Cássio se irrita diante de críticas de Nelson Júnior em debate

porpjbarreto

Cássio se irrita diante de críticas de Nelson Júnior em debate

O candidato Cássio Cunha Lima ao senado, que pretende reeleição ao cargo, se sentiu, durante debate entre candidatos ao Senado realizado ontem à noite pela TV Master, incomodado com as críticas do candidato do PSOL ao Senado, professor Nelson Júnior. No debate, ocorreu que, mesmo sem ter a oportunidade de perguntar diretamente ao senador Cássio Cunha Lima, o candidato Nelson Júnior (PSOL) aproveitou sua participação para criticar as posições adotadas pelo senador Cássio no Senado quanto à reforma trabalhista, congelamento de investimentos do Governo Federal em áreas essenciais como Educação, Saúde e Segurança Pública.

O candidato Nelson Júnior também fez questão de associar o senador Cássio Cunha Lima ao Aécio Neves, DEM, PP e principalmente o MDB de Temer na trama do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Quando indagado, ao final do debate pelo candidato Nivaldo Mangueira (PSOL), o senador Cássio Cunha Lima aproveitou a oportunidade para revelar seu incômodo com as críticas do candidato Nelson Júnior, afirmando que Nelson Júnior era presidente licenciado da ADUEPB e tinha sido omisso no debate acerca dos interesses da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Omissão atribuída ao candidato Nelson Júnior pelo senador Cássio foi sem qualquer sentido, uma vez que a dinâmica do debate não estimulou o tema. Cássio sabia que, no debate anterior, ocorrido na TV Arapuan, o candidato Nelson Júnior havia feito várias referências às lutas da UEPB, seus professores e técnicos administrativos em defesa da autonomia daquela instituição. O senador Cássio também viu que, naquela ocasião o candidato Nelson Júnior fez críticas ao Governo do Estado por não reconhecer a autonomia da UEPB e desrespeitar o direito de recursos previstos no orçamento para o funcionamento da instituição. Nelson Júnior lamentou, naquele debate, inclusive, a decisão da Reitoria da Universidade Estadual de cortar vagas para mais de 3 mil alunos no semestre em curso.

Em suas considerações finais, o candidato Nelson Júnior respondeu as críticas do senador Cássio Cunha Lima reafirmando sua luta à frente da categoria como presidente licenciado da ADUEPB e lembrou que, num momento difícil daquela instituição e seu corpo de professores, o senador Cássio Cunha Lima havia sido procurado em 2013 para apoiar a universidade e o senador se omitiu, porque era aliado do Governo do Estado.

 

Assessoria

Sobre o Autor

pjbarreto editor

Deixe uma resposta