Produtores, técnicos e engenheiros agrônomos atualizam conhecimentos no Workshop da STAB realizado na Asplan

Produtores, técnicos e engenheiros agrônomos atualizam conhecimentos no Workshop da STAB realizado na Asplan

Compartilhe

Ervas daninhas, manejo, fertilização e novas tecnologias aplicadas à cultura da cana-de-açúcar foram temas que movimentaram a quarta-feira (08) na sede da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan). Isto porque a entidade recebeu diversos produtores, bem como técnicos e engenheiros agronômos, para o primeiro dia do 17º Workshop sobre Plantas Daninhas, Nutrição e Adubação da Cana-de-Açúcar. O evento foi promovido pela Sociedade dos Técnicos Açucareiros e Alcooleiros do Brasil (STAB/Regional Setentrional), com o apoio da Asplan, da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e do Sindaçúcar. Além das atividades no auditório, representantes de laboratórios agrícolas também montaram stands no estacionamento da entidade para apresentação de produtos. O evento aconteceu nos dias 08 e 09.

A abertura do Workshop foi realizada pelo presidente da Asplan, José Inácio de Morais, pelo presidente da STAB, Djalma Euzébio Simões e e pelo presidente do Comitê de Tratos Culturais da STAB, Antônio José Barros. O presidente da Asplan destacou que a boa produtividade da Paraíba se deve, principalmente, à força dos produtores, que sempre estão atrás de conhecer as novas tecnologias, mas sem esquecer o custo-benefício. “A Paraíba vive um momento bom de produtividade. Mas, isso se deve à sobrevivência dos produtores. Estamos em uma região propícia em relação a Pernambuco para a irrigação e agora os produtores estão voltados também às ações de manejo, nutrição. Isso é muito bom para o aumento da produtividade, mas é tudo fruto da perseverança”, comentou José Inácio, frisando que isso era consequência também do conhecimento de a classe vai adquirindo e, por isso, a vontade de conseguir o máximo que sua terra pode dar.

A primeira palestra foi comandada pelo Dr. Emídio Cantídio Almeida, da Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE. Ele frisou a importância da reposição de Fósforo nos solos nordestinos. “O fósforo é responsável 57% pelo crescimento da planta e cerca de 60% dos tabuleiros costeiros estão com deficiência deste elemento. Daqui para 2050, a tendência também é de que a demanda por fósforo duplique, já que a disponibilidade de alimentos está diretamente relacionada a ele”, alertou o estudioso, mostrando resultados de fosfatagem que aumentaram a fertilidade do solo e, consequentemente a produção radicular da cana.

Após isso, aconteceram três palestras para a apresentação de soluções agrícolas. A primeira foi com o representante da Ourofino, depois da Agro Soluções Agrícola, seguido pelo representante da Ihara e da Corteva. A última palestra da manhã foi a do Dr. Flávio Barcellos Cardoso, da Universidade Federal de Viçosa – UFV, que apresentou todo o processo de produção da sacarose na cana através da respiração, fotossíntese, e a importância do manejo foliar para o aumento dos níveis de ATR – Açúcar Total Recuperável.

“Não adianta um solo maravilhoso se o clima não ajuda a maturar e fazer com que a raiz leve nutrientes até a folha”, adiantou Barcellos. Segundo ele, quando não há água suficiente para que cheguem nutrientes à folha, a planta entra em estresse, ela não atinge sua maturação e há queda dos níveis de açúcar. “O clima favorável estimula a produção de açúcar. Mas, sem isso, é preciso ver quando e quanto será necessário em  magnésio e potássio. Isso a planta é quem dirá, através dos estudos de solo. Mas, já sabemos, por exemplo, que um solo rico em potássio, culminará em folhas com baixos níveis de magnésio, já que o potássio, por possuir moléculas menores, podem utilizar os meus carreadores do magnésio, diminuindo o potencial de transporte deste”, explicou.

Após o almoço, o público teve a oportunidade de continuar a conhecer mais sobre as novidades acerca do manejo, da fertilização e controle de ervas daninhas. A primeira palestra foi a respeito da “água eletromagnetizada”, uma solução trazida pela Aqua-4 Brasil. De acordo com o palestrante, George Hércules, a novidade “desorienta” os nematoides e livra o sistema radicular da planta desses animais. Após sua apresentação, o Workshop continuou trazendo soluções sobre o uso do Quartzo no controle biológico e outros produtos que fazem o controle dos nematoides.

Encerrando o ciclo de palestras do dia, a Dra. Andréa Chaves Fiuza, da UFRPE, falou sobre as “Alternativas para o manejo de nematoides em canaviais da região nordeste do Brasil”. Em sua apresentação, ela frisou a importância de se utilizar uma mesma espécie de cana para uma grande área e também disse apostar na variedade de número RB 041443. “Vai aumentar seu cultivo a partir de 2019. Pela sua resistência e controle de ervas daninhas”, comentou.          Além disso, a estudiosa apresentou alguns resultados positivos com os produtos Pottente e Azamax, bem como apostou no controle biológico. “Hoje existem muitos no mercado tão eficientes quanto o controle químico”, afirmou, concluindo as palestra e abrindo o ciclo de debates que encerrou o primeiro dia do evento.

Para o técnico de laboratório, Valber Douglas de Lira, que trabalha na estação de Carpina, Pernambuco, o evento é uma ótima oportunidade para quem deseja aprofundar os conhecimentos. “É a primeira vez que venho e achei tudo muito organizado, perfeito. Para quem deseja se aperfeiçoar ou, no caso os produtores, aumentar sua produtividade, renda, esse é um evento para isso. Adquirir conhecimento para aplicar depois”, disse.

O presidente da STAB, Djalma Euzébio Simões disse estar muito satisfeito com a realização do Workshop na Paraíba. “É muito bom vir para a Paraíba porque aqui temos esse apoio maravilhoso da Asplan e um público também muito interessado em conhecer as inovações. Agradeço a Asplan por nos acolher e esperamos que os participantes aproveitem e saiam daqui com mais conhecimentos”, disse Djalma.  O segundo e último dia do evento será na última quinta-feira (09).

Ascom – Asplan

Sobre o Autor

Rádio Rural FM administrator

Deixe uma resposta