFUMC, com abrangência municipal, compreendendo a base do município de Cajazeiras, Estado da Paraíba, no uso de suas atribuições e seguindo normas estatutárias da entidade, vem pelo presente edital convocar todos os Servidores Públicos Municipais de Cajazeiras, sócios do SINFUMC, para participar de uma Assembleia Geral Ordinária, no dia (13) de dezembro do corrente ano, no Cajazeiras Tênis Clube, às 8:00 em primeira convocação ou meia hora após com qualquer número de associados presentes, com a seguinte pauta:

  • Informes Gerais;
  • Deliberações;
  • Outras providências.

Elinete Lourenço Rolim

Presidente

porpjbarreto

Curso realizado em João Pessoa ensina como investir na Bolsa de Valores

Suelle Ribeiro, mais conhecida como Fiona Trader, é “Day Trader” profissional e será responsável por ministrar o curso entre os dias 16 e 22 de dezembro

Entre os próximos dias 16 e 22 de dezembro, será realizado na cidade de João Pessoa o curso “Como iniciar na Bolsa de Valores”, ministrado pela Day Trader profissional, Suelle Ribeiro, mais conhecida como Fiona Trader. O curso terá carga horária total de 35 horas/aula e tem como público alvo qualquer pessoa que esteja querendo “mudar de vida”, através de um mercado que está cada vez mais em ascensão no Brasil, o de investimentos.

As aulas serão ministradas de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h e no sábado e domingo, de forma intensiva, das 08h às 18h, no escritório de Fiona localizado na Avenida Bahia, nº 644, no Bairros dos Estados. É necessário que o aluno possua computador com mouse de Gamer 2400 DPI e celular com espaço para baixar app’s. As vagas são limitadas!

Dentro do programa do curso o aluno aprenderá como se tornar um “Day Trader”; a pensar como um investidor; como funciona o mercado e as corretoras em relação aos clientes; como escolher uma ação; como aguçar a criatividade e entender os gráficos; Aprenderá ainda a usar a plataforma na prática, bem como, utilizar a melhor estratégia, perdendo menos tempo e fazendo mais dinheiro.

De acordo com dados divulgados recentemente, em setembro a bolsa de valores brasileira atingiu o incrível número de 1,441 milhão de investidores, um avanço de 89% em apenas 12 meses, período em que as ações listadas no Ibovespa tiveram alta de quase 30%. Um dos motivos para que fosse atingido esse percentual foi a baixa recorde da taxa Selic, que empurrou recursos da renda fixa para o mercado de ações.

Diante deste cenário e da procura cada vez maior de pessoas querendo investir no mercado de financeiro, além da escassa fonte de informação sobre o assunto, o curso “Como iniciar na Bolsa de Valores” será um divisor de água na vida de quem planeja se tornar um investidor. “Quem se inscrever no curso irá aprender a investir de forma agressiva e sustentável, sem fórmulas extravagantes, mas com atenção e foco no que realmente é prioritário para ganhar dinheiro todos os dias no mercado financeiro”, ressalta Fiona.

O que é o Day Trader?

É uma modalidade que acontece na Bolsa de Valores, conhecido por sua rapidez e agilidade, porque é focada no curtíssimo prazo. Ela consiste em comprar um ativo e vendê-lo no mesmo dia, buscando o lucro. Esse tipo de operação é comum com ações, opções ou mercado futuro, e pode durar de minutos a algumas horas.

Normalmente, o investidor que realiza esse tipo de operação espera pequenas variações no preço em pequeno espaço de tempo, aproveitando apenas uma parte do movimento e realizando diversas operações ao longo do dia. Para a realização de daytrades, o tipo de análise mais utilizada é a análise técnica ou gráfica.

Conhecendo Fiona

Suellen Ribeiro é natural de Natal, no Rio Grande do Norte, formada em Ciências Contábeis pela Universidade Potiguar. Tem experiência em contabilidade ambiental com ênfase na elaboração do GRI (Global Reporting Initiative). Em 2013, conheceu o mercado da bolsa de valores e passou a conviver com pessoas que investiam. A partir deste momento começou a estudar com foco na área, passando a fazer também investimentos de baixo risco, como: renda fixa e tesouro direto. Mas continuava trabalhando como contadora e não focava em investimentos de forma profissional.

Em 2017, decidiu que queria mudar de vida e buscou se aprimorar no mercado de investimentos. Viajou para São Paulo onde fez vários cursos, entre eles o “Day Trader”, específico para operar no mercado futuro do dólar e mini-índice. Em 2018 já trabalhava de forma profissional na bolsa. Nesse mesmo ano transformou o escritório pessoal em escritório de traders passando a ensinar e compartilhar os seus conhecimentos com outros investidores.

Neste mesmo ano foi convidada a dar aula numa escola onde ensinava a investir na plataforma ProfitChart Pro. A partir de então descobriu que amava o ofício e passou a ensinar como ela opera no mercado, promovendo vários cursos em Natal, lotando todas as turmas que abre. “Tem muita gente querendo investir, mas a maioria não sabe nem como começar”, destaca Fiona que pretende fazer da cidade de João Pessoa um novo polo do investimento na bolsa de valores.

Para mais informações sobre o curso o interessado deve entrar em contato pelo Whatsapp, no número (84) 99819-8288.

Informações Adicionais:

Curso: Como iniciar na Bolsa de Valores

Data: de 16 a 22 de dezembro

Horário: De segunda a sexta-feira, das 19h às 22h

Sábado e Domingo, das 08h às 18h

Local: Avenida Bahia, nº 644, no Bairros dos Estados

Professora: Suelle Ribeiro (Fiona Trader)

Contato: (84) 99819-8288

Instagram: @fionatrader

 

Assessoria 

porpjbarreto

Artistas cajazeirenses e outros paraibanos serão homenageados pela ALPB e receberão a Medalha Centenária Jackson do Pandeiro

Dez artistas paraibanos receberão da Assembleia Legislativa, em data ainda a ser marcada, a Medalha Centenária Jackson do Pandeiro. A propositura do deputado estadual Jeová Campos foi aprovada, por unanimidade, na sessão da última terça-feira (10). O Projeto de Resolução foi incluído para votação na Ordem do Dia depois que a sessão já havia começado. A Medalha que será outorgada aos artistas foi criada em reconhecimento aos 100 anos de nascimento do cantor, instrumentista e compositor paraibano.

Os artistas que serão agraciados com a comenda são: Marcélia de Souza Cartaxo; Maria do Carmo Moreira; Nanego Lira; Soia Lira; Eliezer Filho; Thardely Lima; Lúcio Villar; Suzy Lopes; Jocélio Amaro e Chico Amaro.

“Essa foi uma forma que encontrei de homenagear esses artistas que tão bem representam a Paraíba com muito talento, respeito à cultura e amor à arte. E penso que a Medalha de Jackson do Pandeiro, esse artista que dispensa apresentações pelo conjunto da obra, fará jus ao talento destas personalidades que fazem da arte sua melhor expressão de viver”, justificou o parlamentar que si inspirou em homenageá-los após participar do 14º Fest Aruanda.

Assessoria