Arquivo mensal dezembro 2019

porpjbarreto

Prefeito de Cabaceiras agradece ao senador Veneziano pela destinação de emenda parlamentar para aquisição de ônibus

O prefeito de Cabaceiras, Tiago Castro, divulgou ontem, 12, por meio das suas redes sociais a informação da destinação de uma emenda parlamentar do senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB) no valor de R$ 228 mil que viabilizará a aquisição de um ônibus que ajudará no transporte de cidadãos do município. “Obrigado, Veneziano!”, disse o prefeito em nome de todos os cabaceirenses.

“Queremos agradecer ao senador pelo veículo e aproveito para dizer que estamos felizes em firmar mais essa parceria que nos enche de orgulho”, comentou o gestor ao destacar que está muito contente juntamente com o vice-prefeito, Ricardo Aires e todo governo municipal por mais essa conquista de Veneziano com a sua gestão e com o povo de Cabaceiras.

Recentemente Tiago Castro apresentou em Brasília projetos importantes para o desenvolvimento da Roliúde Nordestina e recebeu do gabinete do senador a garantia dos pleitos: “Veneziano é sempre muito atencioso com Cabaceiras e mais uma vez se colocou à disposição para ajudar nossa cidade”, afirmou Tiago.

Como deputado federal, Veneziano destinou recursos para a reforma do Mercado Público e para construção de um ginásio de esportes no distrito da Ribeira. Além disso, em 2017, o apresentou uma emenda no valor de R$ 800 mil, sendo 500 mil para pavimentação de ruas e 300 mil para custeio da saúde do município.

Redação com Assessoria 

porpjbarreto

TJ mantém suspensa tramitação da reforma previdenciária da ALPB (PL 12/2019) em rito urgente

Por entender que é necessária a transparência das discussões em torno do Projeto de Lei Complementar nº 12/2019, que versa sobre reforma previdenciária da Assembleia Legislativa do Estado, o juiz convocado Onaldo Rocha de Queiroga manteve, nesta quinta-feira (12), a decisão liminar proferida ontem, que deferiu a suspensão da tramitação do Projeto sob o regime de urgência urgentíssima. O magistrado negou provimento ao Agravo Interno com Pedido de Reconsideração interposto pela Casa Legislativa nos autos do Mandado de Segurança (0813009-41.2019.815.0000), em virtude do regime adotado, que garantiria aprovação de um projeto complexo, em questão de dias, sem participação do povo ou espaço para o amplo debate.

O MS, em que foi deferida a liminar, foi impetrado pelo deputado Raniery Paulino (MDB) contra ato supostamente ilegal do presidente da AL, deputado Adriano Galdino. Já no Agravo Interno, a AL requereu a reconsideração da decisão com indeferimento da medida liminar, alegando que a adoção do regime de urgência urgentíssima constitui ato interna corporis, não podendo, neste sentido, sofrer interferência do Judiciário.

De acordo com o juiz Onaldo de Queiroga, o controle judicial sobre atos emanados pelo Poder Legislativo não fere o princípio em questão, desde que se mostre necessário e encontre amparo jurídico. Acrescentou que o controle judicial de atos legislativos é possível quando “seus consectários desbordam de intimidade regimental, atingindo, mesmo que indiretamente, preceitos constitucionais e/ou direitos subjetivos”.

As situações de excepcionalidade que justificaram a interferência judicial expostas pelo juiz convocado foram: envergadura constitucional da matéria tratada, ou seja, uma substancial reforma no regime próprio de previdência estadual; incompatibilidade de tramitação do tema com o regime de urgência urgentíssima, que demanda “relevante e inadiável interesse estadual”.

“A requisição do rito se deu sem qualquer justificativa ou fundamentação idônea. Tratou-se, pois, de simples requerimento, ou seja, não houve indicação alguma de qual ou quais fatos levaram a Assembleia Legislativa da Paraíba a, repentinamente, deixar de observar o trâmite normal do Projeto em comento e, passar, assim, a adotar o trâmite de ‘urgente urgentíssima’”, afirmou o relator.

O magistrado afirmou, também, que não visualizou razões legítimas, expressamente fundamentadas, ou mesmo, regimentalmente amparadas, para sustentar mudança do curso procedimental instaurado na Casa Legislativa. Considerou, ainda, ausência de proximidade entre os anseios da Administração Pública e os interesses de milhares de servidores públicos a serem atingidos pela reforma.

Assessoria de Imprensa -TJPB

porpjbarreto

Em Recife: João Azevêdo participa de reunião do Condel e projeta investimentos de mais de R$ 1 bilhão na Paraíba

O governador João Azevêdo participou, nesta quinta-feira (12), em Recife, capital de Pernambuco, da 26ª reunião ordinária do Conselho Deliberativo da Superintendência do Nordeste (Condel/Sudene), ocasião em que foi definida a distribuição dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para o exercício financeiro de 2020, que prevê a destinação de mais de R$ 1 bilhão para a Paraíba. A solenidade, que contou com a presença do ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, também foi marcada pela posse do novo secretário executivo do Condel e superintendente da Sudene, Douglas Cintra.

Na reunião do Condel, João Azevêdo defendeu a aprovação, no Congresso Nacional, do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) e o encaminhamento de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que visa a destinação de 30% dos recursos do FNE para o financiamento de obras de infraestrutura. O gestor também pleiteou ao Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) a conclusão das obras do eixo norte da transposição do Rio São Francisco, além da segurança jurídica dos contratos de financiamentos por parte do Banco do Nordeste do Brasil (BNB).

“Essa foi uma reunião extremamente importante porque foram definidos os percentuais para cada estado do FNE; a Paraíba receberá mais de R$ 1 bilhão que serão investidos nas mais diversas áreas de desenvolvimento do estado”, destacou o governador.

Ele ainda elencou as demais propostas apresentadas no encontro. “Nós também apresentamos uma proposta para ser levada ao governo federal que prevê a utilização de 30% do FNE para financiamento da infraestrutura e pedimos ao Banco do Nordeste a manutenção de valores que foram estabelecidos originalmente em contratos, principalmente, na área de produção de energia eólica”, acrescentou.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, ressaltou o papel da Sudene como um instrumento essencial para o crescimento do Nordeste. “Nós precisamos assegurar dignidade e cidadania a todos e não há como pensar em desenvolvimento do Brasil, sem pensar no desenvolvimento do Nordeste. Já evoluímos muito, mas é preciso evoluir mais e, por isso, defendemos uma instituição forte como a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste”, disse.

O superintendente da Sudene, Douglas Cintra, afirmou que pretende trabalhar para fomentar o desenvolvimento sustentável e inclusivo do Nordeste com a cooperação dos gestores da região. “Executar um modelo econômico que permita a qualidade de vida do nordestino é um desafio, mas vamos buscar a criação de novas oportunidades para assegurar uma região próspera, com uma gestão moderna de recursos. Nós temos a transparência, sustentabilidade, inovação e tecnologia como pilares e vamos conversar com todos os governadores para promover um trabalho conjunto para garantirmos o desenvolvimento do Nordeste”, pontuou.

No encontro também foram aprovadas as diretrizes do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE) para o exercício de 2020 e moções em comemoração aos 60 anos da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste e em defesa e manutenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Na solenidade ainda foi realizada a assinatura de acordo de cooperação entre a Sudene e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para viabilizar ações conjuntas previstas no PRDNE.

Também estiveram presentes, os governadores Belivaldo Chagas (Sergipe), Fátima Bezerra (Rio Grande do Norte) e Wellington Dias (Piauí), além da governadora em exercício de Pernambuco, Luciana Santos, da vice-governadora do Ceará, Izolda Cela, senadores, deputados federais, prefeitos e autoridades dos governos federal e estaduais.

Os secretários Deusdete Queiroga (Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente); Marialvo Laureano (Fazenda); e Ronaldo Guerra (chefe de gabinete do governador) também participaram da reunião.

porpjbarreto

TRF5 julga primeiro IAC, mantendo proibição de venda de etanol a postos de combustíveis

O Pleno do Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5 decidiu pela ilegalidade da venda direta de etanol hidratado aos postos de gasolina, sem o intermédio das distribuidoras. A decisão foi proferida em julgamento do primeiro Incidente de Assunção de Competência (IAC) do TRF5, ontem (11). A apelação julgada foi interposta pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis e União, contra decisão da 10ª Vara Federal de Pernambuco, que acatou os argumentos do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool de Pernambuco quanto à ilegalidade e inconstitucionalidade das Resoluções da ANP 43/2009 (art. 2º e 6º) e 41/2013 (art.14), que normatizam a comercialização de combustíveis no país e proíbem a venda direta ao comércio varejista.

Por oito votos a cinco, os desembargadores federais decidiram que a ANP tem competência legal para normatizar e regular o comércio de petróleo, gás natural e biocombustíveis no país, de acordo com a Lei 9.878/97 (Lei do Petróleo), que instituiu a agência, não havendo, portanto, inconstitucionalidade ou ilegalidade nos artigos questionados das resoluções da ANP. O acórdão será lavrado pelo desembargador Rogério Fialho Moreira, que divergiu primeiro do voto do relator do processo, desembargador federal Manoel Erhardt, que julgou desfavoravelmente às apelações da ANP e da União.

Entenda o caso  – O processo foi judicializado no dia 18 de junho de 2018, devido aos transtornos causados à população durante a greve dos caminhoneiros, sob a alegação de que a normatização da ANP fere o princípio constitucional de livre comércio. A primeira decisão foi proferida em 26 de junho de 2018, deferindo tutela de urgência que determinou que as produtoras de etanol hidratado de Pernambuco, Alagoas e Sergipe não aplicassem os artigos 2º e 6º da Resolução ANP 43/09 e o artigo 14 da Resolução ANP 41/13. As usinas e destilarias desses estados ficaram, desde então, autorizadas a venderem etanol diretamente aos postos de combustíveis. A ANP e a União entraram com recurso no TRF5, que, em análise pela Quarta Turma, foi encaminhado ao Pleno como Incidente de Assunção de Competência, pela grande repercussão social e sem repetição em múltiplos processos, sendo o único sobre o tema até então. Com o julgamento, todos os processos que surgirem sobre a mesma questão deverão ser analisados de acordo com a decisão desse IAC.

AÇÃO ORDINÁRIA Nº  0808280-47.2018.4.05.8300

Assessoria de Imprensa – TRF5

porpjbarreto

Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS

O limite do saque imediato das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) passou de R$ 500 para o valor do salário mínimo, atualmente fixado em R$ 998. Entretanto, só poderão sacar esse valor os trabalhadores que tinham o saldo de até um salário mínimo na conta vinculada do fundo em 24 de julho deste ano, data em que a Medida Provisória (MP) nº 889, com as novas regras de saque do benefício.

O presidente Jair Bolsonaro sancionou desde a última quarta-feira (11) a lei de conversão da MP, agora convertida na Lei nº 13.932/2019. O texto foi publicado hoje (12) no Diário Oficial da União.

Em nota à imprensa, o governo explica que quem tinha saldo igual ou menor que R$ 998 na conta pode sacar o valor integral. Para quem tinha saldo maior, porém, o limite do saque continua em R$ 500. A regra vale para cada conta que o trabalhador tem no fundo, e não para o somatório delas.

Nesse caso, aqueles que se enquadram na regra do salário mínimo e já sacaram os R$ 500 poderão sacar os R$ 498 restantes. O prazo limite para a retirada é 31 de março de 2020, mas os valores serão disponibilizados até o final do ano.

De acordo com o governo, as regras para o saque-aniversário foram mantidas no texto aprovado em novembro pelo Legislativo. Nessa nova modalidade de saque do FGTS, que entra em vigor em 2020, o trabalhador poderá fazer retiradas anuais de um percentual do saldo, conforme uma escala progressiva, que varia de 5% (para quem tem saldo acima de R$ 20 mil) a 50% (para os cotistas com saldo inferior a R$ 500).

Sobre os percentuais de distribuição de lucro, antes limitados a 50% do resultado de cada exercício, o resultado passará a ser definido pelo Conselho Gestor, que poderá distribuir valores superiores, conforme a saúde financeira do fundo.

A lei agora sancionada também revoga o adicional de 10% sobre o FGTS que era pago para o governo, em caso de demissão sem justa causa. “Esse valor não ia para o empregado e era um simples custo tributário, o qual tinha, desde a sua instituição, uma natureza transitória. Agora, encerra-se definitivamente essa cobrança, diminuindo os custos da mão-de-obra e favorecendo a geração de emprego”, diz a nota do governo. A multa de 40% sobre o saldo da conta, paga ao trabalhador, continua existindo.

Vetos

Bolsonaro vetou quatro trechos na sanção da lei. Os vetos ainda deverão ser analisados pelo Congresso Nacional.

O Ministério do Desenvolvimento Regional sugeriu três vetos a dispositivos que estabelecem fixação de percentual do resultado do FGTS como condição para que o uso dos recursos em habitação popular contemplem descontos de acordo com a renda familiar do beneficiário.

“Tal proposta contraria o interesse público, pois reduz drasticamente os descontos concedidos para famílias de baixa renda no Programa Minha Casa Minha Vida, reduzindo o acesso da camada mais necessitada da sociedade ao programa, bem como aumenta o lucro do FGTS de forma a favorecer as camadas sociais de maior poder aquisitivo, que são as que têm maior volume de depósitos e saldos na conta do FGTS”, diz a mensagem encaminhada ao Congresso.

Já o Ministério da Economia sugeriu o veto ao dispositivo que diz que apenas a Caixa Econômica Federal deve prestar informações à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, necessárias à fiscalização do fundo. Para o governo, o acesso aos dados de pagamento do FGTS junto a toda a rede arrecadadora é de fundamental importância para garantir eficiência e celeridade à fiscalização e cobrança dos valores devidos ao fundo.

“A obtenção de informações de pagamento direto da fonte primária (rede arrecadadora) permite uma melhor gestão dos processos relacionados ao cumprimento da obrigação de recolhimento do FGTS e possibilita maior autonomia à Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia para o exercício de suas atribuições legais”, diz a mensagem da Presidência.

Agência Brasil

porpjbarreto

Juiz Federal João Bosco recebe título honorífico de Cidadão Pessoense

Solenidade de outorga ocorrerá no dia 20 de dezembro, na Câmara Municipal de João Pessoa

O juiz federal João Bosco Medeiros de Sousa, decano da Justiça Federal na Paraíba e titular da 1ª Vara Federal, será agraciado com o título honorífico de Cidadão Pessoense, em virtude dos relevantes serviços prestados à cidade de João Pessoa. A honraria será concedida pela Câmara Municipal de João Pessoa, através de seu presidente, vereador João Carvalho da Costa Sobrinho, atendendo propositura do vereador Lucas de Brito Pereira.

A solenidade de entrega do título está marcada para o dia 20 de dezembro, às 15h, no Plenário Senador Humberto Lucena da Câmara Municipal, na Rua das Trincheiras, 43, Centro – João Pessoa – PB.

Natural de Natal-RN, o magistrado ingressou na Justiça Federal em 1988, tendo atuado em outras três Seções Judiciárias antes de chegar ao estado da Paraíba em 03/09/1991, judicando, pela ordem, nas 3ª e 1ª Varas Federais, sendo titular desta última desde 04/10/1991. Foi membro do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) por seis vezes, alternando entre as funções de titular e substituto, entre os anos de 1992 e 2013, e também assumiu a Direção do Foro da Seção Judiciária da Paraíba de 1992 a 1993, de 1995 a 1996 e de 1998 a 2001. É mestre em Direito Público e foi professor universitário.

Assessoria de Comunicação 
Justiça Federal na Paraíba – JFPB

porpjbarreto

Deputados aprovam denominação de estrada em SJRP de ‘Rodovia Monsenhor Luiz Gualberto de Andrade’

Uma iniciativa do deputado estadual Jeová Campos aprovada, por unanimidade, durante sessão na Assembleia Legislativa desta quinta-feira (12), vai denominar de ‘Rodovia Monsenhor Luiz Gualberto de Andrade’ a estrada estadualizada através da Lei nº 11.534/2019, de 03 de dezembro de 2019. “Eu entendo que a homenagem que a ALPB faz ao Monsenhor Luiz Gualberto é justa e representa o reconhecimento deste Poder Legislativo Paraibano a um dos maiores lutadores pela educação e desenvolvimento do sertão paraibano, um homem de soluções, obstinado pelo trabalho, um apóstolo da educação e da fé. Gostava de trabalhar com a juventude. Soube educar evangelizando e evangelizava educando e eu me sinto muito honrado de ter sugerido essa homenagem”, destacou o autor da propositura.

A Rodovia em questão inicia no entroncamento da BR-405, no Sitio Varzinha, município de São João do Rio do Peixe, passando pelos Sítios Varzinha, Mundo Novo, Cachoeira da Moça, cruzando a Rodovia Estadual PB-391, em seguida passando pelos Sítios Água Branca, Engenho Velho, Açudinho e termina no Distrito de Bandarra, no em São João do Rio do Peixe.

“Monsenhor Luiz Gualberto era um educador incansável, nutria um sentimento de enfrentar desafios e teve uma grande e fundamental participação no processo de desenvolvimento educacional, econômico e social da região do sertão paraibano, patrocinado pela sua ação administrativa e visão profética”, afirma Jeová, lembrando que a implantação do Ensino Superior em Cajazeiras representa um dos mais importantes capítulos da história de Diocese daquela cidade, e teve como protagonista-mor Dom Zacarias Rolim de Moura, idealizador e criador da Fundação de Ensino Superior de Cajazeiras – FESC, com o apoio incondicional do Monsenhor Luiz Gualberto de Andrade.

Segundo Jeová, Monsenhor Luiz Gualberto lutou pela implantação de uma unidade de ensino superior federal no sertão, que a Faculdade de Filosofia Ciências e letras (FAFIC), se tornou no ano de 1979, no primeiro Campus da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) do sertão paraibano, sendo o religioso o primeiro diretor do novo campus. “Não tenho dúvidas de que a semente da educação em Cajazeiras foi plantada em solo fértil e regada com amor, desvelo e responsabilidade, razão pela qual aquela cidade já está consagrada como polo de educação superior e a Cajazeiras de hoje na educação deve muito a luta do Monsenhor Luiz Gualberto”, finaliza Jeová.

Breve histórico

O Monsenhor Luiz Gualberto de Andrade ordenou-se sacerdote pelo Bispo Dom Luis do Amaral Mousinho, no dia 04 de dezembro de 1949. Era portador de um vasto currículo. Foi vigário Cooperador da cidade de Patos nos anos de 1950/1951, em  Itaporanga, de 1952 a 1954, em Santana dos Garrotes, de 1952 a 1955, Capelão do Colégio Padre Diniz, em Itaporanga, de 1952 a 1955 e Pároco da cidade, de 1955 a 1958. Primeiro Reitor do Seminário Nossa Senhora da Assunção da Diocese de Cajazeiras, de 1955 a 1958, consultor da Diocese. Vigário de São José de Piranhas, Diretor do Ginásio Diocesano de Pombal, de 1960 a 1967, Diretor do Liceu Paraibano, de João Pessoa, no ano de 1969, Primeiro Diretor da Faculdade de Filosofia de Ciências e Letras de Cajazeiras, de 1969 a 1993, vigário da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade de cajazeiras, 1969 a 1976, diretor do Colégio Diocesano Padre Rolim, de Cajazeiras, de 1972 a 1991, Fundador e Diretor do Curso Técnico de Enfermagem do Colégio Diocesano Padre Rolim de Cajazeiras, de 1975 a 1979, Coordenador do Campus V da UFPB, hoje UFCG, em Cajazeiras, nos anos de 1977 a 1980. Diretor da 9ª região de Ensino de Cajazeiras, nos anos de 1982 a 1983. Diretor do Colégio Nossa Senhora de Lourdes, de Cajazeiras, de 1984 a 1990. Tomou posse como Pároco efetivo da Catedral de Nossa Senhora da Piedade, em 08 de junho de 1969 onde permaneceu por um período de sete anos e Bispo Diocesano de Cajazeiras, em 1995. Foi nomeado Monsenhor por S.S. o Papa João Paulo II, no dia 14 de janeiro de 2002.

Assessoria 

porpjbarreto

Demitido: Papai Noel “excitado” diz que doença no testículo causou engano

Após ser acusado por mãe de criança de 10 anos, homem de 58 foi demitido de shopping. Ele garante não ter feito nada

Acusado por uma mãe de ter se excitado ao segurar no colo uma criança de 10 anos – e demitido por causa disso de seu emprego de Papai Noel de shopping – um homem de 58 anos morador de Contagem (MG) disse que é vítima de um mal entendido e que não fez nada. “É muito triste, eu fiquei sem chão, sou pai de família”, disse ele em entrevista ao jornal mineiro O Tempo.

De acordo com o homem, que pediu para não ser identificado, uma doença no saco escrotal foi interpretada erroneamente pela mulher que o acusou.

“Eu deveria ter feito uma cirurgia devido a uma glândula que rompeu. O lado direito do meu testículo é maior que o outro. A calça do Papai Noel tem um tamanho maior para ter a impressão de mais fofo”, justificou o homem, sobre o volume que aparece na imagem.

Em postagem no Facebook, a mãe da menina de 10 anos fez um relato assustador: “Bom dia papais e mamães de Contagem. É com muita tristeza que venho fazer essa publicação. Ontem fui levar minha filha no Big Shopping. Ela quis tirar fotos com Papai Noel, o Papai Noel ficou excitado quando ela sentou em sua perna pra tirar a foto, eu queria tirar ela e ele ficava a segurar a menina”, escreveu ela.

Em sua defesa, o Papai Noel desempregado se defendeu alegando que “existem posições para fazer fotos e, às vezes, a criança está meio tensa e você tem que convencê-la com jeitinho para que a foto saia nítida”.

Ele disse também que lembra do momento registrado e divulgado pela mãe. “Ao ver a foto, lembrei da menina, mas não teve nenhum problema. A mãe poderia ter se manifestado na hora, tomado a criança, acionado os seguranças do shopping ou até mesmo procurado o posto policial. Nada disso aconteceu”, reclamou.

“Sem chão”

O homem disse ao jornal mineiro que soube da denúncia devido ao compartilhamento pelas redes sociais. “Quando fomos olhar, eram mais de mil compartilhamentos”, relatou.

“É muito triste, eu fiquei sem chão, sou pai de família, não fiz nada. Meus irmãos moram em outra cidade e queriam encontrar comigo. Isso prejudica também os outros Papais Noéis. Denunciar as pessoas assim é muito sério. Vou alertar às mães que não compartilhem, não façam comentários sem ter certeza dos fatos. Existem famílias que podem ser destruídas com um estalar de dedos”, disse ele, ainda, sobre a repercussão.

O homem contratou um advogado para estudar suas opções. Ele pretende processar ao menos o shopping, que o demitiu sem ouvir sua versão.

Metrópoles 

porpjbarreto

ALPB realizará Audiência Pública para debater Reforma da Previdência

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizará, na próxima segunda-feira (16), Audiência Pública para debater o Projeto de Lei Complementar que altera o regime previdenciário do Estado. Estão previstas a participação de diversas categorias, auxiliares do Governo e autoridades do Estado.

A decisão para debater o assunto em audiência pública veio após diálogo do presidente Adriano Galdino, líderes da situação e oposição com representantes de diversas categorias de servidores estaduais.

Para o presidente Adriano Galdino, o diálogo é a base do trabalho do Poder Legislativo. “Somente com diálogo podemos ouvir os diversos pontos de vista e deliberar quais as principais demandas das categorias. Eu, como presidente da Assembleia, garanto que esta Casa sempre estará de portas abertas para receber todos”, resumiu.

O projeto de Lei Complementar sobre a previdência do Estado está atualmente tramitando na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) da ALPB. Até o momento, três reuniões já foram realizadas para debater o assunto, sendo a última realizada na manhã de hoje. “A Audiência Pública vai ampliar ainda mais a discussão do tema, com a participação de diversos setores da sociedade”, comentou Galdino.

Assessoria – ALPB

porpjbarreto

Esporte Clube Cabo Branco comemora 104 anos em João Pessoa

Aniversário será comemorado no sábado, dia 14, com show especial

Fundado em 1915, o Esporte Clube Cabo Branco é considerado um dos maiores e principais palcos do desporto paraibano. Completando 104 anos na próxima sexta-feira (13), o clube carrega uma história extensa e faz parte da vida de milhares de moradores que residiram ou residem em João Pessoa.

Em comemoração a data o Esporte Clube Cabo Branco irá promover um café da manhã para jornalistas na sexta-feira (13), onde também será lançado o Baile Vermelho e Branco que terá como atração Principal a banda baiana É o Tchan e também Ramon Schnayder, Orquestra Beleza Pura, Dj Cris L. Já no sábado (14), acontecerá a festa em comemoração ao aniversário com um show imperdível de Petrucio Amorim, Luciene Melo e Fabiana Souto.  Para Gilberto Rui (Giba), presidente do ECCB, a data emblemática traz profunda alegria e orgulho. “Me emociona ver o Clube completando aniversário, principalmente por saber da história que ele carrega”, disse.

O Clube surgiu com diversas modalidades esportivas e se destacou com o futebol, que lhe rendeu notoriedade e diversos títulos. Gradativamente a agremiação passou a expandir suas modalidades, introduzindo vôlei, natação, tênis e ginástica. Assim o Clube passou a ser considerado um grande celeiro que recebeu grandes atletas e formou outros, como o nadador Kaio Márcio, o campeão mundial de futsal Mazureik, Rabicó que jogou no Barcelona, Fininho da seleção brasileira, Matheus Cunha que atua na seleção brasileira.

Gradativamente a agremiação passou a expandir suas modalidades, introduzindo vôlei, natação, tênis e ginástica. Assim o Clube passou a ser considerado um grande celeiro que recebeu grandes atletas e formou outros, como o nadador Kaio Márcio, o campeão mundial de futsal Mazureik, Rabicó que jogou no Barcelona, Fininho da seleção brasileira, Matheus Cunha que atua na seleção brasileira de futebol, Otávio que joga no Porto.

Muitos eventos esportivos como torneios de judô, tênis, beach tennis, natação, futsal, futebol, ginástica artística e apresentação de skate são organizados ou sediados pelo ECCB – Esporte Clube Cabo Branco, que reune mais de 700 atletas em todas as modalidades. Mas não é possível reduzir a história do Clube apenas ao esporte, pois ele faz parte da construção do Bairro do Miramar e promoveu diversos eventos e shows.

 

Serviço:

Show de Aniversário do Esporte Clube Cabo Branco

Atrações: Petrucio Amorim, Luciene Melo e Fabiana Souto

Data: 14/12/2019

Horário: 20h

Ingresso:

Meia: R$ 30,00

Inteira: R$60,00

Mesa Sócio: R$190,00

Mesa não Sócio: R$220,00

Vendas: Secretária do Clube e www.ontickets.com.br

Informações: 3031-5948/ 9.9996-2182.

 

Assessoria