Advogados são homenageados pela ALPB em sessão solene onde imperou a emoção e discurso sobre uma Justiça imparcial

porpjbarreto

Advogados são homenageados pela ALPB em sessão solene onde imperou a emoção e discurso sobre uma Justiça imparcial

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) viveu, na manhã desta quinta-feira (24), momentos de muita emoção, durante sessão solene, que homenageou o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Paulo Maia, o vice-presidente, João de Deus Quirino Filho, e o advogado Robson Lima Cananéia. Duas proposituras foram de autoria do deputado Jeová Campos (PSB), que presidiu a sessão, mesmo com o presidente da Casa, Adriano Galdino, presente na mesa que conduziu a solenidade, e outra foi iniciativa do deputado Caio Roberto, que foi o primeiro a discursar na tribuna da ALPB. Em todas as falas, houve referências à importância de uma Justiça imparcial, o respeito à Constituição e a manutenção de um Estado Democrático de Direito.

Do começo ao fim, quando o cantor e compositor cajazeirense, Glauco Meireles, tocou ‘Meu sublime torrão’, enquanto eram entregues as comendas, a sessão ficou marcada por fortes emoções. A homenagem de João de Deus Quirino Filho ao seu pai, já falecido, a história de luta e superação do advogado Robson Lima Cananéia, que andava quilômetros para estudar, inclusive, com tênis ‘furado protegido por folhas de papel’, como ele destacou ao contar sua trajetória, a exaltação a importância da virtude da humildade, destacada por Paulo Maia, a voz embargada do deputado Jeová Campos, ao destacar sua emoção de estar homenageando colegas que honram a profissão de advogado, deram a tônica da sessão que estava com o plenário lotado, tanto que muitas pessoas ficaram de pé.

As homenagens, a Medalha de Mérito Jurídico Tarcísio de Miranda Burity, entregue ao advogado, Paulo Maia, o Título de Cidadão Paraibano, a João de Deus Quirino Filho e a Medalha Epitácio Pessoa, ao funcionário de carreira do Tribunal de Justiça da Paraíba, Robson de Lima Cananéia, segundo o deputado Jeová Campos foram uma das mais justas já realizadas pela ALPB. “Todos os homenageados têm uma história de vida muito bonita, chegaram onde estão por méritos próprios e todos eles têm em comum o amor e respeito ao Direito, à Constituição, e reúnem as prerrogativas de grandes profissionais, de forma que me sinto muito gratificado por ter podido homenageá-los em vida”, disse Jeová que embora não tenha sido o autor da homenagem a Paulo Maia, endossa a deferência de iniciativa do deputado Caio Roberto.

Dirigindo-se ao advogado Robson Cananéa, o deputado Jeová Campos lembrou o tratamento e apoio do homenageado aos advogados paraibanos, independentemente de serem famosos ou não. “Eu não tinha nome, era um ex-vendedor de alho na feira, que estudou muito para cursar Direito e quando cheguei aqui e fui ao TJPB recebi um tratamento muito afetuoso de Robson e depois pude constatar que essa conduta era linear, com advogados famosos ou não. Faço questão de destacar isso aqui que me encantou e não apenas a mim, mas a toda a advocacia da Paraíba”, reiterou Jeová.

Sobre João de Deus Quirino Filho, Jeová lembrou que ele faz um trabalho qualificado e diferenciado no Sertão paraibano. “Embora muito jovem, esse brilhante advogado já é vice-presidente da OAB. Ele tem feito um trabalho muito bom na advocacia do sertão”, afirmou Jeová.

Para Paulo Maia, receber a comenda da ALPB foi uma grande honra. “Recebo essa homenagem dos paraibanos, não apenas desta Casa, pois entendo que os deputados que a compõem representam o povo e isso muito me deixa feliz e honrado”, disse ele, que ao esquecer de pronunciar o nome de sua esposa enquanto estava discursando na Tribuna, pediu desculpas públicas e fez uma declaração de amor no plenário dirigindo-se a ela, posteriormente, com um sonoro ‘Eu te amo’.

Pernambucano de Recife, João de Deus Quirino Filho, afirmou que já s sentia um cidadão paraibano e que o título o legitimou como tal. “Hoje, essa felicidade de já me sentir paraibano, fica ainda mais completa, pois é aqui que me sinto feliz, foi neste estado que escolhi vir morar. Essa honraria enche meu coração de alegria e sou grato ao deputado Jeová Campos por essa iniciativa que me dá agora o direito de bater no peito e dizer que sou paraibano”, disse o homenageado.

O advogado e servidor de carreira do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), Robson Lima Cananéia, que foi agraciado com a mais alta comenda do Poder Legislativo paraibano, a Medalha Epitácio Pessoa, lembrou que a homenagem coroa uma carreira de três décadas dedicadas a Justiça paraibana. “São 30 anos dedicados ao atendimento de quem nos procura no TJPB e estou muito feliz com esse reconhecimento que é fruto de uma vida inteira dedicada ao meu trabalho”, destacou Robson, que emocionou a todos quando discursou e lembrou das dificuldades que tinha para estudar, entre as quais estava a necessidade de andar, diariamente, 16 km entre ida e volta de casa para a escola, muitas vezes com um sapato com sola desgastada, protegida apenas por folhas de papel. “Os sacríficos dão um sabor a mais nas conquistas”, destacou ele.

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, presente à solenidade, enalteceu sua alegria de acompanhar uma sessão de tão alto nível e lembrou a importância da Justiça para a sociedade. O advogado Delosmar Mendonça, também presente à sessão, destacou as virtudes dos homenageados e reforçou a importância de uma Justiça imparcial. Deputados, juristas, advogados, familiares dos homenageados e representantes de órgãos ligados à Justiça prestigiaram a solenidade que foi encerrada ao som do cantor e compositor Glauco Meireles, com música de sua autoria. “Foi uma sessão linda e emocionante, com discursos que tocaram profundamente, sob todos os aspectos”, avaliou o deputado Jeová Campos.

Assessoria de Imprensa – ALPB

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta